10 livros sobre o naufrágio do Titanic que você deve ler


Estou lendo “Titanic – A História Completa” de Philippe Masson – e, simplesmente, adorando. Cara, é como se eu estivesse dentro do famoso transatlântico, conhecendo os seus segredos, a intimidade de seus passageiros e tripulantes, enfim, uma obra fantástica. Pelo menos até a parte onde parei para escrever esse post.
Por estar gostando bastante da história, tive a ideia de fazer uma postagem sobre dez livros especiais que abordam fatos e curiosidades sobre o RMS Titanic, considerado o navio mais luxuoso e seguro da sua época, chegando ao ponto de ser considerado "inafundável". Mas quis o destino que o ‘super-transatlântico’ colidisse com um iceberg, no Oceano Atlântico e.., deixasse de ser “inafundável”. A tragédia aconteceu às 23h40min do dia 15 de abril de 1912. O grande navio com parte da lateral do casco rasgado agonizou até a madrugada do dia seguinte, quando por volta das 2H20min desceu para as profundezas do oceano. Foi um dos maiores desastres marítimos em tempos de paz de toda a história. De, aproximadamente, 2.224 pessoas a bordo, apenas 700 conseguiram sobreviver ao naufrágio.

Olha, vou ser sincero com a galera que acompanha esse espaço há muitos anos: não li todos os livros que estão nessa lista; apenas quatro – incluindo o atual, “Titanic – A História Completa”. Quanto aos demais: três foram sugestões de colegas leitores e os outros três, escolhi após pesquisas nas redes sociais, levando em conta comentários de internautas que leram as referidas obras. Belê? Mas todos, acredito que sejam muito bons.
Vamos as sugestões.
01 – Sobrevivente do Titanic (John Maxtone-Graham)
O livro na realidade é um manuscrito de Violet Jessop que serviu como comissária de bordo no Titanic. Estas memórias foram editadas e comentadas por John Maxtone-Graham dando origem a obra. Quando comprei “Sobrevivente do Titanic” estava à procura de informações mais detalhadas sobre o naufrágio do navio, mas sob o ponto de vista de alguns sobreviventes. Comecei a ler e vi que não era nada do que eu procurava, já que em sua autobiografia, Violet conta detalhes de sua vida desde o nascimento, a infância difícil, problemas amorosos e as situações de perigo que enfrentou como comissária de bordo não só no Titanic, mas também no naufrágio do Britannic que afundou após bater em uma mina marítima.
Se me arrependi da compra? Em nenhum momento. Pelo contrário adorei, mesmo estando a procura de um outro assunto. As situações enfrentadas por Violet durante a sua infância, juventude e a fase adulta são muito interessantes e conseguem prender a atenção do leitor que nem se dá ao trabalho de ficar frustrado com as poucas informações referentes ao naufrágio do Titanic: pouco mais de 35 páginas.
Podem acreditar a vida dessa comissária de bordo foi repleta de venturas e viagens perigosas.
Detalhes
Capa: Brochura
Ano: 1998
Páginas: 300
Ilustrações: Sim
Editora: Brasil Tropical
02 – Uma Noite Fatídica (Walter Lord)
Publicado em 1955, “Uma Noite Fatídica” tornou-se imediatamente um best-seller nos EUA. O livro só chegou ao Brasil, 57 anos depois através da editora Três Estrelas. Na opinião de muitos críticos literários, trata-se, atualmente, de um dos mais importantes livros sobre a tragédia, pela precisão na apuração dos eventos, riqueza das informações obtidas e depoimentos de sobreviventes.
Walter Lord ouviu o relato de 62 sobreviventes do naufrágio que narram os momentos de desespero de passageiros e tripulantes, além dos atos de heroísmo e covardia demonstrados por vários personagens reais. Pelo que pesquisei na web, o livro do escritor norte-americano é um relato fiel da tragédia envolvendo o RMS Titanic contada por aqueles que estiveram lá; os sobreviventes.
Lord não enrola com detalhes técnico sobre o transatlântico. Ele já vai direto ao ponto, ou seja, a partir das 23H40min quando o Titanic bateu no iceberg. Os relatos dos 62 sobreviventes começam desse ponto. A escrita do autor lembra um pouco o new journalism que narra fatos reais com uma aura de ficção.
Ahaha!! Com certeza, essa ‘belezura’ aí já entrou na minha lista de prioridades.
Detalhes
Capa: Brochura
Ano: 2012
Páginas: 295
Ilustrações: Sim
Editora: Três Estrelas
03 – O Crepúsculo da Arrogância (Sergio Faraco)
Um colega de trabalho leu e gostou muito. Acredito que a obra do autor brasileiro Sergio Faraco deva ter as suas virtudes já que foi vencedora na categoria não-ficção do Prêmio AGEs 2007 da Associação Gaúcha de Escritores. Ao todo, concorreram na categoria 43 obras de escritores do Rio Grande do Sul.
“O Crepúsculo da Arrogância” tem um enredo semelhante ao livro que estou lendo atualmente: “Titanic – A História Completa”. Faraco relata a combinação de erros, pretensão, arrogância e desinformação que resultou na tragédia envolvendo o navio que o mundo julgava ‘insubmergível’. O livro começa quando se inaugura a era dos vapores oceânicos, no primeiro quarto do século XIX. Trata em seguida dos planos de expansão da White Star Line, responsável pela construção do Titanic e também dos preparativos para a viagem inaugural.
Após descrever a partida do Titanic para Nova York em 10 de abril de 1912, o autor - que consultou, inclusive, os registros dos inquéritos de 1912 sobre as causas do desastre, com extensos e minuciosos depoimentos dos sobreviventes - reconstitui minuto a minuto os acontecimentos de 14 para 15 de abril: a colisão com o iceberg, o arriamento dos botes salva-vidas, o naufrágio e também o que ocorreu nos dias seguintes, no mar e em Nova York.
Detalhes
Capa: Brochura
Ano: 2006
Páginas: 213
Ilustrações: Não, apenas alguns gráficos
Editora: L&PM
04 – Titanic – A Verdadeira História e os Atos de Heroísmo dos Passageiros (Rupert Mattews)
O livro de Rupert Mattews reúne relatos de testemunhas e provas examinadas nos inquéritos, além das mais recentes descobertas sobre o naufrágio do Titanic, proporcionando uma visão completa dos acontecimentos da noite fatídica de 14 de abril de 1912.
Mais de 1.500 pessoas morreram no naufrágio do Titanic Titanic, muitas afogadas, mas a maioria de hipotermia.
Tudo bem que Titanic – A Verdadeira História e os Atos de Heroísmo dos Passageiros abordem vários temas que já explorados a exaustão em outros livros do gênero, mas o diferencial é que Mattews procura derrubar alguns dos inúmeros mitos criados sobre o naufrágio ao longo dos anos.
O autor explica o que aconteceu com o presidente da empresa, proprietária do Titanic e responsável pela sua fabricação, as especulações sobre um 'navio misterioso' que muitos passageiros disseram ter visto, a história do casal que não quis se separar e muitas outras informações interessantes.
Detalhes
Capa: Brochura
Ano: 2014
Páginas: 208
Ilustrações: Sim
Editora: Books
05 – Titanic – Minuto a Minuto (Jonathan Mayo)
O livro “Titanic – Minuto a Minuto” de Jonathan Mayo foi baseado num documentário produzido pelo próprio autor para um programa de rádio da  BBC, onde ele trabalha. E como o livro é oriundo desse roteiro, certamente está repleto de informações técnicas, inquéritos e histórias das pessoas que estavam a bordo do Titanic. Gostei muito livro, tanto é que estou a procura do documentário levado ao ar pela BBC.
Como o próprio título diz, a obra narra minuto a minuto os fatos envolvendo o antológico transatlântico, desde a saída do Titanic até seu fim. 
Para que você tenha uma ideia de como “Titanic – Minuto a Minuto” é detalhado, basta dizer que o autor cita até mesmo o menu servido, na véspera do acidente, para as três classes de passageiros do navio. Através da comida a que os passageiros da 1ª, 2ª e3ª classes tinham direito, já é possível perceber o pouco caso com essas pessoas, a maioria imigrantes, alojadas na 3ª classe.
Detalhes
Capa: Brochura
Ano: 2017
Páginas: 260
Ilustrações: Sim
Editora: Vestígio
06 – A Costureira (Kate Alcott)
Trata-se de um romance que tem o naufrágio do Titanic apenas como pano de fundo. Kate Alcott conta a história de Tess Collins, uma jovem empregada que limpa o chão e trabalha como auxiliar de costureira em Cherbourg e que sonhava se tornar uma pessoa conhecida e respeitada no mundo da costura. Depois de algum tempo, ela decide abandonar essa vida.  Depois de alguns dias, uma famosa estilista chamada Lucile Duff Gordon a convida para acompanha-la na viagem que fará para Nova York a bordo do Titanic. Lucile precisava de uma empregada nessa viagem e por esse motivo fez o convite que foi prontamente aceito por Tess que vê a sua grande chance de subir na vida.
Tess e Lady Duff conseguem sobreviver ao naufrágio do navio e passam a viver situações distintas; a primeira enfrenta as desilusões amorosas ao mesmo tempo que luta pela sua ascensão social; já a segunda se vê envolvida nos escândalos do inquérito sobre o terrível desastre naval e terá que empenhar-se muito para limpar o seu nome.
Capa: Brochura
Ano: 2013
Páginas: 376
Ilustrações: Não
Editora: Geração Editorial
07 – Amor Sem Igual (Danielle Steel)
Se o livro de Kate Alcott, apesar de ser uma história fictícia, ainda traz alguns fatos reais sobre a tragédia envolvendo o Titanic, “Amor Sem Igual” de Danielle Steel, traz o mínimo do mínimo do mínimo de informações concretas relacionadas ao acidente marítimo.
O livro retrata a vida da personagem Edwina Winfield, de 20 anos, uma sobrevivente do naufrágio. Ela perde os pais e o noivo que também estavam no transatlântico e acaba tendo de cuidar, sozinha, dos seus irmãos mais novos, tendo assim, de sacrificar os seus sonhos e ambições sociais e profissionais. 
A maior parte do livro foca na luta de Edwina para manter unida o que sobrou de sua família. Ela passa a se esquivar de qualquer relacionamento amoroso e sonha em como a sua vida teria sido diferente se ela e seus familiares não estivem no Titanic naquela noite terrível.
Se levarmos em conta os comentários de leitores e também de algumas resenhas nas redes sociais e nos blogs, a história idealizada por Steel é muito emocionante e vale a pena ser lida.
No meu caso, não sei... Até agora li dois livros da autora e não gostei; por isso fiquei um pouco escaldado.
Capa: Brochura
Ano: 2013
Páginas: 331
Ilustrações: Não
Editora: Record
08 – E A Orquestra Continuou Tocando (Christopher Ward)
A história da orquestra da RMS Titanic que tocou até o último minuto quando o transatlântico foi engolido pelo mar é tão fantástica que acabou transformando-se numa lenda. Só que essa história é real.
Os oito músicos do Titanic pereceram todos durante o naufrágio do navio em 15 de abril de 1912. Eles tocaram músicas, pretendendo acalmar os passageiros, por todo o tempo que foi possível e naufragaram com o navio. Todos foram reconhecidos por seu heroísmo. Nenhum deles sobreviveu.
Jock Hume, 21 anos, violinista da orquestra, deixou em terra a noiva grávida e jamais conheceu a filha. Algum tempo depois da tragédia, seu pai recebeu uma carta da companhia que o contratara: era uma cobrança pelos botões do uniforme do jovem morto.
Esta história de perda, crueldade e amor é magistralmente contada por Christopher Ward, neto de Jock Hume, que investigou com extrema minúcia o passado de sua família, iluminando detalhes pouco conhecidos da maior catástrofe marítima de que se tem registro.
Capa: Brochura
Ano: 2012
Páginas: 272
Ilustrações: Sim
Editora: Lafonte
09 – Titanic de James Cameron (Ed W. Marsh)
Um livro indispensável para os cinéfilos que se emocionaram com o filme de James Cameron considerado a grande coqueluche no ano de 1997. A obra de Ed W. Ward é ricamente ilustrada e conduz os leitores para um passeio nos bastidores da conhecida produção cinematográfica.
O autor explica detalhadamente como foi o esforço de produtores, roteiristas e diretor para levar às telas a história do mais famoso navio do século XX e também do romance ficcional do icônico casal Jack e Rose vividos por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet.
O leitor encontrará uma descrição detalhada do esforço de milhares de artistas e artesãos na recriação acurada do RMS Titanic, incluindo a réplica do seu exterior em tamanho natural e o tanque de 64,6 milhões de litros projetado para o seu naufrágio; a riqueza dos detalhados espaços interiores; as novas descobertas dos mergulhos de Cameron até os destroços do navio em 1995, a aproximadamente quatro quilômetros abaixo da superfície do mar; os estudos sobre o incrementado vestuário, maquiagem e cabeleireiros que definiam o estilo da "Era de Ouro"; um resumo dos impressionantes efeitos visuais do filme; e as entrevistas com o elenco e a equipe, todas associadas aos eventos históricos da viagem inaugural, e final, do Titanic.
Como disse acima, um livro indispensável para os fãs do filme de Cameron.
Capa: Brochura
Ano: 1998
Páginas: 178
Ilustrações: Sim
Editora: Manole
10 – Titanic – A História Completa (Philippe Masson)

Fecho esse post com o livro que ainda estou lendo. O título faz jus ao enredo da obra, já que o autor faz um relato completo antes, durante e depois do naufrágio do Titanic. O que levou a empresa White Star Line a construir um navio gigantesco para o seu tempo? O trágico acidente foi uma fatalidade ou uma sucessão de erros que poderiam ter sido evitados? Como foi o inquérito do naufrágio? Como foram os momentos de pânico e terror vividos pelos passageiros e tripulação na madrugada de 15 de abril de 1912? E quanto aos atos de coragem e de covardia demonstrado por alguns?
Estas são algumas perguntas que o Philippe Masson responde em “Titanic – A História Completa” numa leitura fluida e cativante.
Além de detalhes sobre o naufrágio, Masson brinda os seus leitores com informações importantes sobre a história naval envolvendo a Marinha Mercante, principalmente no que diz respeito a grande corrida das empresas navais na conquista dos mares através da construção de enormes e sofisticados navios transatlânticos.
Estou lendo e adorando.
Capa: Brochura
Ano: 2011
Páginas: 272
Ilustrações: Sim
Editora: Contexto
Valeu!

Nenhum comentário