James Bond terá uma trilogia de livros escrita por uma mulher

Nenhum comentário

O agente secreto mais famoso do cinema está mesmo mudando. Os sinais estão aí bem à nossa frente. Vejamos: Nas décadas de 60 e 70 quando James Bond estava bombando nos cinemas, primeiramente, graças a Sean Connery e depois a Roger Moore, não passava pela cabeça de ninguém que o charmoso e viril 007 pudesse ser interpretado por uma mulher ou então por um ator negro. Mas o tempo foi passando e ao chegarmos na ‘Era Bond’ dominada por Daniel Graig todas essas barreiras preconceituosas foram caindo. Tanto é que já se ventila a possibilidade de 007 ser, futuramente, vivido por uma mulher nos cinemas, inclusive em “007 – Sem Tempo Para Morrer”, último filme de Graig no papel do agente inglês, uma mulher acaba assumindo o manto do agente secreto. A prova maior de que essas barreiras estão sendo rompidas é que a n ova 007 da produção cinematográfica é uma atriz negra, a excelente Lashana Lynch que ficou conhecida por interpretar Maria Rambeau, a melhor amiga de Carol Denvers no filme “Capitã Marvel” (2019).

Mas os paradigmas estão caindo por terra não apenas nas telonas mas também nos livros. Prova disso é que o próximo livro sobre 007será escrito por uma mulher. Verdade!

Daniel Graig e Lashana Lynch

A escritora britânica Kim Sherwood, de 32 anos, anunciou que está escrevendo uma nova trilogia de romances de James Bond. Segundo informações da BBC, a autora será a primeira mulher a escrever sobre o personagem e pretende dar uma “perspectiva feminista” à história, a fim de modernizar e expandir o universo 007.

Ainda de acordo com o site, o objetivo é continuar a história a partir do último filme da franquia - ‘007- Sem Tempo Para Morrer’ - quando o espião... Bem, melhor ficar calado; não quero soltar spoiler e muito menos revelar o final do filme. Sendo assim, basta dizer que a nova história de 007 prosseguirá a partir do final do filme.

Escritora britânica Kim Sherwood

A contratação de Sherwood contou com a concordância de todos os membros família de Ian Fleming, responsáveis pelo espólio do criador icônico agente secreto. Vale lembrar que depois da morte de Fleming, vários autores continuaram sua obra, mas esta é a primeira vez que uma mulher vai escrever as aventuras de Bond. 

Sherwood declarou ao jornal The Times: “Quando era adolescente, eu escolhi Fleming quando meu professor de inglês nos pediu para escrever sobre um autor que eu admirava — eu ainda tenho o boletim da escola. Desde então, eu sonho em escrever James Bond“.

O primeiro volume da trilogia deve ser lançado em setembro de 2022. Sherwood escreveu apenas um romance até agora, o elogiado e premiado Testament.

Como Já assisti - ‘007- Sem Tempo Para Morrer’ e estou a par do seu final, confesso que a minha curiosidade com relação a sequência da história é grande. E como sou leitor de carteirinha estou ainda mais feliz que essa sequência chegará no formato de um livro e não de um filme.

Aguardemos.


Nenhum comentário