Indefinição sobre o lançamento de “A Guerra do Lobo” no Brasil continua. Editora não esclarece dúvida dos leitores


Já paguei caro por ser transparente, aqui, no blog. Prova disso, foram as portas fechadas por várias editoras para parcerias. Acredito que após ter escrito um post, alertando sobre o perigo dessas parcerias entre editoras e blogs (ver aqui) onde cito o risco do blogueiro “vender a sua alma” em troca de muitos livros, o meu filme deu uma boa queimada.
Agora, algo que não entendo e mesmo assim, me deixa mais descrente, é ver o meu e-mail abarrotado de releases dessas editoras. Pera aí. Na minha opinião, isto é ser muito cara de pau. O cara diz que o seu blog, apesar de muito bom, não foi selecionado porque não preencheu alguns requisitos da editora; mas entonce, depois de algumas semanas o tal editor começa a lhe enviar releases de obras solicitando apoio na divulgação?
Estão vendo porque estou cada vez mais decepcionado com essas parcerias?
Outro fato frustrante, além dessa hipocrisia é o chamado pouco caso. Isto mesmo, o ‘pouco caso’. Vou explicar. Exemplo: você escreve para uma editora pedindo informações sobre o lançamento de determinada obra, com o objetivo de esclarecer dúvidas de seus leitores, então, simplesmente, a sua dúvida é ignorada.
Mas, prestem atenção, singelos e incautos editores, ao ignorar a dúvida de blogueiros, vocês estão ignorando a dúvida de centenas ou quem sabe, milhares de leitores que acessam esses blogs. Capisce?
Pois é, esta segunda parte do meu desabafo serve como uma luva para a Record. No mês de outubro recebi uma batelada de perguntas de leitores querendo saber se a referida editora já tinha uma previsão para o lançamento em português do 11° livro das Crônicas Saxônicas, intitulado “A Guerra do Lobo”. Vale lembrar que há pouco tempo, após ter escrito  um texto sobre o novo livro de Bernard Cornwell, muuuuiiitos seguidores do blog, Fange, Twitter e Instagram começaram a cobrar esclarecimentos sobre a tradução da obra.
Portanto, resolvi enviar um e-mail para a Record perguntando se havia uma previsão para o lançamento de “A Guerra do Lobo” em terras tupiniquins.
Mandei a mensagem, há mais de 10 dias, direto pela página da editora, mas... até agora, nada. Gostaria de dizer que não estou cobrando uma data. O que os leitores do ‘Livros e Opinião’ desejam saber é se há uma previsão de lançamento do livro no Brasil. Se não tiver, tudo bem, bastam responder: “Ainda não temos uma previsão”. Isto já basta.
É triste constatar esta falta de atenção. Peço desculpas aos leitores do blog que estão cobrando tal resposta. Infelizmente não posso dá-la a vocês porque não a recebi.
Uma pena.

9 comentários

  1. Nenhuma resposta/previsão até hoje?

    ResponderExcluir
  2. Artur, a previsão da Record é para este primeiro semestre, mas a editora não define a data exata em suas redes sociais e tão menos através de seu formulário de contato no site. Isto significa que, provavelmente, teremos de esperar até o mês de julho.

    ResponderExcluir
  3. O portador do fogo foi lançado em maio de 2017, vamos aguardar até maio então né.

    ResponderExcluir
  4. Toda semana mando email perguntando no formulário de contato deles e nada. Sequer respondem que não há prazo. Comprei na amazon para ler em inglês

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por aí mesmo. Também fiz várias tentativas, sem sucesso. Algumas editoras, infelizmente, tem por praxe não revelar detalhes de seus 'carros-chefes' quando o assunto é estabelecer um cronograma de lançamento. Acredito que a Record se enquadre nesse perfil.

      Excluir
  5. Os últimos não demoraram quase 1 ano pra tradução sair? Eu até pensei em pegar em inglês, mas não vou perder a coleção... Falando nisso. Meu volume 4 é a ovelha negra... Alguém sabe como consigo a brochura prata?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Matheus,
      Você está se referindo ao livro com as letras da lombada na cor prata?

      Excluir
  6. Fica ai meu apoio a este desabafo!!!

    ResponderExcluir
  7. Pois é, Edson...
    A maioria das grandes editoras só nos procuram quando lançam os seus livros para divulgação. Servem, também para lotar os nossos e-mails de releases, mas quando os blogs pedem esclarecimento para algumas dúvidas, elas, simplesmente, ignoram. É por isso, que cada vez mais eu peno "mil vezes" antes de tentar fechar parcerias. Geralmente temos apenas uma via de comunicação: a das editoras.
    Obrigado pelo apoio.
    Abcs!

    ResponderExcluir