Garota Exemplar


Que final murcho! Verdade; um final broxante. Dou toda a razão para os leitores – e são muitos – que execraram o “The End” de Garota Exemplar. A impressão que tive foi que a escritora Gillian Flynn estava com muita pressa para terminar a sua história e simplesmente deu uma ‘matada’ nas páginas finais, ou melhor, na página final. Faltou criatividade, sair da mesmice, do algo comum.
E sabe o que é que dói na alma do leitor nisso tudo? Garota Exemplar é um livro incrível; muito bom mesmo. O enredo tem viradas inesperadas que surpreendem, a primeira delas, inclusive, merece o status de “derruba queixo” já que que muda tudo o que você pensava sobre determinado personagem. Aliás, Flynn provou ser uma manipuladora de leitores. Ela vai te conduzindo por um caminho, faz com que você acredite ser um caminho seguro, mas então, em cima da hora, você percebe que esse caminho te conduz a uma curva fechada que você não esperava encontrar. Ao topar com essa curva inesperada, você diz: “Puxa! A autora me enganou direitinho!”
Pois é, o livro tem várias dessas armadilhas, um Thriller Policial/Psicológico de alto nível com muitos plot twists saborosos, mas entonce... vem aquele final FDP e estraga toda sensação gostosa de leitura que já estava bem próxima de se transformar uma ressaca literária daquelas.
Garota Exemplar se desenrola em torno de uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Tudo começa na manhã do quinto aniversário de casamento de Amy, uma mulher linda e inteligente, esposa de Nick Dunne. Neste dia, ela desaparece de sua casa e tudo, aparentemente, leva a crer que se trata de um crime violento, já que a sua casa encontra-se toda revirada e com manchas de sangue.
 Ben Affleck e Rosamund Pike (no cartaz) em cena do filme baseado no livro
Seu esposo, Nick se torna o suspeito número um da polícia. Com o apoio da sua irmã gêmea, Margo, ele tenta provar a sua inocência e, ao mesmo tempo, procura descobrir o que aconteceu com Amy. O problema é: se não foi Nick que a matou, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?
No decorrer da leitura você vai descobrindo certos segredos do casal, alguns bem sui generis, até o momento da grande virada que acontece no meio do livro.
Achei o enredo assustador no que se refere ao relacionamento de um casal. Um trecho da crítica feita pela revista Time – que por sinal, elogiou muito a obra - exprime em poucas palavras o tipo de fobia que sentimos ao ler Garota Exemplar: “O retrato de um casamento tão aterrorizante que vai fazer você passar um bom tempo pensando em quem realmente é a pessoa que está ao seu lado na cama”. É mole?!
Enfim, galera, uma livraço, excetuando o seu final.... decepcionante.
Ah! Em tempo. O livro de Flynn também foi parar nas telonas. Ele foi adaptado para os cinemas em 2014 e teve nos papéis principais: Ben Affleck e Rosamund Pike que ficou famosa em 2002 ao interpretar a bond-girl Miranda Frost no filme “007 – Um Novo Dia Para Morrer”.
Inté!

Nenhum comentário