Os blogs literários jamais irão morrer


Tudo bem, admito que estava adiando, há muito tempo, expor o meu ponto de vista com relação a determinado assunto que vinha me deixando intrigado e aborrecido: o fim da era dos blog literários. Este suposto fim estaria fazendo com que vários blogueiros migrassem as suas plataformas para o Youtube, encerrando definitivamente os seus trabalhos como blogueiros literários para se tornarem booktubers.
Pois é, mesmo querendo tornar pública a minha opinião sobre esse tema,  acabava adiando, adiando e no fim optava por fazer uma resenha ou, então, escrever sobre um lançamento ou ainda preparar um toplist literário. Mas o encontro que tive com o Marcos, na semana passada em Bauru, um antigo amigo de escola e ávido leitor, hoje residente naquela cidade, foi a gota d’água para que eu mudasse de idéia. Depois de conversar um bom tempo com ele, cheguei à conclusão de que tinha que escrever esse texto de qualquer maneira, nem que fosse por desabafo, aliás, acredito que muitos de vocês concordarão que, realmente, se trata de um desabafo.
O Marcos me disse que estava pensando em expor as suas experiências literárias na web. - Jam to pensando em começar a resenhar alguma coisa na internet. Estou com um material enorme guardado.
-  Putz que legal! Vai abrir um blog?! – perguntei entusiasmado.
- Não;  blog já era; vou fazer alguns vídeo para o Youtube.
Katabrummmm!! Juro que a resposta do Marcos foi pior do que um soco no fígado ou na ponta do queixo. Estive perto sofrer um nocaute. Tão perto, que me faltou palavras até mesmo para contra-argumentar.
Depois dessa pancada, resolvi escrever esse texto para expor a minha opinião que difere totalmente da linha de raciocínio do Marcos e também da sua, se você pensa dessa maneira.
Gente, os blogs não estão morrendo, de forma alguma. Aliás, enquanto existirem leitores, os blogs continuarão mais vivos do que nunca. Creio que há espaço para todos na ‘livrosfera’: blogueiros e booktubers. Tudo é uma questão de preferência, de gosto. No meu caso, não sou fã de acompanhar resenhas pelo Youtube, acho elas pouco detalhadas, menos profundas, resumidas ao extremo. Portanto, ainda prefiro os blogs ou o portal do Skoob.
Algumas pessoas afirmam que ler uma resenha num blog é muito cansativo, ao passo de que “assisti-la” no Youtbe torna-se bem mais atrativa. Pera aí, acho que tem alguma coisa  desengrenada nessa afirmação. Gente, o leitor de carteirinha, ou seja, o verdadeiro devorador de livros jamais irá achar cansativa uma obra de 400  ou 500 páginas, desde que o enredo seja muito bem escrito. O mesmo serve para os blogs. Uma resenha ou um playlist caprichado, escrito e preparado com todo esmero pelo blogueiro também vai seduzir os leitores. Galera, quem gosta de ler de verdade, mas de verdade mesmo, não se assusta com o número de páginas ou o tamanho de uma resenha, desde que o que esteja escrito nelas, tenha qualidade.
Portanto, é furada essa teoria de que os blogs estejam perdendo espaço na web por causa do seu formato. Aqueles que afirmam que não tem paciência de ler uma resenha, certamente também estão atacando por tabela um dos espaços mais sagrados  e respeitados por nós leitores: o Skoob. Costumo dizer que o Skoob é um Oasis para qualquer leitor, porque lá ele irá encontrar um festival de resenhas, das mais variadas, a maioria delas publicadas em blogs literários.
Independente do formato da plataforma, visual ou escrita, se o material publicado não tiver qualidade, a rejeição será a mesma. Já vi muitas resenhas onde o blogueiro simplesmente copia e cola o release sobre o livro, deixando de lado as suas impressões pessoais, transformando-se num lobista da editora; como também já vi muitos vídeos onde os booktubers querem aparecer mais do que a obra que estão comentando ou então, matam o vídeo com spoilers.
Então, se é ruim para um, é ruim para todos; se é bom para um, também é bom para todos. É dessa maneira que vejo blogs e vídeos literários.
Se aquelas pessoas que insistem em criticar e ao mesmo tempo proclamar o fim da era dos blogs literários para o Youtube, dissessem que a plataforma de vídeo  é a preferida dos internautas que apreciam os filmes e séries de TV, tendo pouco afinidade com os livros, então sim, eu concordaria em gênero, número e grau. Já quanto àqueles que são fãs tanto dos livros quanto das séries e filmes, com certeza, não farão distinção de nenhuma das duas plataformas, tratando as duas com isonomia.
Um dia desses num fórum de discussões de blogueiros literários, alguém lançou um questionamento, acredito que ‘meio assim... na brincadeira, dizendo que um grupo misterioso de internautas, tipo uma entidade secreta,  plantou na web a semente de que os blogs sobre livros estavam morrendo, marcando o início de uma nova era. Diariamente, os integrantes dessa entidade misteriosa regavam a tal sementinha até que ela se transformou numa das maiores conspirações para aniquilar os blogs sobre livros.
Demos muitas risadas desse conceito, inclusive o próprio autor da teoria conspiratória entrou no clima das brincadeiras, rindo muito da sua idéia, mas hoje paro para pensar; será que ele... (Rsssss) Brincadeirinha para descontrair gente; é claro que não acredito nisso que foi exposto no fórum.
Para finalizar, gostaria de fazer dois apelos: um para os blogueiros antigos e outro, para aqueles que estão na dúvida se criam ou não um blog sobre livros, infelizmente, ainda influenciados por essa onda de informações, que julgo furadas. Peço para que os blogueiros mais experientes que estejam pensando em fechar os seus blogs e migrar para o Youtube, não fazerem isso. Galera, Vocês estarão cometendo um grave erro do qual poderão se arrepender depois. Se quiserem postar suas resenhas na plataforma de vídeos, Ok, também façam isso, mas não encerrem um trabalho que vem sendo mantido há anos. Certamente, muitos de seus seguidores ficarão frustrados.  
Quanto aos iniciantes, que continuam na dúvida se começam ou não os seus blogs literários, só posso dar um conselho: Gosta de escrever? Tem facilidade em criar textos? Sua redação é boa? Então o que está esperando,  comece logo o seu blog; tem muitos leitores esperando.
Inté!

4 comentários

  1. Olá

    Eu concordo plenamente com você. Essa de "enterrar" os blogs literários é mais jogada para fazer o Youtube ganhar maior visibilidade e que vem perdendo espaço em meio aos criadores de canais porque anda cobrando para algumas funções e assim limitando o alcance e espaço.
    Eu particularmente adoro escrever e me sinto no meu habitat natural digitando e colocando no post algo que foi acrescido ao meu ser com a leitura que fiz e estimulo sempre quem quer escrever a abrir um blog.

    Beijos e adorei bastante seu texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordamos neste ponto, não é? (rs)
      De fato, afirmar que os blogs literários estão morrendo é o cúmulo do exagero pelos motivos já expostos no texto.
      Ah! Visitei o seu blog "Alquimialiteraria1", gostei muito. Ótimas postagens. Achei os textos bem originais.
      Abcs!!

      Excluir
  2. A Televisão iria acabar com o Rádio. A Internet iria acabar com a Televisão. Aliás a Internet também iria acabar com os jornais, as revistas, os livros... nossa que assassina, he, he. E sabemos que nada disso aconteceu. Concordo que algumas coisas tiveram que dar uma reestruturada, uma adaptação, mas continuam aí, firmes e fortes. E ao invés de acabar com elas, a Internet só mostrou num novo modo para certas coisas. E os e-books. Iam acabar com os livros de papel. Os e-books até tem seu espaço, mas quanto aos livros de papel, olha só a facilidade e o acesso que temos para adquiri-los hoje em dia, seja de lojas ou sebos, e a variedade e a qualidade. Nesse, como em muitos casos, a Internet não destruiu mas sim somou, ampliou.
    Portanto, falando em blogs, alguns anos já, ouvi o rumor de que blog era coisa do passado e isso falando de blogs de maneira geral. Há quantos anos eles existem? E já eram coisa do passado. Não sei se é só aqui no Brasil ( nunca vivi no exterior, não posso opinar por lá), mas sei que por aqui tem muito a mania do novo. Parece que algo do ano passado já era, é depreciado, e se alguém gosta, essa pessoa vira gozação. Tem que estar na moda. Acho tão triste isso.
    E como disse nossa amiga aí acima, concordo. Pode ter certeza que são pessoas que querem lucrar mais destruindo o que acham ser concorrência. Pessoas que não sabem somar, nem percebem que há público para todo mundo. Quanto a mim, raramente procuro opinião de um livro em vídeos. No caso acho que eles são bons em mostrar o livro, capa, folhear. Mas quando quero uma opinião, uma boa resenha, procuro um blog escrito, porque quem vai ler o livro, com certeza prefere ler sobre ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Atas!
      Importantes esclarecimentos para complementar a postagem.
      Abcs!

      Excluir