10 livros de terror que serão lançados no Brasil em 2019

Como prometi na postagem 6 livros de ficção científica estrangeiros que serão lançados noBrasil  em 2019, estou de volta para cumprir a minha palavra. Hoje, vamos postar os 10 livros de terror que estão sendo aguardados com muita expectativa neste ano. As obras dos mestres do gênero que estarão desembarcando nas livrarias tupiniquins durante o primeiro ou segundo semestre de 2019. E vamos a elas!
01 – Trocas Macabras (Stephen King)
Não poderia deixar de abrir esse post com o livro do cara do qual sou fã há muuuiiito tempo. E fã de carteirinha! Isto pode ser confirmado nas várias postagens sobre Stephen King e suas obras no “Livros e Opinião”, mesmo este não sendo um blog específico sobre terror. E a boa notícia para os fãs do autor é que além de “Trocas Macabras”, a previsão é de que cheguem ao Brasil ainda em 2019 mais dois livros de SK. Pera aí, porque essa notícia vale um grito de guerra ultra-caprichado: Iahuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!
Sobre “Trocas Macabras”, o seu lançamento é batata, já que a Suma, selo da editora Companhia das Letras, garantiu que a obra chega, de fato, às livrarias neste ano e em formato pra lá de luxuoso, ou seja, capa dura, papel de qualidade, além de vários extras e entrevistas com King. Já está confirmado que “Trocas Macabras” fará parte da coleção “Biblioteca Stephen King” que foi lançada pela Suma em 2016 com a publicação de “Cujo”. Hoje, a coleção conta com mais três livros, além de “Cujo”; são eles: “A Hora doLobisomem”, “O Iluminado” e “A Incendiária".
“Trocas Macabras”, publicada originalmente em 1991, é a história de um misterioso personagem chamado Leland Gaunt que decide abrir uma pequena loja na cidade de Castle Rock onde em troca do objeto de desejo dos moradores, eles devem prestar um pequeno favor ao vendedor. Em pouco tempo fica evidente que nessas trocas macabras os preços pagos pelos moradores de Castle Rock serão altos demais.
02 – A Metade Negra (Stephen King)
Aproveitando o embalo, já emendo outro lançamento de Stephen King para 2019. À exemplo de “Trocas Macabras”, o relançamento de “A Metade Negra’ também está confirmado para a coleção “Biblioteca Stephen King”. Só resta saber qual dos dois sairá primeiro, já que a Suma não definiu as datas exatas de suas publicações. O certo nisso tudo, até agora, é que um livro sai no primeiro semestre e o outro no segundo.
“A Metade Negra” foi lançada no Brasil em 1991 pela editora Francisco Alves na antológica coleção “Mestres do Horror e da Fantasia”. Depois disso não teve mais reedições. Portanto, há 28 anos que nenhuma editora ousou relançar esse tremendo clássico da literatura de terror. Resultado: livro quase esgotado com preços astronômicos nos sebos. Mas agora, finalmente, a Suma nos brinda com esse presentão. Um presentão tardio, mas tudo bem.
King conta a saga do escritor Thad Beaumont, autor de uma série de sucesso assinada sob o pseudônimo de George Stark.  Decidido a abandonar a conhecida série de livros, Thad enterra seu pseudônimo, com direito a um velório e um túmulo no cemitério local. Mas quando pesadelos terríveis passam a atormentá-lo, além da ocorrência de assassinatos brutais que parecem querer vingar a morte do fictício  George Stark, Thad precisa descobrir por que é tão difícil manter enterrada a parte mais sombria de si mesmo.
03 – Cries Unheard (Gitta Sereny)
Acredite se quiser: o livro da jornalista Gitta Sereny será lançado em nosso idioma pátrio, somente após 21 anos de sua publicação nos Estados Unidos. Verdade! Até agora, ele só pode ser adquirido em inglês e, mesmo assim, encontra-se esgotado em diversas livrarias.
Sereny narra a história de Mary Bell, hoje com 61 anos. Vale lembrar que ela tinha apenas 11 anos quando foi condenada pela morte de outras duas crianças na cidade de Newcastle upon Tyne.
Martin Brown, 4, foi asfixiado e encontrado numa casa abandonada. Um mês depois, Brian Howe, 3, foi estrangulado.
Ela também foi acusada de tentar estrangular quatro outras meninas. Foi responsável pela vandalização da enfermaria escolar e de escrever ameaças nas paredes.
Foi considerada culpada de homicídio involuntário em 17 de dezembro de 1968. Em seu diagnóstico, psiquiatras descreveram sintomas clássicos da psicopatia.
Bell foi liberada da custódia em 1980, aos 23 anos, e foi concedido-lhe anonimato para começar uma nova vida com sua filha, que nasceu em 1984, e também o marido.
Trinta anos depois de sua condenação, em 1998 e após a morte de sua mãe, ela aceitou falar à jornalista Gitta Sereny sobre sua infância, na qual Mary foi paga. O resultado é uma biografia chamada “Cries Unheard”.
No livro, a jornalista faz um relato da infância de Mary e também de sua vida após 1980. A autora admitiu que pagou pelos depoimentos de Mary, o que causou muita polêmica e algumas reações negativas na época.
Quando chegar ao Brasil neste ano, o livro deverá se chamar “Gritos não ouvidos”.
04 – A Cidade Perdida do Deus Macaco (Douglas Preston)
O livro tenta desvendar os segredos de uma lendária cidade perdida, localizada nas selvas de Honduras. Durante séculos, os viajantes e moradores têm compartilhado lendas sobre essa misteriosa cidade que até hoje ninguém encontrou — dizem que foi ali que o deus símio gerou uma criança metade homem, metade macaco.
Diz a lenda que qualquer pessoa que consiga entrar nessa cidade sagrada acabará contraindo uma moléstia incurável e morrerá.
Em 1940, um excêntrico jornalista chamado Theodore Morde liderou uma expedição organizada pelo Museu do Índio Americano de Nova York com o intuito de descobrir a cidade do deus macaco. Theodore emergiu das selvas, cinco meses mais tarde com caixas repletas de artefatos. Pouco tempo depois de ter chegado próximo à misteriosa cidade perdida, o jornalista aventureiro que comandou a expedição se suicidou sem revelar a sua localização.
Setenta e dois após a primeira expedição, Douglas Preston se juntou a uma equipe de cientistas com o objetivo de tentar refazer o mesmo caminho traçado por Morde e assim, descobrir a cidade perdida. Após enfrentarem animais selvagens, deslizamentos, matas inexploradas e cerradas, insetos e outras armadilhas das selvas hondurenhas, eles conseguiram apenas se aproximar da cidade e descobriram algo por demais fantástico e inacreditável. Mas o pior ainda está por vir, quando Preston e toda a sua equipe chegaram a conclusão que haviam contraíram, nas ruinas perto da cidade do deus macaco, uma doença estranha e quase sempre mortal.
Preston conta neste livro toda a sua aventura e o que descobriu. “A Cidade Perdida do Deus Macaco” vem sendo aguardado com muita ansiedade pelos leitores. Ansiedade que deve terminar logo, já que a obra deverá chegar às livrarias brasileiras dentro de poucos dias.
05 – Candyman (Clive Barker)
Os fãs da literatura de terror estão roendo as unhas por causa desse lançamento do gênio Clive Barker criador de “Hellraiser”, um dos filmes de terror mais famosos de todos os tempos.
O conto Candyman escrito por Barker em 1985 foi adaptado para os cinemas na década de 90 e fez grande sucesso. Sua primeira publicação aconteceu como uma novela literária (com o título The Forbidden), publicada em uma das muitas coletâneas do autor.
O filme – baseado no livro -  com o ator Tony Todd conta a história de um escravo que fora morto sob tortura por se envolver com a filha de seu senhorio — depois de espancado, ele teve sua mão decepada, além de ter sido amarrado e lambuzado com mel para que abelhas e formigas o picassem. Um século depois, ele volta do além com um gancho no lugar da mão cortada, e basta pronunciar seu nome frente a um espelho cinco vezes para que apareça.
Uma antropóloga passa, então, a pesquisar essa lenda urbana e com isso liberta a criatura que passa a aterrorizar todos aqueles que pronunciam o seu nome cinco vezes olhando para um espelho.
O livro será lançado pela Darkside, até o final de janeiro, e tanto cenário quanto protagonistas sofreram alterações. Mas a maldição continuou a mesma, assim como as abelhas que anunciavam a chegada do assassino, e claro, a sua icônica mão de gancho vingadora. Brrrrrrrrr!!
“Candyman” cai nas mãos dos leitores brasileiros em uma edição única. A Darkside promete arrasar no visual da obra, como já se tornou tradição em seus lançamentos anteriores.
06 – Lady Killers: Assassinas em Série (Tori Telfer)
Olha a Darkside de novo aí, gente! “Lady Killers”, que deve chegar às livrarias brasileiras praticamente junto com Candyman, ou seja, no final de janeiro, também virá numa edição luxuosa. Lembrando que ambos já estão em pré-venda. E haja bolso para comprar os dois! Enquanto “Candyman” custa R$ 49,90, “Lady Killers” sai por R$ 59,90. Os leitores interessados nos dois lançamentos serão obrigados a desembolsar quase R$ 110,00!! É muita bufunfa, mas acho que vale a pena o sacrifício.
“Lady Killers: Assassinas em Série” da escritora e pesquisadora Tori Telfer, é um dossiê de histórias sobre assassinas em série e seus crimes ao longo dos últimos séculos. Quando pensamos em assassinos em série, pensamos em homens. Mais precisamente, em homens matando mulheres inocentes, vítimas de um apetite atroz por sangue e uma vontade irrefreável de carnificina. O livro de Telfer mostra que as mulheres podem ser tão letais quanto os homens e deixar um rastro de corpos por onde passam.
Mary Ann Cotton e Elizabeth Báthory são duas das muitas assassinas em série que o livro mostra. A primeira, foi uma inglesa condenada por assassinar seus filhos e acredita-se ter assassinado até 21 pessoas, principalmente através de envenenamento por arsênico. A sua vida foi de tal forma dramática que o canal ITV decidiu fazer uma série sobre as suas aventuras… ou melhor, os seus crimes.
Duas décadas antes de Jack o Estripador se tornar o serial killer mais temido de Inglaterra, Cotton já tinha feito o suficiente para entrar na história do mundo do crime britânico.
Quanto a condessa Elizabeth Báthory foi considerada uma das mulheres mais perversas e sanguinárias que a humanidade já conheceu. Os relatos sobre ela ultrapassam a fronteira da lenda através dos tempos. Ela ficou conhecida, na época, como a “Condessa de sangue”.
“Lady Killers” tem muito mais exemplos de assassinas em série e também do seu ‘modus operandi.
07 – The Cabin At The End Of The World (Paul Tremblay)
A Bertrand Brasil prometeu para 2019 o lançamento de “The Cabin At The end Of The World” (A Cabine do Fim do Mundo) de Paul Trembley autor do grande sucesso “Na Escuridão da Mente”.
Na trama, um casal gay e sua filha chinesa adotada estão tirando férias em uma cabana isolada. Sua habitação acaba sendo invadida por quatro estranhos que levam a família cativa e lhes dizem que, para impedir o apocalipse iminente, um deles deve ser morto pelos outros.
O autor Stephen King escreveu que o romance de Trembley é "instigante e aterrorizante". 
A prova do sucesso do livro do autor é que a “FilmNation” adquiriu os direitos de filmagem da obra em abril de 2018, bem antes de sua publicação nos Estados Unidos. "The Cabin At The End Of The World" pode ser considerado uma das publicações de terror mais aguardadas para 2019 por causa do grande sucesso de um dos livros anteriores de Trembley, "Na Escuridão da Mente". Vejamos se a expectativa valerá a pena.
08 – Strangers Things – Suspicious Minds (Gwenda Bond)
Este livro vai expandir ainda mais o chamado “Universo Stranger Things” porque irá contar a história anterior à primeira temporada da famosa série, explorando o período em que a mãe da Eleven era uma cobaia do projeto “MKULtra”. A previsão de lançamento é para o primeiro semestre de 2019.
Escrito por Gwenda Bond, o livro é uma parceria da Netflix com a Penguin e já foi lançando nos EUA no dia 30 de outubro. A previsão é que chegue ao Brasil no começo desse primeiro semestre.
Na trama, tudo começa em julho de 1969, no Laboratório Nacional de Hawkins, em Indiana. "O homem dirigiu um carro preto por uma estrada de Indiana, e diminuiu a velocidade quando chegou a um portão com uma placa de área restrita. O guarda olhou pela janela por um breve momento, checou a placa do carro e acenou para ele passar. O laboratório claramente sabia de sua chegada. Talvez eles até tenham seguido as instruções e especificações que ele enviou antes de preparar seu novo domínio", começa o livro.
Até onde se sabe, a série vai tratar de ao menos mais um personagem já conhecido na série: o doutor Martin Brenner.
A terceira temporada “Stranger Things” ainda está em fase de produção e deve estrear apenas em julho de 2019 na Netflix.
09 – O Mundo de Lore – Criaturas Estranhas (Aaron Mahnke)
Vejam o resumo da sinopse do livro de Aaron Mahnke: “Eles vivem nas sombras, nas profundezas da floresta, tarde da noite, nos recessos escuros de nossas mentes. Eles são mencionados em histórias e superstições, relíquias de uma era não iluminada, contos de velhas esposas, passadas através de gerações. No entanto, não importa o quão cautelosos e cansados ​​nos tornemos, como indivíduos ou como sociedade, uma parte de nós permanece vulnerável a eles: lobisomens e wendigos, poltergeists e vampiros, elfos raivosos e espíritos vingativos”.
Neste volume que a Darkside promete lançar seguindo o seu alto padrão de qualidade com capa dura, ilustrações e vários extras, o autor serve como guia em uma fascinante jornada através da história dessas terríveis criaturas, explorando não apenas as lendas, mas o que elas nos dizem sobre nós mesmos. Mahnke nos convida para o desolado Pine Barrens de Nova Jersey, onde habita o notório Diabo de Jersey, de olhos vermelhos, alado. Ele investiga relatos angustiantes de canibalismo - alguns documentados oficialmente, outros apenas especulação. . . possivelmente. Ele visita as salas pouco iluminadas onde acontecem as sessões espíritas, as aldeias europeias onde os gremlins fazem travessuras; vai ainda até Key West, na Flórida, lar de uma boneca assombrada chamada Robert.
Em um mundo de “vampiros emocionais” e “shoppings de zumbis”, os monstros do folclore tornaram-se parte de nossa linguagem e parte de nossa psique coletiva. Será que estas bestas e papões são reais ou apenas um reflexo de nossos medos primordiais? Sabemos, em algum nível, que nem todo mistério foi explicado e que o desconhecido ainda detém o poder de atingir o medo no fundo de nossos corações e almas. Como Mahnke nos lembra, às vezes a verdade é ainda mais assustadora do que a do folclore.
Por enquanto o livro pode ser encontrado apenas em inglês, mas calma... calma galera, porque ele deve chegar por aqui, traduzidinho e bonitinho ainda neste primeiro semestre. Aguardemos.
10 – Elevation (Stephen King)
Como deixar de encerrar este post sem mais um lançamento do mestre do terror, Stephen King? Impossible!
Gente, a Suma já anunciou em suas redes sociais que adquiriu os direitos de publicação da obra que deve ser lançada no Brasil somente no final do segundo semestre de 2019. O livro foi publicado nas terras do Tio Sam em 30 de outubro do ano passado.
A história se passa na fictícia cidade de Castle Rock, localizada no Maine – onde a maioria dos enredos de King estão centrados. O personagem principal, Scott Carey, enfrenta uma misteriosa doença que causa efeitos bizarros em seu corpo e faz com que ele rapidamente perca peso, mesmo que pareça saudável por fora. Enquanto luta contra essa doença com seu médico de confiança, ele procura consertar uma situação terrível envolvendo um casal de lésbicas que tenta abrir um restaurante cercado por um público que desaprova.
O livro teve uma recepção positiva entre os leitores e críticos americanos.
Taí galera, espero que tenham gostado das sugestões.
Inté!


6 comentários

  1. "Descobri" teu blog ontem. Dando uma boa olhada (fuçada) hoje. Abraço!
    Ati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste e que os posts possam lhe auxiliar na seleção de alguns livros.
      E obrigado pela visita.
      Abraços!

      Excluir
  2. A Tempestade do Século, de King, nunca foi publicado no BR?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este livro de 1999 não chegou a ser lançado com a tradução em português. Você poderá encontra-lo somente em inglês na Amazon ou na Estante Virtual. Vale lembrar que Stephen King escreveu o roteiro direto para uma minissérie de TV e só posteriormente o livro foi lançado, mas no formato de roteiro de cinema.
      Espero ter esclarecido.
      Abraços!

      Excluir
  3. José Antônio, Boa noite!

    Alguma previsão sobre "Depois da Meia-Noite", do Stephen King?

    O que acha de um abaixo assinado para implorar à Suma que nos traga essa lenda em forma de livro? Nem que seja em 2020... Tô vendo essa Biblioteca King acabar e nada de "Depois da Meia-Noite"...

    Nos ajude com sua influência, nobre amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente Rafael, a influencia dos blogueiros literários é limitada neste caso. As grandes editoras lançam os livros que elas acham que deve ser lançados e pronto. Se não me engano, a Suma lançou há algum tempo uma pesquisa nas suas redes sociais perguntando qual livro os leitores gostariam de ver relançado na coleção "Biblioteca Stephen King". Parece que "A Metade Negra" foi o mais votado, tanto é que ele chega agora, em março, nas livrarias. Vamos torcer para que nesta pesquisa, "Depois da Meia Noite" também tenha obtido um bom numero de votos.
      Veja bem, acho que será uma questão de tempo, a "vinda" desse livro de 'contos compridos' de King dentro do contexto da "Biblioteca Stephen King. Enquanto isso, o que os fãs podem fazer é continuar escrevendo para o site e as redes sociais da Companhia das Letras (que adquiriu o selo Suma), deixando evidente o seu interesse pela obra. E torcer, nada mais.
      Tenho quase certeza que o calendário de relançamentos da "Biblioteca Stephen King" para 2019 está fechado. Lembrando que esta coleção lança, geralmente, dois livros por ano - um em cada semestre. Para 2019 foram definidos: "A Metade Negra" e "Trocas Macabras". Se vier, "Depois da Meia Noite" deve chegar nas mãos dos leitores somente em 2020.
      Abraços!!

      Excluir