Discípula de Sidney Sheldon Lança “A Viúva Silenciosa”. Livro já está em pré-venda


Olha... sinceridade? Depois da pedrada que levei no meio da cabeça após ter lido “ASenhora do Jogo”, de Tilly Bagshawe – escritora convidada pelos herdeiros de Sidney Sheldon para dar sequência ao seu legado literário – jurei que iria ficar esperto com relação aos novos lançamentos da autora e jornalista britânica que ficou conhecida como a “Sidney Sheldon de saias” e que para mim, pelo menos ainda, não faz jus a esse apelido.
Cara, “A Senhora do Jogo” é horribile, mas muito horribile. Sheldon deve ter se revirado no túmulo por ter sido o co-autor da obra, graças a concordância de seus herdeiros. O excesso de sexo que permeia a história em alguns trechos beira o pornográfico e a falta de carisma dos personagens detonaram essa sequência do clássico “O Reverso da Medalha”.
Por isso, fiquei meio cabreiro com Bagshawe e confesso que cheguei a prometer não comprar mais nenhum livro escrito por ela. Men, por favor,  entenda que a decepção foi grande.
Mas então, na noite de ontem, durante as minhas zapeadas noturnas pelas livrarias virtuais, eis que me deparo com o livro “A Viúva Silenciosa”; e escrito por quem? Pela própria! E quer saber de um segredinho? Comprei a obra que já está em pré-venda. Ok, antes de me chamar de hipócrita, dissimulado ou falso, entenda que a marca ‘Sheldon’ ainda é muito forte e consequentemente capaz de seduzir a maioria dos leitores que continuam sendo fãs do autor mesmo após a sua morte.
Sheldon e Bagshawe
Quando bati os olhos na capa que estava exposta na prateleira virtual da Amazon, a impressão que tive foi a de estar  vendo um livro escrito pelo próprio Sheldon. Caraca, algo hipnotizante!  Sem contar a sinopse do enredo que tem tudo a ver com as tramas magistralmente engendradas pelo saudoso autor.  O nome de Bagshawe nem me passou pela cabeça naquele momento. Verdade!
Bem, resumindo: efetivei a compra influenciado por Sheldon e não por quem, realmente, escreveu o enredo. Estranho, não acham? Mas tudo bem, a decisão foi tomada e agora só resta aguardar a chegada do livro e torcer para que dessa vez, Bagshawe tenha acertado a mão.
“A Viúva Silenciosa” narra a saga de Charlotte Clancy, uma jovem au pair americana, que desaparece sem deixar vestígios na Cidade do México. O caso acaba sendo arquivado, mas suas consequências são devastadoras. Uma década depois, um assassino perigoso está à solta nas ruas de Los Angeles, já tendo feito duas vítimas. É neste momento que entra em cena uma nova personagem na história e que passará a ter relação com o caso de Clancy. Trata-se da psicóloga Nikki Roberts. Nikki ainda está muito abalada com a recente morte do marido. E sua vida sofre outra reviravolta quando uma de suas pacientes, Lisa Flannagan, e o rapaz que Nikki considerava como filho, Treyvon Raymond, são brutalmente assassinados. Mas, apenas quando sofre um atentado é que a psicóloga tem certeza de que ela é o verdadeiro alvo desse assassino impiedoso. Atormentada por um acontecimento do passado e vendo a polícia em um beco sem saída, Nikki contrata o detetive particular Derek Williams, um homem que não tem medo de sujar as mãos. Ele trabalhara no caso de Charlotte Clancy, mas agora, anos depois, encontra nas anotações de Nikki Roberts um nome que chama sua atenção, e essa nova investigação o conduz a um caminho perigoso de volta ao passado. Numa cidade corrupta, onde não se sabe quem é inimigo e quem é amigo, Nikki Roberts precisa correr contra o tempo para descobrir a verdade por trás desses crimes antes que ela seja a próxima vítima.
Entonce, achei a sinopse bem ao estilo de Sheldon, dando a impressão de muitas reviravoltas na trama.
A editora Record pretende lançar “A Viúva Silenciosa” no dia 20 de dezembro, mas o livro – como já disse – está em pré-venda nas principais livrarias virtuais do País.
São 448 páginas que poderão ser a redenção de Bagshawe ou então...
Melhor aguardar.


2 comentários

  1. Faltou a lupa de busca como tinha antes. Era uma mão na roda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrou muito bem :) Já vou providenciar.
      Valeu! Thanks.

      Excluir