10 séries da Netflix baseadas em livros


Se, atualmente, existe um sinônimo perfeito de sucesso, esse sinônimo se chama Netflix. A famosa empresa de streaming vem crescendo a cada dia, aumentando de maneira significativa o número de assinantes que diariamente acompanham as suas séries e filmes.
No post de hoje, você confere dez séries brilhantes da Netflix que tiveram os seus roteiros baseados em livros. E vamos à elas!
01 – Livro: Mindhunter - O primeiro caçador de serial killers americano (John E. Douglas e Mark Olshaker) / Série: Mindhunter (1ª Temporada)
O livro “Mindhunter - O primeiro caçador de serial killers” lançado no Brasil pela Intrínseca, no ano passado, mostra os bastidores de alguns dos casos mais terríveis, fascinantes e desafiadores do FBI. Durante as mais de duas décadas em que atuou no FBI, o agente especial John Douglas tornou-se uma figura lendária. Em uma época em que a expressão serial killer, assassino em série, nem existia, Douglas foi um oficial exemplar na aplicação da lei e na perseguição aos mais conhecidos e sádicos homicidas de nosso tempo. Entre os assassinos que ele confrontou, entrevistou e estudou estão Charles Manson, Ted Bundy e Ed Gein.
Douglas tinha uma habilidade incomum de se colocar no lugar tanto da vítima quando no do criminoso, analisando cada cena de crime, revivendo as ações de um e de outro, definindo seus perfis, descrevendo seus hábitos e, sobretudo, prevendo seus próximos passos. A história do agente do FBI serviu de inspiração para a série homônima da Netflix, que conta com a direção de David Fincher (Garota Exemplar e Clube da Luta).
A boa notícia para a galera que acompanha essa série é que a Netflix acabou de renová-la para a segunda temporada. Os produtores afirmaram que a segunda temporada, mostrará a investigação dos assassinatos das crianças em Atlanta que ocorreu entre os anos de 1979 e 1981. Durante esse período, mais de 28 vítimas afro-americanas foram mortas em Atlanta na Georgia, sendo a maioria crianças.
Wayne Williams, capturado pelo FBI, em 1981, foi o responsável pelo crime.
02 – The 100 – Os escolhidos (Kass Morgan) / Série: The 100 (5ª Temporada)
“The 100”, lançado no Brasil pela Galera Record que optou por incluir o subtítulo “Os Escolhidos, é o livro que inspirou a série homônima na Netflix, hoje, em sua 5ª temporada. O primeiro volume chegou ao Brasil em 2014, um ano após o seu lançamento nos States. Hoje, os livros da jovem escritora americana Kass Morgan, já se transformaram numa trilogia e tudo indica que outros virão por aí.
O produtor Jason Rothenberg leu o primeiro volume, gostou e resolveu criar uma série baseada no argumento e também nos personagens desenvolvidos por Morgan. E parece que deu certo, já que a série encontra-se no ar há cinco temporadas.
Neste primeiro volume, a autora narra o drama dos sobreviventes da Terra após uma guerra nuclear ter devastado o planeta, levando a humanidade a viver na ‘Colônia’, um aglomerado de estações espaciais. No entanto, o crescimento populacional e a escassez de recursos faz com que os governantes enviem 100 jovens delinquentes à Terra com o objetivo de averiguar as condições do planeta para uma possível nova colonização. Porém, as divergências e conflitos entre os "novos" habitantes ameaça o sucesso da missão.
03 – Caçadores de Trolls (Guilhermo del Toro e Daniel Kraus) / Série: Caçadores de Trolls – Contos de Arcadia (3ª Temporada)
A série produzida pela Dream Works Animation e Double Dare You – duas feras no ramo das animações – foi disponibilizada pelo Netflix a partir de 23 de dezembro de 2016.
A ideia de produzir a série animada  baseada no livro de Guilhermo del Toro e Daniel Kraus foi do jovem ator russo Anton Yelchin que faleceu aos 27 anos de idade, em junho de 2016. Ele ficou famoso ao interpretar o navegador Pavel Chekov nos dois filmes da franquia Star Trek. Yelchin, inclusive, emprestou a sua voz para Jim Lake Jr., personagem principal da série. Após a sua morte, no final da segunda temporada, assumiu o seu lugar, Emile Hirsh, de “Natureza Selvagem.
Quanto ao livro "Caçadores de Trolls" lançado em terras tupiniquins pela Intrínseca em 2015 recebeu muitos elogios de leitores e críticos. Apesar de seu teor adolescente, o enredo também consegue prender a atenção dos adultos por causa das inúmeras reviravoltas na trama.
Toro e Kraus conta a história de Jim Sturges, o típico adolescente na cidade de San Bernardino: tem um pai superprotetor, um melhor amigo meio desajeitado e uma paixão platônica por uma menina que nem sabe que ele existe. Mas isso tudo muda quando um mistério de décadas ressurge, ameaçando a vida de todos os moradores da entediante cidadezinha. Junto com um grupo de heróis improváveis, Jim terá que enfrentar monstros com um gosto especial por carne humana, os trolls.
A narrativa é enriquecida pelas ilustrações de Sean Murray, que já trabalhou para títulos como Dungeons & Dragons Online e The Lord of the Rings Online.
04 – Os 13 porquês (Jay Asher) / Série: 13 Reasons Why (2ª Temporada)
Tanto o livro quanto a série contam a história de Hannah Baker, uma adolescente que deixou 13 fitas contando os motivos que a levaram a se suicidar. Certo dia, um rapaz chamado Clay Jensen , ao voltar da escola, encontra na porta de sua casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre as tais fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Baker.
Nas fitas, a garota explica que existem treze motivos que a obrigaram tomar a decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.
O livro foi lançado pela editora Ática em 2009. A série, estreou na Netflix em 31 de março de 2017 tendo como produtores Thomas McCarthy e Selena Gomez.
Imediatamente após ser lançada pelo serviço de streaming, “13 Reasons Why” provocou debates na imprensa e na área médica sobre os possíveis efeitos de uma representação ficcional do suicídio em uma audiência predominantemente jovem. Desde então, especialistas em saúde mental têm apontado para os prováveis riscos de a personagem principal ser imitada pelos jovens que viessem a assistir ao seriado, por conta de uma glamourização excessiva do ato.
05 – Saga “Os Instrumentos Mortais” (Cassandra Clare) / Série: Shadowhunters: The Mortal Instruments (3ª Temporada)
A série literária de fantasia urbana “Os Instrumentos Mortais” escrita por Cassandra Clare é formada por seis livros, todos eles já lançados no Brasil: “Cidade dos Ossos” (2007), “Cidade das Cinzas” (2008), “Cidade de Vidro” (2009), “Cidade dos Anjos Caídos” (2011), “Cidade das Almas Perdidas” (2012) e Cidade do Fogo Celestial (2014).
Todos os livros da autora foram lançados no Brasil pela editora Galera Record. Os Instrumentos Mortais citados na saga literária são: O Cálice, com o poder de invocar ou controlar demônios. A espada que obriga caçadores de sombra a dizer a verdade e o Espelho, cujo poderes são desconhecidos.
A saga completa vendeu cerca de 15 milhões de exemplares no mundo. Quanto ao seriado da Netflix, trata-se de uma segunda adaptação dos seis livros de Clare. Vale lembrar que primeiramente foi lançado o filme “Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos”, em 2013. Três anos depois, a série estreou no streaming e acabou fazendo mais sucesso do que o filme.
Em “Instrumentos Mortais”, a personagem principal, Clary Fray descobre,  no seu aniversário de 18 anos, que é uma descendente dos shadowhunters (caçadores de sombras), híbridos de anjos com seres humanos. Quando sua mãe, Jocelyn, é sequestrada, Clary então se une a Jace, outro shadowhunter, e seu melhor amigo Simon para caçar demônios. Vivendo entre as fadas, bruxos, vampiros e lobisomens, Clary começa a desvendar sua própria história. 
A má notícia para os fãs é que “Shadowhunter” foi cancelada pela Freeform e com isso não terá a quarta temporada. A série sobrenatural irá concluir sua trama em 2019, com os 12 episódios da segunda metade da 3ª temporada – intitulados “Shadowhunters": A Caçada Final –, que terminará com um especial de duas horas.
06 – Orange is the new black – A história que inspirou a série (Piper Kerman) / Série: Orange is the new black (6ª temporada)
O livro, da Intrínseca, pode ser comparado a um diário de sua autora, Piper Kerman que foi presa acusada de lavagem de dinheiro. A partir daí,, ela teve a ideia de contar, num livro, as suas experiências atrás das grades. O que a mulher não contava é que a sua obra se tornaria um sucesso mundial, inspirando até mesmo uma série de TV.
Kerman foi presa em 1998, indiciada por lavagem de dinheiro e tráfico de drogas e, posteriormente, confessou a culpa. Em 2004 ela foi condenada a 15 meses de prisão, dos quais cumpriu treze meses na Federal Correctional Institution, uma prisão de segurança mínima localizada em Danbury, Connecticut.
“Orange is the New Black: My year in a women’s prision” (título original, lançado nos States) foi escrito em 2010. Pouco tempo depois, após ter lido as aventuras de Kerman, a produtora Jenji Kohan optou por transformá-la num se
riado de TV que estreou em julho de 2013 na Netflix.
Na série, a atriz Taylor Schilling interpreta a personagem de Kerman que teve o seu verdadeiro nome trocado por Piper Chapman. O público adorou a adaptação televisiva e o programa foi renovado para uma 5°,6° e 7° temporada antes mesmo da estreia da 4° temporada. É mole?!
De quebra, a autora ficou tão famosa que acabou se tornando membro de uma associação penitenciária feminina e é frequentemente convidada para dar palestras a alunos de direito, criminologia, sociologia e criação literária.
07 – Saga “Crônicas Saxônicas” (Bernard Cornwell) / Série: The Last Kingdom (3ª temporada)
“The Last kingdom” estreou no canal de streaming em 10 de outubro de 2015 e é baseada na famosa e elogiada série literária “Crônicas Saxônicas” de Bernard Cornwell que já está em seu 11º livro.
O enredo tem como cenário a Grã-Bretanha dos séculos IX e X. O protagonista da série é Uhtred de Bebbanburg, nascido lorde saxão na Nortúmbia, mas capturado e adotado pelos dinamarqueses. 
A história de Cornwell se dá durante a invasão dinamarquesa à Grã-Bretanha, quando todos exceto um Reino Inglês (Wessex) são conquistados. Uhtred cresce e se torna um poderoso guerreiro. Mais tarde, ele parte com a missão de conquistar as terras onde nasceu.  Enquanto isso, o Rei Alfredo de Wessex enfrenta problemas políticos e religiosos para unificar os reinos e transformá-lo no que hoje é a Inglaterra.
Dividido entre dois mundos: saxão de nascimento, mas criado entre os vikings, Uhtred jura sua espada ao rei Alfred para livrar a Inglaterra dos ataques dos homens do norte, ao mesmo tempo, que tenta recuperar as terras e o título que foram roubados pelo seu tio.
08 – Carbono alterado (Richard Morgan) / Série: Altered Carbon (3ª temporada)
A primeira temporada da série televisiva de ficção científica “Altered Carbon” estreou na Netflix em fevereiro de 2018. Em 27 de julho do mesmo ano, a série foi renovada para uma segunda temporada.
Inspirada no romance escrito por Richard Morgan e lançado por aqui em 2017 pela editora Bertrand Brasil, a história se passa no século XXV, quando a consciência de uma pessoa pode ser armazenada em um cartucho na base do cérebro e baixada para um novo corpo quando o atual para de funcionar. A morte, agora, nada mais é que um contratempo inconveniente, uma falha no programa.
Takeshi Kovacs, um ex-militar de elite, após sua última morte, tem sua consciência transportada a Bay City, a antiga São Francisco, e é trazido de volta à vida para solucionar o assassinato de um magnata. Mal sabe Kovacs, porém, que essa investigação irá lançá-lo no centro de uma conspiração perversa até para os padrões de uma sociedade que trata a existência humana como um produto a ser comercializado.
09 – Desventuras em série (Lemony Snicket) / Série: Desventuras em série (3ª temporada)
“Desventuras em série” não se trata apenas um livro, mas de muitos livros, afinal, é uma série literária com 13 volumes, escrita pelo autor americano Daniel Handler que optou por adotar o pseudônimo de Lemony Snicker. As histórias foram ilustradas por Brett Helquist.
O enredo trata das aventuras de três crianças, os órfãos Baudelaire, após a morte de seus pais em um incêndio. No primeiro livro, as crianças vão viver sob tutela de um primo distante, o Conde Olaf, um homem terrível e pouco higiênico que tenta roubar a enorme fortuna que seus pais lhes deixaram.
Em cada livro, as crianças são levadas a um novo tutor excêntrico, mas o Conde Olaf sempre os acha onde quer que estejam, aparecendo em disfarces ridículos com um plano diferente para roubar a fortuna das crianças.
Uma pena que "Desventuras em Série" já têm data para chegar ao fim na Netflix. O serviço de streaming anunciou que a terceira e última temporada da série será lançada em 1º de janeiro de 2019.
10 – Anne of Green Gables (Lucy Maud Montgomery) / Série: Anne with na E (2ª Temporada)
A série da Netflix que vem encantando e emocionando muitas pessoas tem o seu roteiro baseado no Best-seller “Anne of Green Gables”, de Lucy Maud Montgomery, primeiro de uma franquia de seis, escrito em 1908 e lançado, recentemente, pelas editoras Martins Fontes e Pedrazul. É considerado um dos maiores clássicos da literatura canadense.
Um detalhe curioso é que Montgomery trouxe para as suas histórias um pouco de sua trajetória pessoal, pois ela perdeu sua mãe quando tinha apenas 21 meses e foi criada pelos seus avôs maternos após seu pai ter negado a sua criação.
Tanto livro quanto a serie narram as aventuras de uma órfã impetuosa, mas adorável, que é adotada por engano por um casal de irmãos solteirões. Com o tempo, ela passa a conquistar todos que vivem em sua volta, modificando algumas atitudes menos agradáveis das pessoas.
Ao ser transposta para a TV, os produtores de “Anne With an” optaram por atualizar parte do enredo da série. Embora ambientada no século 19, as aventuras de Anne abordam feminismo, adoção, bullying, preconceito e a definição de família.
E para concluir, uma surpresa hiper-agradável para os fãs dessa garotinha especial, “Ann with an” foi renovada para a terceira temporada, numa decisão tomada pela Netflix e pelo canal CBC (que exibe o show no Canadá). E aí? Gostaram?
Inté!


Nenhum comentário