10 livros para comemorar os 50 anos da chegada do homem à Lua


Neste sábado (20) completaram-se 50 anos do primeiro passo do homem na lua.  Foi um momento marcante na história mundial e que emocionou milhares de pessoas em todo o mundo. Quando Neil Armstrong - líder da missão Apollo 11, que ainda tinha como tripulantes Edwin “Buzz” Aldrin e Michael Collins – pisou na lua, em 20 de julho de 1969, um dos maiores sonhos do homem, naquela época, relacionados à conquista do espaço se tornaria realidade.
E o nosso blog, é evidente, não poderia deixar que essa data passasse sem nenhum registro. A melhor forma que encontrei para homenagear a data foi a publicação de uma lista de 10 livros que abordassem o tema da conquista lunar pelo homem. E sabemos que ao longo de décadas, a conquista do nosso satélite natural rendeu ótimos livros de ficção científica, biografias e por aí afora.
Confiram agora, a nossa toplist:
01 – O Primeiro Homem: A Vida de Neil Armstrong
Não poderia deixar de abrir a nossa lista falando do primeiro homem que pisou na lua: Neil Armstrong, o líder da missão Apolo 11. Esta biografia preparada pelo escritor e historiador americano, James R. Hansen, inclusive, inspirou o filme “O Primeiro Homem” (2018) protagonizado por Ryan Gosling.
Ao pisar na lua, Armstrong disse uma frase que se tornaria antológica e lembrada em todo o mundo através de décadas: “É um pequeno passo para um homem, um grande salto para a humanidade.”
Hansen trabalhou minuciosamente nesta biografia, entrevistando mais de 120 pessoas, tendo acesso a documentos privados da família Armstrong e gravando mais de 50 horas de entrevista com o famoso astronauta. O resultado foi uma biografia rica em detalhes e fotos que apresenta a infância de Neil, os bastidores da missão especial Apolo 11, os percalços da fama e a trajetória do astronauta depois da NASA.
Detalhes Técnicos
Autor: James R. Hansen
Editora: Intrínseca
Páginas: 619
Ano: 2018
Acabamento: Brochura
02 – Da Terra à Lua (Júlio Verne)
Júlio Verne é considerado um dos escritores pioneiros da ficção científica. Alguns críticos o consideram como o pai do gênero. Em “Da Terra à Lua”, publicado em 1865, o autor imagina um grupo de viajantes enviado à Lua por meio do disparo de uma cápsula em um canhão. É mole?!
Após a Guerra de Secessão, os Estados Unidos entram num longo período de paz, o que preocupa demais os membros do Clube do Canhão. Afinal, o que farão das suas vidas sem nenhuma guerrinha onde poderiam exercitar todas suas habilidades e conhecimentos bélicos, principalmente na criação de balas e canhões? Mas a monotonia não dura muito, pois o Sr. Impey Barbicane, presidente do Clube do Canhão, acaba tendo uma ideia bem... digamos, sui generis, ao propor utilizar todo o conhecimento à disposição na construção de um canhão com poder e dimensão suficientes para disparar um projétil em direção à Lua! A proposta é acolhida com clamores entusiastas e em completa euforia, não apenas no clube, mas por todo o mundo.
Um aventureiro francês de modos extravagantes, Michel Ardan, une-se à empreitada e propõe que o projétil seja tripulado, se apresentando como voluntário. Depois desta surpreendente proposta, dois dos membros do clube do canhão também embarcam nesta empreitada: Barbicane e seu até então inimigo e concorrente, o capitão Nicholl. 
O livro foi relançado no ano passado pela editora L&PM em edição de bolso.
Detalhes Técnicos
Autor: Júlio Verne
Editora: L&PM
Páginas: 256
Ano: 2018
Acabamento: Edição de bolso
03 – Os Primeiros Homens da Lua (H.G. Wells)
Taí outra fera da ficção científica, ao lado de Júlio Verne. Estou me referindo a H.G. Wells. “Os Primeiros Homens da Lua” de Wells foi publicado originalmente em 1901.
Na história, os seres humanos desenvolveram um artefato que os levam à lua. Lá, descobrem que existe uma civilização onde cada pessoa nasce para ser treinada a desenvolver uma atividade específica na sociedade, seja matemático, físico, professor, etc. A sociedade já determina o que o esse ser humano será, visando uma divisão em castas sociais e profissionais.
Com a chegada dos seres humanos na lua, um primeiro contato é mantido com essa civilização, mas ao longo dos anos, as doenças viróticas dos homens, como a gripe, são alastradas na civilização lunar, levando os habitantes da lua a ir se extinguindo com o passar do tempo por não terem defesas naturais para tais doenças. 
Detalhes Técnicos
Autor: H.G. Wells
Editora: Francisco Alves
Páginas: 177
Ano: 1985
Acabamento: Brochura
04 – Missão Apollo – A Incrível História da Corrida à Lua (David Baker)
O livro do escritor e cientista espacial David Baker conta em detalhes as missões Apollo, desde a primeira até a 11ª que, enfim, levou o homem até a Lua. Um relato minucioso de toda corrida espacial por parte do homem, incluindo as suas conquistas e também os seus fracassos.
“Missão Apollo – A Incrível História da Corrida à Lua” mostra todo empenho e persistência de um grande grupo de profissionais em conseguir levar o homem à lua.
Em seu livro, Baker explica que a “corrida espacial” entre os Estados Unidos e a União Soviética começou no momento em que o presidente John F. Kennedy fez sua ousada declaração histórica de 25 de maio de 1961: “Acredito que este país deveria dedicar-se a atingir, antes do fim da década, o objetivo de levar um homem à Lua e trazê-lo de volta à Terra são e salvo”.
Houve oito missões antes do pouso bem-sucedido da Apollo 11, inclusive a primeira, que foi um desastre na plataforma de lançamento e resultou na perda de três astronautas. O programa continuou com missões não tripuladas por algum tempo, até começarem os ensaios gerais do pouso real.
“Missão Apollo – A Incrível História da Corrida à Lua” está repleto de fotografias da espaçonave e dos astronautas, além de imagens da Terra e da Lua, diagramas técnicos de foguetes, módulos de comando, módulos lunares e do traje espacial da Apollo 11 e planos de voo e de operações da NASA. Também há quadros especiais sobre eventos e pessoas importantes e tabelas de fatos e números que detalham nome e idade dos astronautas, data e duração dos voos, o que Armstrong comeu em trânsito e onde ver a espaçonave Apollo hoje.
Missão Apollo revive a experiência e todo o drama que se desenrolou desde a origem do programa espacial Apollo e as primeiras tentativas de pôr um astronauta americano no espaço até o sucesso do pouso da Apollo 11 na Lua e a comemoração de sua queda no Oceano Pacífico."
Vale lembrar que Baker foi ex engenheiro de programação de sistemas espaciais da NASA, ou seja, ele entende muito, mas muito do assunto.
Detalhes Técnicos
Autor: David Baker
Editora: M.Books
Páginas: 192 
Ano: 2019
Acabamento: Brochura
05 – Viagem à Lua (Cyrano de Bergerac)
Este livro é um verdadeiro achado e a sua leitura muito interessante. Acredito, até mesmo, que trata-se de uma leitura obrigatória para todas as pessoas interessadas no tema “conquista espacial”. Ocorre que esse livro foi escrito há cerca de 400 anos. Numa época de revolução no pensamento humano, Copérnico e Kepler especulavam sobre os astros e sobre os mundos. 
“Viagem à Lua”, escrito por Cyrano de Bergerac em 1657, começa com uma roda de amigos, entre os quais filósofos e pensadores, discutindo um tema interessante para aquela época.  Segundo alguns deles, a lua, que vemos da terra, é na verdade um planeta, como o nosso, onde moram pessoas e animais, como aqui, e que para os habitantes da lua, nossa terra é apenas uma lua. A ideia acaba se transformando em motivo de piada entre os amigos, mas seu defensor diz que assim como estamos rindo disso aqui em baixo, pode ser que tenham pessoas na lua, rindo da ideia de que exista vida na terra, que para eles é apenas uma lua.
Imagine só o que uma obra desse tipo causou numa sociedade recém saída da noção de que a terra era um disco plano no centro do universo. Cara, o enredo de Bergerac deve ter caído como uma bomba.
São tantos os perigos envolvidos nessa crítica satírica “Viagem à Lua” – pelo menos para aquela época - que a primeira edição do livro, de 1657, dois anos após a morte do autor, saiu expurgada das passagens mais polêmicas. E o texto na íntegra teve que esperar até 1921 para vir a público.
A obra relançada em 2007 pela editora Biblioteca Azul vem acompanhada de diversas cartas do autor, inéditas no Brasil, que se relacionam em vários pontos com Viagem à Lua e ainda iluminam outras facetas de Cyrano. 
Autor: Cyrano de Bergerac
Editora: Biblioteca Azul
Páginas: 232
Ano: 2007
Acabamento: Brochura
06 – Os Eleitos (Tom Wolfe)
A obra de Tom Wolf, considerado um dos maiores expoentes do new journalism, reconta os dramas e anseios dos pilotos de teste em contraste com o grupo conhecido como Mercury Seven, de astronautas de elite, tendo como pano de fundo a corrida espacial.
Os Eleitos” foi lançado em 1979 e fez grande sucesso na época, sendo até hoje uma obra muito cultuada. Wolfe narra minuciosamente como era a vida dos pilotos envolvidos em experiências de foguetes americanos no pós-guerra, aeronaves de alta velocidade, além de documentar as histórias dos primeiros astronautas do Projeto Mercury selecionados para o programa espacial da NASA.
“Os Eleitos” é baseado em uma extensa pesquisa de Wolfe, que entrevistou os pilotos de teste, os astronautas e suas esposas, entre outros. Uma das partes mais interessantes do livro – pelo menos na minha opinião – são os capítulos dedicados aos pilotos de testes, como Chuck Yeager, que foi considerado por muitos contemporâneos, como o melhor de todos eles, mas mesmo assim, nunca foi selecionado como um astronauta.
Wolfe escreveu o livro inspirado pelo desejo de descobrir por que os astronautas integrantes do Projeto Mercury aceitaram o perigo de um voo espacial sem nenhuma segurança. O autor compara os astronautas com os pilotos de testes que eram conhecidos como "guerreiros de único combate" de uma época anterior, que recebiam a honra e adoração de seu povo antes de ir lutar em seu nome.
Autor: Tom Wolfe
Editora: Rocco
Páginas: 389
Ano: 1979
Acabamento: Brochura
07 – O Que Comem os Astronautas? (Sandro Marques)
Para comemorar a data que marcou os 50 anos da chegada do primeiro homem à lua, a Editora Bamboozinho lançou “O que Comem os Astronautas?”, um livro infantil de Sandro Marques que explora a curiosidade das crianças e dos adultos sobre a alimentação dos cientistas que participaram dessa aventura humana.
As opiniões sobre o livro são muito favoráveis nas redes sociais. “O Quem Comem os Astronautas?” conta com ilustrações de Ivan Coutinho. A obra foi criada com base numa pesquisa feita pelo autor sobre as técnicas de conservação dos alimentos para que possam ser levados ao espaço. A questão é fundamental, por exemplo, para os cientistas que vivem na Estação Espacial Internacional e também nas discussões sobre uma eventual ida do homem ao planeta Marte, viagem que não duraria menos de três anos.
Os personagens principais do livro são duas crianças, Nica e Rico, que ao ouvir na TV sobre as comemorações da chegada do homem à Lua, pergunta aos pais: “O que comem os astronautas?” A pergunta dispara o questionamento sobre diferentes alimentos – é possível comer sushi? E açaí? e o autor apresenta receitas com um nível fácil de execução e textos curtos que contextualizam historicamente os alimentos.
O livro que foi lançado em 20 de julho é considerado uma obra paradidática para crianças entre 6 e 9 anos de idade.
Autor: Sandro Marques
Editora: Bamboozinho
Páginas: 40
Ano: 2019
Acabamento: Brochura
08 – Viagem ao Céu (Monteiro Lobato)
O sonho de chegar à Lua seduziu não só astronautas e a própria NASA, mas também vários escritores que faziam questão de criar enredos fantásticos sobre o tema e bem aquém de suas épocas. Nem mesmo Monteiro Lobato escapou dessa sedução. E olha que ele escreveu o livro em 1932, um período em que uma viagem lunar era considerada uma verdadeira piada.
“Viagem ao Céu” é a continuação de “Reinações de Narizinho”. No livro, o
Visconde de Sabugosa morre afogado e Emília resolveu ressuscitá-lo. Ele reaparece, mas transformado num sábio inglês, o Dr. Livingstone. Na verdade, o Visconde ficou sendo as duas coisas: ele próprio, e o Dr. Linvingstone.
Com o ressurgimento do Visconde a vida no Sitio se torna completa, e após uma aula de Dona Benta sobre Astronomia, Pedrinho, Emília e Narizinho tem a ideia de usar o pó de pirlimpimpim e excursionar pela Lua, levando juntamente com eles a Tia Anastácia, o Burro Falante, e o Visconde de Sabugosa, menos Dona Benta.
Depois de visitarem a Lua, o grupo do Sítio do Pica Pau Amarelo decide visitar também outros planetas.
Autor: Monteiro Lobato
Editora: Biblioteca Azul
Páginas: 248
Ano: 2018
Acabamento: Brochura
09 – Viagem à Lua de Canoa (Hugo Almeida)
“Viagem à Lua de Canoa” é um romance infanto-juvenil escrito por Hugo Almeida, com ilustrações de Milton Rodrigues Alves e publicado pela primeira vez em 1988 com o título de “Mais rápido do que a luz”. Vinte e um ano depois, a editora Nankin faria o relançamento da obra.
O autor relaciona a chegada do homem à Lua em julho de 1969 com uma viagem de canoa feita na mesma época, no interior do Brasil. “Viagem à Lua de Canoa” trata ainda de uma família feliz: Marília, Cândido, Ró e Lã de Ouro.
O garoto, de 8 anos, quer viajar com o pai para visitar a construção de uma ponte, mas corre o risco de perder a transmissão, pela TV, da descida do homem na Lua. O livro traz ainda uma nota sobre viagens espaciais e curiosidades sobre a histórica conquista da Lua.
A obra teve boa receptividade da crítica. Em seu Dicionário crítico da literatura infantil e juvenil brasileira de 1995, a crítica literária Nelly Novaes Coelho escreveu: “Livro cuja simplicidade deriva de uma profunda sabedoria de vida, este é um dos que seduzem o leitor”.
Almeida levou dez anos pensando em escrever um livro sobre a conquista da Lua. Na idade de seu personagem Ró, o autor fez com o pai a viagem que narra no livro e, em 1969, assistiu, maravilhado, à chegada do homem à Lua pela televisão. Somente depois de ter escrito outros três livros e de viver a experiência de ser pai, é que pôde concretizar o projeto. Escreveu a primeira versão numa noite, depois a retrabalhou durante mais de um mês.
Autor: Hugo Almeida
Editora: Nankin
Páginas: 40
Ano: 2009
Acabamento: Capa dura
10 – Poeira Lunar (Arthur C. Clark)
Um dos gênios da ficção científica, Arthur C. Clarke, autor do conto “The Sentinel” que por sua vez deu origem ao super-clássico do cinema “2001: Uma Odisséia no Espaço” não poderia faltar nessa lista. Ele também é o autor de “Poeira Lunar”, publicado 9 anos antes do homem chegar a lua, e indicado, naquela época, para um dos principais prêmios literários da ficção científica: o Hugo. Além disso, foi a primeira história de ficção cientifica publicada pela Reader’s Digest.
A história de Clarke se passa num futuro distante quando a Lua se torna um destino turístico. Seus mares nunca antes navegados, compostos por um depósito de poeira que permaneceu intocado e imóvel ao longo de milhões de anos, passam a ser desbravados por uma nave de cruzeiro com tecnologia de ponta: a Selene.
Mas o espaço, apesar de nossos avanços científicos, continua sendo um ambiente arriscado, indômito e cheio de armadilhas. O que parecia um simples passeio turístico se torna uma perigosa aventura quando a Selene, com vinte passageiros a bordo, naufraga em poeira no Mar da Sede. Sem comunicação ou meios de voltar à superfície, o pequeno grupo fica preso, e os turistas, junto a dois tripulantes e um experiente astronauta, se tornam um microcosmo da sociedade.
Enquanto aguarda o resgate, o capitão da Selene precisa lidar com as ansiedades de seus passageiros e, ao mesmo tempo, tomar difíceis decisões que podem significar a vida ou a morte para cada um dos náufragos.
Autor: Arthur C. Clarke
Editora: Aleph
Páginas: 304
Ano: 2018
Acabamento: Brochura
Taí galera, aproveitem as indicações e boa leitura!

Nenhum comentário