Estou aqui com muito frio para falar de Ney Matogrosso – A biografia

Nenhum comentário


Galera, estou passando para avisar que tá um baita frio por aqui. Caráculas! Que frio meu!! Acabei de chegar do meu trabalho. Estava fazendo a cobertura de um evento às 18H00; inauguração de um anfiteatro numa cidade da região de Bauru. Ah! Pelo amor de Deus! Olha o horário que o infeliz do sujeito foi escolher para inaugurar a tal obra, muito bonita por sinal. 

O evento contou com a presença de um escritor famoso, aqui na região e também um parlamentar mais ou menos famoso. Todos eles, quero dizer, todos nós – eu me incluo no bolo – tremendo de frio e torcendo para que o filho do homenageado que “emprestou” o seu nome para o anfiteatro fosse breve em seu discurso porque o parlamentar ainda queria falar. Ahahahaha! Mera ilusão porque o orador falou, falou, falou e mais falou. Fiquei com pena de um “senhorzinho” com os seus, aparentemente, setenta e poucos anos que estava encolhido, tremendo de frio e com uma cara de zangado, acho que zangado com o filho do homenageado que falava aos borbodões.

Resumindo: como eu já havia entrevistado o filho do homenageado – engraçado... na entrevista ele foi tão econômico com as suas respostas... – resolvi sair de cena.

Após viajar aproximadamente 100 quilômetros cheguei em casa cansado e com muito frioooooo! Gente me desculpem, tinha programado a postagem de uma nova lista literária para hoje, mas não estou em condições. Juro que não estou, queria estar, mas não estou.

Por isso, para não passar em branco e não deixar o blog com um espaço muito grande de uma postagem para a outra, passei aqui para avisar sobre o lançamento de uma nova biografia. Desta vez, do grande Ney Matogrosso que acabou de sair do forno.

Fiquei sabendo desse lançamento, hoje, durante o tal evento em que estive, ao conversar com alguns leitores que estavam comentando o assunto. Entonce, como sou um grande fã desse artista incrível, decidi, mesmo cansadaço e com – novamente – frioooooooo, muito frioooooo escrever essa nota.

Ney Matogrosso – A biografia foi lançado em 23 de julho pela Companhia das Letras.

Seis anos após ter apresentado a melhor biografia da cantora Elis Regina (1945 – 1982), Elis Regina – Nada será como antes (2015), o jornalista paulistano Julio Maria decidiu contar a vida de Ney de Souza Pereira, sujeito estranho que se tornou um dos maiores cantores do Brasil a partir de 1973 e que está a caminho dos 80 anos, a serem festejados em 1º de agosto deste ano de 2021.

Para recontar com maior profundidade uma história já apresentada por Denise Pirez Vaz na primeira biografia de Ney Matogrosso, Um cara meio estranho (1992), Julio Maria também esteve no quartel da aeronáutica em que Ney atuou como soldado, já na cidade do Rio de Janeiro (RJ), encontrou um irmão mais velho do cantor (irmão de quem nem a família de Ney tinha notícias) e levantou documentos da época em que agentes da repressão federal do Brasil dos anos 1970 vigiavam os movimentos libertários do cantor como vocalista do grupo Secos & Molhados.

Tudo indica que se trata de um livraço. Uma grande biografia, como foi aquela de Elis Regina, escrita pelo próprio Julio Maria.

Fica aí a pedida.

Cara.... que frioooooooo!

Nenhum comentário