“Os Portões de Pedra” de Patrick Rothfuss e a sua enigmática data de lançamento. Seria agosto de 2020?


Acredite é verdade. Todas as noites em minhas zapeadas pela Net, a primeira coisa que faço é vasculhar uma infinidade de sites literários brasileiros, americanos e europeus na esperança de encontrar alguma novidade com relação ao novo livro de Patrick Rothfuss: “The Doors of Stone” (Os Portões de Pedra) que fecha a trilogia do arcano Kvothe. Esta minha garimpagem virtual já dura muito tempo, acho que anos, tanto é verdade que acabou se tornando um hábito.
Durante todo esse período não encontrei nenhuma novidade; quero dizer... nenhuma novidade até a madrugada de ontem quando ao acessar dois sites tive uma grata surpresa com relação a uma possível data de lançamento.
No primeiro deles “Tor.com” pude ler uma entrevista que Rothfuss concedeu no Barnes & Noble Podcast, conversando com o podcaster Joel Cunningham sobre tudo, inclusive sobre... advinhem? Isto mesmo: “The Doors of Stone”! O autor reconhece o progresso lento da tão aguardada terceira parte de sua série épica “A Crônica do Matador do Rei”, e novamente pediu paciência aos milhares de fãs de Kvothe. Ele fez questão de frisar que o “progresso é lento, mas constante”.
O autor também reconheceu que falou demais no passado, fazendo promessas tolas que jamais deveriam ter sido feitas. “Eu fiz promessas, muito cedo, em entrevistas onde disse 'Sim, eu vou fazer esses livros, um por ano. Mas eu era um idiota. Não tinha ideia do que estava falando”. Por outro lado, ele afirmou que a história está fluindo, o que é mais importante. “Estou avançando e isso é o que importa para mim. Finalmente estou conseguindo organizar a minha vida para poder voltar a desenvolver o meu ofício com a alegria que costumava sentir no passado.
Quando eu estava quase decidindo ir pra a minha cama para me encontrar com Morfeu, resolvi dar mais uma garimpada em outros sites e foi então que veio a bomba, mas uma bomba hiper-gostosa, toda trufada. Sem perder tempo, vamos à ela. Inicialmente, o site Irmonline.com havia levantado uma teoria muito interessante: ‘quando duas ou mais lojas de redes diferentes anunciam a mesma data de lançamento para um determinado produto; podem acreditar que essa data é verdadeira, é real’. Pois é, foi isso que aconteceu em relação a “The Doors of Stone” quando duas livrarias distintas anunciaram datas semelhantes para o lançamento da terceira parte da trilogia de Rothfuss.
Tanto a Book Depository quanto a Amazon publicaram em seus portais que “The Doors of Stone” será lançado em 20 de agosto de 2020. Tudo bem que essa informação pode ser facilmente descartada como um erro aleatório ou então como um simples espaço reservado, sem compromisso; mas a partir do momento que duas grandes redes de livrarias tem a mesma data listada para um único lançamento, a informação passa a ter um certo grau de credibilidade.
Cara juro que naquele momento fiquei muito feliz, pois apesar de uma data distante, nós fãs de Rothfuss, tínhamos uma previsãopara o retorno de Kvothe e Cia. Pois é, mas na tarde de hoje, novamente, ao acessar o referido site, veio a ducha de água fria na cabeça. Gente, descobri que a notícia que havia me levado para as nuvens tinha sido atualizada. Os responsáveis pelo site esclareceram que o Book Depository é de propriedade da Amazon… então a ideia de que duas lojas on-line separadas teriam a mesma informação pode ser jogada fora da janela. Infelizmente. Caraca!
Fica, agora, jogada no ar aquela dúvida: O que levou a Amazon a definir uma data de lançamento para “Os Portões de Pedra”? O grupo teve acesso a alguma informação? Esta data é confiável?
Cara, tantas perguntas e poucas respostas.
Inté!

Nenhum comentário