O dia em que troquei Stephen King por Tom Clancy

Nenhum comentário

Quando terminei de ler A Grande Gripe – que por sinal não foi o que eu esperava por causa dos seus altos e baixos – a minha intenção era ler algo que fosse de encontro as minhas expectativas. Queria uma história que me desse uma baita ressaca literária para apagar um pouco a decepção - tudo bem... uma decepção apenas em parte, mas nem por isso, deixou de ser uma decepção – que foi A Grande Gripe de John M. Barry. Em outras palavras, queria uma leitura segura, um prazer garantido. E cá, entre nós, existe leitura mais segura do que um “Stephen King”?

Pois é, havia acabado de comprar três livros e entre eles estava “Depois”, lançamento mais recente do Sr. King aqui no Brasil e obra muito elogiada pelos leitores. Após ter concluído todo o ritual pré-leitura – sentir a textura da capa e das páginas, ler alguns comentários nas redes sociais e, claro, dar aquela cheiradinha no livro – eis que acontece algo que mudou completamente os meus planos. Vou explicar.

Enquanto lia alguns comentários na net sobre o romance de King, vi, por acaso, uma propaganda do filme “Sem Remorso” estrelado por Michael B. Jordan e que está disponível na Amazon Prime Video. Cara, estava louco para assistir esse filme baseado no livro homônimo de Tom Clancy, mas por outro lado também estava louco para ler o livro.

O filme deveria ter sido lançado em 2020 mas por causa da pandemia de Covid-19 acabou adiado para janeiro desse ano; só que depois disso, começaram a aparecer, muitas notícias desencontradas, entre elas as de que a produção teria sido adiada por tempo indeterminado ou que ainda seria lançada, mas somente no final de 2021 nos cinemas. Todas essas indefinições fizeram com que eu deixasse o livro de Clancy quietinho na minha estante, aguardando a sua vez; então, de repente, fico sabendo que o filme já está bombando na Amazon Prime Video.

Vocês devem estar questionando qual é essa minha relação “livro-filme”. Ocorre, galera, que eu gosto primeiro de ler o livro para somente depois assistir ao filme. Portanto como a produção cinematográfica baseada no enredo de Clancy estava toda indefinido, decidi empurrar a sua leitura, priorizando outras obras da minha já estourada listinha. Pensei comigo: “Como o filme só deve sair perto do final do ano, um ou dois meses antes de sua estreia, leio a obra”. Ahahahahahaha!! Acabei dançando!

Então, não me restou outra coisa a não ser abandonar (temporariamente) Depois e agarrar Sem Remorso. Entenderam? Acho que estou perdoado por ter devolvido King para a estante, não é? (rs)

Falando escrevendo, agora, um pouquinho, sobre livro e filme, ambos foram bem aceitos pelo público. Clancy lançou o seu romance em 1993 e a história recebeu uma saraivada de elogios. Alguns consideram o melhor enredo escrito pelo autor e por isso, já vinha merecendo uma adaptação para os cinemas há muito tempo. Sem contar que o personagem central, John Kelly, conhecido por milhões de leitores pelo seu nome de guerra “Sr. Clark”, já tinha aparecido como personagem secundário na série “Jack Ryan”, sendo os mais conhecidos: O Cardeal do Kremlin (1988), Perigo Real e Imediato e A Soma de Todos os Medos (1991). Ele agradou tanto nessas três histórias que em 1993 ganhou um livro só seu, Sem Remorso, que conta toda a sua origem.

Cartaz do filme "Sem Remorso" baseado na obra de Tom Clancy

“Sr. Clark” foi descrito por seu criador como o "lado negro de Jack Ryan” - personagem antológico criado por Clancy - e mais inclinado a agir fisicamente do que Jack. Ele é um ex - SEAL da Marinha que se tornou oficial de operações da Agência Central de Inteligência onde participa de arriscadas operações de resgate.

Em Sem Remorso, John Kelly, após perder a esposa, se envolve com uma jovem drogada por quem se apaixona. Após ela ser assassinada, o ex – SEAL sai em busca de vingança desencadeando uma verdadeira guerra em Baltimore. Entre essa guerra particular com traficantes, o protagonista acaba sendo recrutado pela CIA para uma importante missão.

Como ainda não assisti ao filme, além de estar no início do livro não posso dizer se o roteiro adaptado é parecido com a obra de Clancy.

Em 2012, a Paramount Pictures já estava desenvolvendo uma adaptação do livro e teria entrado em negociações iniciais com Tom Hardy para interpretar Clark, mas o projeto acabou emperrado. Em setembro de 2018, Michael B. Jordan foi escalado para interpretar John Clark em uma nova série de filmes, sendo “Sem Remorso”, o primeiro deles, já que o personagem será transformado numa franquia no cinema.

Agora, chega de conversa e bora ler o livro e depois, bora assistir ao filme.

 

Nenhum comentário