10 livros para ler em clima de Natal (Parte II)


Pois é, o Natal está chegando, clima de muito amor, confraternizações e claro, leitura de livros, muitos livros do gênero, para também vivermos a magia dessa época tão especial.
Em 2012 escrevi um post indicando dez livros para a galera ler, enquanto aguardava a chegada do Natal. Agora, após seis anos, resolvi dar sequência aquela postagem (se você ainda não leu, acesse aqui), selecionando outras dez obras da mesma casta para devorarmos neste clima natalino de 2018.
Vamos a elas!
01 – Deixe a neve cair
Autores: John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle
Editora: Rocco
Páginas: 333
Ano: 2013
O livro traz três contos de Natal seguindo o estilo de comédia romântica. Verdade! Sabe aquelas comédias sentimentais que fizeram sucesso no passado nos cinemas? Entonce... a obra tem esse clima. Inclusive, me lembro de um filme com James Stewart chamado “A Felicidade Não Se Compra” que passou nos anos 40 e tinha esse clima tão gostoso. É claro que os contos de “Deixe a neve cair” tem uma linha mais contemporânea, mas mesmo assim, nostálgica e atraente.
Em “Expresso Jubileu” que abre o livro, uma garota acaba sendo obrigada a passar o Natal na casa dos avós, após os seus pais terem sido presos por causa de uma confusão que provocaram numa loja. Ela pega um trem com destino à Flórida, deixando o seu namorado para trás, mas o trem fica preso numa nevasca, indo parar na pequena cidade de Gracetown, onde a frustrada menina tem todos os tipos de surpresas inesperadas.
No conto de John Green, “O Milagre da Torcida de Natal”, Tobin e um grupo de amigos decidem passar a véspera de Natal assistindo a filmes de James Bond, numa verdadeira maratona em homenagem ao famoso agente secreto. Durante as exibições dos filmes, Tobin recebe o telefone de um amigo dizendo que a loja, onde ele trabalha, está cheia de líderes de torcida. Então, o garotão decide ir até lá para se divertir com as garotas.
E fechando o livro, temos o conto de Lauren Myracle, “O Santo Padroeiro dos Porcos” que narra as aventuras e desventuras amorosas do casal Addie e Jeb. Por acreditar que Jeb não a ama mais, Addie põe um ponto final no relacionamento e viaja para uma outra cidade onde pretende passar o Natal. Chegando por lá, a garota conhece uma senhora que dá a ela algumas importantes lições de vida, fazendo-a refletir sobre suas escolhas e também sobre a sua vida. Assim, ela envia um email marcando um encontro com Jeb, que não aparece. Mas nem passa pela cabeça de Addie que o rapaz havia ficado preso na cidade ao lado, porque seu trem não conseguiu ultrapassar a neve.
Histórias leves, descompromissadas, mas muito ‘gostosas’
02 – Cartas do Papai Noel
Autor: J.R.R. Tolkien
Editora: Martins Fontes
Páginas: 160
Ano: 2012
Todo mês de dezembro, um envelope com um selo do Polo Norte chegava para os filhos de J. R. R. Tolkien. Dentro dele, uma carta escrita à mão com letra trêmula e estranha e um lindo desenho colorido. Isso tudo era do Papai Noel, narrando histórias incríveis sobre a vida no Polo Norte. Desde a primeira carta para o filho mais velho, em 1920, até a comovente última carta para a caçula, em 1943, este livro reúne todas as memoráveis cartas e desenhos que Tolkien fez para os filhos em uma edição primorosa.
Ainda não tive oportunidade de ler o livro, mas pretendo adquiri-lo. Os contos escritos por Tolkien para os seus filhos, tendo o Papai Noel como personagem central devem ser fantásticos e também emocionantes.
03 – O Natal de Poirot
Autor: Agatha Christie
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 224
Ano: 2009
Fugindo um pouco das histórias natalinas mais leves, “O Natal de Poirot” traz em seu enredo mistério, enigmas e mortes, bem ao estilo de Agatha Christie, a nossa querida “Rainha do Crime         “. Nele, o multimilionário Simeon Lee convida os membros de sua família para passar o Natal em sua propriedade. Este convite é visto com desconfiança por vários parentes, porque Simeon nunca deu provas de que se importasse com eles. Foram convidados, inclusive, Harry, uma espécie de ovelha negra, e Pilar, uma neta que ninguém conhecia. Na verdade, o objetivo de Simeon é desenvolver um jogo sádico com seus familiares que termina com um assassinato. Quando Hercule Poirot oferece ajuda para solucionar o caso, encontra uma atmosfera de suspeitas mútuas. Fica a pergunta no ar: “entre os convidados, quem será o assassino?”
04 – Dom de Natal
Autor: Nora Roberts
Editora: Harlequim Books
Páginas: 308
Ano: 2009
Neste livro, Nora Roberts escreve dois contos de Natal. Os fãs da autora irão adorar, já que irão ganhar duas histórias num só livro.
No primeiro, chamado “De volta, no Natal”; depois de muito tempo longe de New Hampshire, Jason retorna, agora como um famoso jornalista, na certeza de reencontrar o seu primeiro amor, mas... Faith, já uma mulher adulta, experiente e só quer se dedicar a sua filha e ao trabalho, mas sem nenhum homem. Quando os dois se encontram rolam várias situações. No segundo conto, “Nosso pedido de Natal”, Roberts nos apresenta os personagens Zeke e Zach, dois irmãos gêmeos que pedem ao Papai Noel apenas um grande presente: uma mãe! Com a chegada da nova professora de música, as crianças passam a bancar os cupidos tentando reaproxima-la do seu pai.
Um amigo meu leu o livro e disse que apesar do ‘mar’ de clichês, os dois contos, principalmente o segundo, são bons.
05 – Em casa para o Natal
Autor: Cally Taylor
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 350
Ano: 2013
Mais um livro que a exemplo de “Deixe a neve cair”, une comédia e romance. Quando lançado na Grã-Bretanha, a obra fez enorme sucesso, figurando nas principais listas de mais vendidos.
A autor narra a história de Beth Prince que sempre adorou contos de fadas e acredita que está prestes a viver um final feliz: tem o emprego dos sonhos em um charmoso cinema independente e um namorado maravilhoso chamado Aiden. Ela faz parte de um grupo privilegiado de pessoas que trabalha com o que ama, e o entusiasmo pelos filmes intensifica a busca por seu próprio “felizes para sempre”. Só há um problema: nenhum homem jamais declarou seu amor por ela. E, apesar de acreditar que Aiden é o príncipe encantado, a protagonista desconfia que ele tem medo de dizer “eu amo você”. Desesperada para escutar essas palavras mágicas pela primeira vez, ela resolve assumir as rédeas do destino — e acaba se arrependendo.
06 – Ligações
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Páginas: 304
Ano: 2015
Georgie McCool sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura.
Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças.
Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo. Será que os dois conseguirão resolver as suas diferenças ou a separação acabará se tornando eminente?
07 – O Presente do meu grande amor
Autor: Stephanie Perkins
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Ano: 2014
“O Presente do meu grande amor” reúne 12 contos de Natal escritos por diversos autores e organizados pela escritora norte-americana Stephanie Perkins. Todos os contos que acontecem nos períodos de Natal e ano-novo, passam uma mensagem de amor, amizade, esperança.
As histórias apresentam de tudo: casais que se formam, famílias se reencontram, seres mágicos surgem e desejos impossíveis se realizam. Segundo a organizadora dos contos, o pessimismo não tem lugar neste livro, afinal o Natal é época de esperança.
08 – Mistério de Natal
Autor: Jostein Gaarder
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 263
Ano: 2000
Mistério de Natal é um livro lançado em 1992 do escritor Jostein Gaarder, o mesmo autor do best-seller “O Mundo de Sofia.
A obra narra uma história envolvente e cativante que começa no primeiro dia do mês de dezembro. Trata-se de uma viagem pelo tempo e pela história conduzindo rumo ao nascimento de Jesus Cristo. Essa viagem é feita por meio de histórias contadas em um calendário "mágico" de Natal, onde cada dia se lê um novo capítulo, tendo no total 24 dias.
Durante esse período, os leitores irão acompanhar a aventura do menino Joaquim que através de seu calendário mágico, passa a seguir um grupo de peregrinos que volta no tempo para chegar a Belém, onde vão homenagear um recém-nascido. Uma fábula sobre a tolerância, na qual Gaarder traça um roteiro histórico do cristianismo.
09 – Conto de Natal de Auggie Wren
Autor: Jostein Gaarder
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 48
Ano: 2009
Um escritor recebe do jornal The New York Times a encomenda de um conto para ser publicado na manhã de Natal. Ele decide aceitar, mas tem um problema - como escrever um conto de Natal que não seja sentimental? Resolve se abrir com o amigo que trabalha na tabacaria do bairro, um personagem pitoresco chamado Auggie Wren, que promete resolver seu problema - em troca de um almoço, vai lhe contar a melhor história de Natal que já ouviu. E a história que Wren conta não é nada convencional e ensina várias lições de vida, deixando muitos questionamentos para o leitor, entre os quais: O que é roubar? O que é dar? O que é uma mentira? O que é a verdade?
Esta edição da Companhia das Letras é um luxo só. Capa dura e com lombada em tecido, traz anda as ilustrações da premiada ilustradora argentina Isol.
10 – Dia de folga: Um conto de Natal
Autor: John Boyne
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 20
Ano: 2013
Neste conto breve e melancólico, John Boyne (autor do best-seller “O menino do pijama listrado”) acompanha o dia de folga de um jovem soldado inglês e seus companheiros, que passam a véspera de Natal em uma das trincheiras da Primeira Guerra Mundial. Enquanto relembra os natais da infância e o conforto do seu lar, ele vê e ouve as bombas alemãs caindo a sua volta. Em meio a um dos piores conflitos do século XX, o jovem irá vivenciar um espírito natalino muito diferente do que estava acostumado.
À exemplo de seus outros livros, Boyne, novamente, mistura fatos históricos com ficção, prendendo a atenção do leitor da primeira a última página.
Taí galera, escolham o seu e boa leitura nestes dias que antecedem o Natal.



Nenhum comentário