Cinco livros raros de terror com histórias de gelar o sangue

8 comentários

Não gosto de escrever posts sobre livros raros ou esgotados. É complicado. Vou explicar o motivo. Imaginem mostrar um doce ou sorvete delicioso para uma pessoa que não pode prova-lo, por algum motivo. Pode ser por estar doente ou impossibilitada de alguma maneira. Esta pessoa vê com os olhos e lambe com a testa, como diz um velho ditado popular, pois sabe que não terá condições de saborear aquela guloseima que tanto gosta.

Escrever sobre obras raras é mais ou menos isso. Você dá detalhes sobre uma história, atiça a curiosidade do leitor, mas sabe que ele nunca irá ler e sentir nas mãos a textura das páginas daquele livro.

Por isso, desde já, peço perdão por essa postagem, mas acontece que essas obras literárias são tão marcantes e principalmente tão assustadoras que acabei abrindo uma exceção.

Os enredos desses cinco livros, já esgotados, são de gelar o sangue. Não tenho todos, mas dessa lista de cinco já li quatro deles e passei maus momentos durante a leitura. Entenda esses “maus momentos” como um elogio porque história de terror que não assusta ou provoca calafrios não presta. Concordam? Pena que essas obras, como já disse, estão esgotadas. A boa notícia – não tão boa assim por causa dos preços elevados – é que se a sua persistência aliada a sua sorte for grande, você ainda poderá encontrar alguns desse livros nos sebos (recomendo o portal da Estante Virtual) mas prepare os bolsos e também o coração porque os valores, com certeza, irão assustar. Acho que das cinco obras que selecionei nessa postagem, duas sumiram, morreram, de fato; mas três ainda respiram na UTI e podem ser resgatadas, desde que o seu bolso tenha um bom fôlego.

Vamos a elas; literatura de terror da melhor qualidade e que me gelaram os ossos... e também o sangue.

01 – A Casa Infernal (Richard Matheson)

Há uma semana, antes de escrever esse texto, não consegui encontrar A Casa Infernal - na edição traduzida para o português - em lugar nenhum. Vi apenas dois exemplares em espanhol na Estante Virtual. Um deles saindo por R$ 209,93 e o outro por R$ 238,55. Fora isso, ‘impossible’. Não localizei absolutamente nenhuma outra edição. Ontem, o cenário mudou um pouquinho, nada que trouxesse animação, mas mudou, ou seja, após zapear pelas livrarias e sebos virtuais encontrei dois exemplares em português na Estante Virtual e no Mercado Livre por R$ 170,00, R$ 220,90 e R$ 115,00, respectivamente.

E pensar que no início de dezembro de 2019, aconteceu um verdadeiro milagre quando a Submarino colocou à venda essa obra raríssima por um preço módico: apenas R$ 35,00. Acredita?!! Pelo que eu soube, os livros terminaram em questão de poucas horas.

Considero A Casa Infernal de Richard Matheson o livro mais assustador sobre casas mal-assombradas. Na minha opinião engole, inclusive algumas histórias consideradas obras primas do gênero como por exemplo A Assombração da Casa da Colina e empata com o clássico Horror em Amityville.

O enredo de Matheson arrepia a alma. Mete medo mesmo. Para ler, você tem que estar preparado e se for encarar o livro durante a madrugada e sozinho em sua casa, bem... não recomendo. Não estou exagerando. O autor escreveu um clássico do terror. A adaptação cinematográfica de 1974 chamada a “A Casa da Noite Eterna” com Roddy McDowall e Pamela Franklin também arrepia e tem a mesma qualidade do livro.

A história gira em torno de uma mansão assombrada por um fantasma que no passado foi um homem muito mau. Se as casas mal assombradas fossem montanhas, a “Mansão Belasco”, como ficou conhecida, seria considerada o Monte Everest das casas mal assombradas.

Há 40 anos, a tal casa se mantém imponente, desfiando todos aqueles que tentam decifrar os seus segredos. Nesse período houve duas tentativas de investigá-la, uma em 1931 e outra em 1940. Ambas foram desastrosas. Oito dos mais renomados pesquisadores de fenômenos paranormais do mundo envolvidos nessas tentativas foram mortos, cometeram suicídio ou enlouqueceram.

Passados 40 anos dos desastres envolvendo os dois grupos de pesquisadores, um milionário excêntrico resolve comprar a mansão e contratar novos cientistas e paranormais renomados para fazer mais uma tentativa de decifrar os mistérios do local. Eles terão o prazo de uma semana para solucionar o segredo sinistro e se conseguirem ganharão 100 mil dólares. Mal sabem eles o perigo que irão enfrentar.

02 – Os Intrusos (Pat Montandon)

Existem livros de terror que incomodam muito. Eles arranham, deixam marcas. Quando digo deixam marcas, estou me referindo a certos trechos que por serem tão impressionáveis acabam ficando grudados em nossa mente e às vezes, sem pedir licença eles surgem, do nada. E nesses momentos, os arrepios na espinha são certeiros. O Exorcista, na época de seu lançamento, antes do filme, teve essas características e as manteve por muito tempo. Os Intrusos de Pat Montandon segue o mesmo caminho, mas com uma diferença, o livro lançado em 1975 ainda mantém essa aura meio que... sei lá, sinistra.

Li o livro há algum tempo quando o peguei emprestado da biblioteca pública da minha cidade. Naquela época, ele já estava acabadinho, remendado com fita crepe na lombada e as páginas amareladas. Hoje, nem sei se existe mais, também nem quero saber, já que não pretende lê-lo novamente. Uma vez já foi o suficiente, O livro é ruim? Não, pelo contrário, você devora as páginas por causa do texto fluido. O problema é que a história impressiona demais – principalmente por ser considerada um recato verídico - e o leitor, por esse motivo, tem que ser trucão. No meu caso, prefiro guardar uma reserva de coragem para ler outras obras do gênero que ainda não conheço.

Os Intrusos é a história angustiante de um encontro quase fatal com as forças das trevas e da malevolência. A escritora Pat Montandon, também uma conhecida apresentadora de talk show da Costa Oeste, nos Estados Unidos, era uma pessoa cética e não tinha motivos para acreditar no poder do sobrenatural, até o momento em que se mudou para um apartamento espaçoso em uma casa com vista para a Baía de São Francisco, um apartamento que parecia oferecer refúgio em sua carreira estressante.

Depois de um trágico acidente com um amigo que visitava a sua casa, ela foi forçada a reconhecer que estava presa em uma luta mortal com forças sombrias e ameaçadoras.

Os estranhos fenômenos na casa de Pat tiveram início quando ela promoveu uma festa tendo como tema a astrologia. Segundo ela, tudo começou a sair dos trilhos quando um leitor de tarô, contratado para entreter os convidados acabou tendo um desentendimento com Pat, sendo expulso da festa, juntamente com a sua comitiva. Ao sair, o homem furioso gritou uma maldição tanto para a anfitriã quanto para a casa.

Nos dois anos seguintes, Pat Montandon sofreu uma estranha sequência de infortúnios - infortúnios que ela só conseguia explicar como emanados de alguma influência malévola. Seu apartamento foi repetidamente vandalizado e destruído pelo fogo, seu carro destruído várias vezes, sua carreira interrompida, seus romances arruinados. Um frio cortante perfurou seu apartamento o ano todo, apesar das repetidas tentativas de consertar o sistema de aquecimento, e as janelas de batente, trancadas por dentro, de repente se abriam.

Investigadores psíquicos que estudaram a casa encontraram fenômenos bizarros e inexplicáveis. Até mesmo um exorcismo chegou a ser executado. Brrrrrrrrrr!!

Esta obra sumiu das livrarias e dos sebos virtuais no País. A única edição à venda, em inglês, pode ser encontrada na Amazon por R$ 132,70.  O exemplar traduzido que consegui encontrar no final do ano passado no portal da Estante Virtual por “míseros” R$ 270,00 já foi vendido.

03 –Fantasmas (Dean Kootz)

Fantasmas de Dean Kootz também assusta. Gostei tanto do livro quanto do filme baseado na obra e que passou nos cinemas em 1998 com um Ben Afleck ainda com cara de garotão.

Kootz conta a história de Jenny uma médica que fica com a guarda de sua irmã mais nova, Lisa, após a morte da mãe delas. A vida das duas vira um inferno quando elas decidem visitar uma pacata e pequena cidade.
O que parece ser o recomeço para ambas, na verdade se torna um pesadelo já que elas encontram uma cidade inteira vazia e o pior, sem a menor ideia de para onde foram os moradores. Os poucos corpos que encontram estão mutilados ou revelam alguma forma estranha de morte. Finalmente, depois de ficar mais alarmada com a situação, Jenny consegue chamar a polícia de uma cidade vizinha para ajudar.

Juntas, as meninas e a polícia, conseguem solicitar ajuda da Unidade de Investigações Biológicas do Exército para tentar decifrar o enigma macabro que ronda a cidade. Quando eles descobrem o que de fato está acontecendo, sai de baixo.

Li o livro há ‘uns’ cinco ou sete anos emprestado de um colega de trabalho. Ele era um leitor daqueles que gostam de emprestar livros; raro isso, não acham? Tenho vontade de relê-lo, mas hoje esse colega trabalha em outra cidade distante.

Após vasculhar toda a internet encontrei apenas duas edições de Fantasmas: uma em inglês (Mercado Livre) por R$ 299,00 e a outra traduzida para o português (Estante Virtual) por R$ 144,90.

04 – Os Mais Belos Contos Terroríficos (Vários autores)

“Aconselhamos que estes contos não sejam lidos à noite. E acrescentamos que, sua leitura só é indicada para os que, sem deixar-se dominar pela superstição ou o medo, gostam de aprofundar-se nos grandes enigmas, que, desde os tempos mais remotos, vêm preocupando a Humanidade”.

Esta recomendação está na orelha do primeiro volume de Os Mais Belos Contos Terroríficos da editora Vechi – lembrando que foram lançados dois volumes. No meu caso, li apenas o volume 2.

Já aviso de antemão que se trata de uma obra rara e quase impossível de encontrar. Afinal de contas, cada volume teve apenas uma edição lançada em 1944 e 1945. Por isso, é muito difícil encontrar leitores que ainda possuam esses livros com as capas originais. A maioria deles, devido ao tempo, encontravam-se em mau estado de conservação e tiveram de ser reencadernados em tipografias. O exemplar que li na biblioteca municipal há algum tempo – Saanta Biblioteca! – era desse tipo, reencadernado quase em sua totalidade.

Adorei os contos. Só feras do terror: E.T.A Hoffman, Washington Irving, Edgar Allan Poe, Henry Kutner, entre outros.

Os contos: As Sombras da Noite (Paul Marguerite), As Mãos Estranguladoras (M.G. Moretti) e O Reflexo Perdido (E.T.A. Hoffman) são de gelar o sangue. Desses o que mais marcou foi o enredo de “As Mãos Estranguladoras”. Nele, um homem recebe um bilhete pedindo ajuda, de um outro homem que o ludibriou no passado; sem entender bem o porquê, resolve atender o pedido, pois vê nele a oportunidade de confrontar o sujeito que o enganou escandalosamente há algum tempo. Então, ele descobre que o salafrário está sendo assombrado por outro personagem em que também passou a perna. Cara, achei bem assustador, a exemplo da maioria das outras histórias.

Contos Terroríficos – Volume 2 foi uma das melhores antologias do gênero que já tive oportunidade de ler.

Atualmente, você não encontra os dois volumes em lugar nenhum. Simplesmente morreram, uma pena.

05 – A Casa do Passado (Algernon Blackwood)

O único dos cinco que eu ainda não li. Aliás, estou atrás de A Casa do Passado de Algernon Blackwood há muito tempo, uma verdadeira caçada; até agora sem sucesso. Acabei me interessando pelo livro porque gosto muito das antologias de contos de terror organizadas pela escritora e jornalista Heloísa Seixas. Esta coletânea preparada por ela recebeu muitos elogios, tanto da crítica especializada quantos dos leitores.

Todos os contos da obra foram escritos por pelo inglês Algernon Blackwood, um mestre do gênero que foi redescoberto no Brasil por Seixas. A obra reúne histórias como “Os Salgueiros”, sua obra-prima, O “Quarto Ocupado”, “A Ala Norte” e “A boneca”, clássicos da literatura de horror.

Quem já leu afirma que não existem histórias ruins no livro; todos os contos são muito bons com destaque para “Os Salgueiros.

Os personagens dos contos de Blackwood vivem situações horripilantes, que não imaginaríamos nos nossos piores pesadelos. São pessoas comuns, subitamente envolvidas em histórias que fogem ao controle da lógica e do que pode ser explicado. Um ''inexplicável'' que nos causa arrepio e fascínio, fazendo da obra deste autor um irrecusável convite para o mundo do sobrenatural.

Achei quatro edições na internet: uma perrengue por R$ 80,00 e outras três em condições aceitáveis por R$ 150,00, R$ 284,00 e R$ 299,00.

Acho que vou esperar um pouco mais.

Galeras, inté!

Logo, tem mais.

 

 

8 comentários

  1. Tenho de concordar com você. Mostrar o doce e não dar pra criança, que maldade! He , he!
    Sem brincadeira agora, me interessaria por ler todos os livros citados no post, mas o que eu queria mesmo, aquele que tenho a maior vontade de ler é "A Casa Infernal". Incrível que não reeditem um livro como esse. Acredita que cheguei tempos atrás dar a sugestão a Darkside de adquirirem os direitos? Imagina essa obra em capa dura e com a qualidade Darkside.
    Por hora só na vontade. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu amigo!
      Vou lhe contar uma que irá lhe fazer arrancar os seus últimos fios de cabelo. (brincadeirinha, sem sei se você é careca ou cabeludo - Hehehehe). Perto do final do ano passado, a Americanas colocou o livro "A Casa Infernal" à venda por preços módicos - na 'casa' dos R$ 35,00. Quando bati os olhos na postagem e arrastei um exemplar para o carrinho de venda (queria sorteá-lo no blog, já imaginou o sucesso que faria?) apareceu a mensagem esgotado, mas sei de alguns amigos leitores que conseguiram comprar a obra. Acredita? E, sim, concordo com você quando diz que já chegou a hora de relançar essa história. Vichiii!!! Se saísse, então, pela Darkside!! Tomara que algum bam-bam daquela editora dê crédito para a sua carta.
      Grande abraço e volte sempre com os seus pitacos no blog.

      Excluir
  2. Muito boa essa lista. Os livros parecem ser ótimos, principalmente A Casa Infernal. É bom conhecer outros autores e sair um pouco daqueles já consagrados das histórias de terror. Bom, foi avisado que será difícil achar para comprar, mas quem sabe um dia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ever,
      Desculpe a demora em responder.
      Quem bom que gostou da lista. Desses livros que citei no post, "Os Mais Belos Contos Terroríficos" talvez seja o único que sumiu de circulação. Você não irá encontrá-lo em lugar nenhum. Uma pena. Os outros ainda estão disponíveis nos sebos a preços assustadores. O jeito é pesquisarmos constantemente até encontrarmos a ocasião certa para comprá-los.
      grde abraço!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Rapaz, eu ri alto quando li o post, pois fui eu o doido que comprei o livro da Pat no estante pelos $270,00 após namorar ele por quase um mês... e realmente é uma pena ter tido uma única edição no Brasil... Sucesso pra ti =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Tudo bem que você pagou caro, mas comprou um produto que está praticamente extinto. Esconda-o muito bem. Tenho quase certeza de que você não irá emprestá-lo nem mesmo para o seu melhor amigo. Estou certo? (rssss)

      Excluir
    2. Então, penso no interesse coletivo de divulgá-lo em PDF após a digitalização... Será que teria algum entrave legal?

      Excluir