Toca o Barco relembra histórias de bastidores do jornalista Ricardo Boechat

Nenhum comentário

Conheci Ricardo Boechat e comecei a admirá-lo a partir de 2005 quando ele participava do Jornal da Band com alguns boletins e comentários políticos direto de Brasília ou do Rio de Janeiro, não me lembro bem. Naquela época, o apresentador do principal telejornal da Bandeirantes ainda era o jornalista Carlos Nascimento que havia deixado a Globo há pouco tempo. As entradas ao vivo do Boechat eram espetaculares; ele comentava os principais assuntos políticos – quase sempre furadas e cabeças dos nossos ‘ilustres’ parlamentares’ - com aquela cara muito engraçada de “Não é possível”. Então, pouco tempo depois de sua contratação, o Carlos Nascimento decidiu trocar a Band pelo SBT, e o Boechat foi convidado a assumir a ancoragem do Jornal da Band. A partir dali começava a nascer um dos principais ancoras de noticiários de todo o nosso País. Fiquei mais fã ainda.
Por isso, foi com grande alegria que ontem, ao dar as minhas fuçadas nas livrarias virtuais, descobri um livro sobre esse grande jornalista lançado em maio de 2019 e que na época de sua publicação acabou passando despercebido por mim. Toca o Barco: Histórias de Ricardo Boechat Contadas por Quem Conviveu e Trabalhou com ele; este é o nome da obra que traz historias e bastidores contados por 32 colegas que trabalharam, conviveram, sofreram e se divertiram com o saudoso jornalista que morreu em fevereiro de 2019 num acidente de helicóptero que caiu em São Paulo.
A obra reúne textos inéditos de José Simão, Ancelmo Gois, Leilane Neubarth, Fernando Mitre, Datena, Tatiana Vasconcellos, Joaquim Ferreira dos Santos, Milton Neves, Angela de Rego Monteiro, Luiz Megale, Aluizio Maranhão, Rodolfo Schneider, entre outros.
Cara, não vá me dizer que você não ficou curioso em saber detalhes de bastidores envolvendo o Boechat contados, por exemplo, pelo inimitável Macaco Simão? ‘Causos’ narrados pelo sempre polêmico Datena ou pelo Fernando Mitre que é o diretor nacional de jornalismo da Band e que, inclusive, dirigiu Boechat nesse programa? Cada um desses 32 grandes profissionais da imprensa devem ter histórias engraçadas, tristes, de superação, redenção e por aí afora, envolvendo Boechat. O livro deve ser deliciosamente saboroso.
Toca o Barco inclui também charges de Chico Caruso, Aroeira, Cláudio Duarte e André Hippertt, com quem ele trabalhou nas redações. O livro divulga ainda um resumo da trajetória do jornalista, desde o primeiro emprego no Diário de Notícias, em 1969, até a Band.
Sem pauta fechada, amarras ou limites, cada um dos 32 jornalistas compartilhou momentos reveladores do caráter gregário, parceiro e humano do comentarista e apresentador.
Adivinhe só, se Toca o Barco: Histórias de Ricardo Boechat Contadas por Quem Conviveu e Trabalhou com ele não estará entrando em minha lista de compras.
Inté!
Detalhes do produto:
Autores: Vários (Organização: Bruno Thys e Luiz André Alzer)
Capa comum: 176 páginas
Editora: Máquina de Livros
Lançamento: Maio de 2019

Nenhum comentário