Visões da Noite – Histórias de Terror Sarcástico


A impressão que tenho é que Ambrose Bierce pregou uma baita peça em seus leitores ao publicar alguns contos. Acho que ele já estava tramando tudo, tudinho; coisa do tipo: “Quero só ver a cara deles quando lerem esse conto!”
Deixe-me explicar melhor. Em muitas narrativas do autor – considerado um dos mestres da literatura de horror americana, junto com H.P. Lovecraft e Edgard Allan Poe – algum personagem sempre acaba desaparecendo sem deixar traço – ou, ainda mais horripilante, deixando para trás indícios de sua presença assombrada. Ocorre que o próprio autor desapareceu dessa mesma maneira. É verdade! No verão de 1913, aos 71 anos, velho, amargo e doente, mas ainda uma lenda viva da literatura de horror, Ambrose Gwinnet Bierce armou a cena final em que escaparia da civilização de uma forma semelhante aos seus contos. Ele partiu para o México, na época da Guerra Civil, e simplesmente, sumiu. Nunca mais se soube o que aconteceu com ele.
As especulações foram muitas, mas ficaram apenas nisso. Sabe-se apenas que um dia ele anunciou que iria para o México de Pancho Villa, mergulhado numa sangrenta guerra civil. Alguns disseram que o escritor, mal de saúde, tendo recebido a notícia de que lhe restava pouco tempo de vida, suicidara-se. Houve quem garantisse que ele teria se atirado do Grand Canyon. Outros afirmavam que ele desafiara a morte nas batalhas que aconteceram no México.
Ambrose Bierce
A verdade é que nunca se soube o que aconteceu com ele e o seu corpo nunca foi encontrado. Este sumiço misterioso pode ter sido o seu último gesto de humor negro: ‘deu a si próprio o destino de seus personagens’.
Por isso, as vezes paro para pensar se Bierce não planejou tudo isto com muita antecedência: “escrevo vários contos de terror sobre desaparecimentos misteriosos e depois de algum tempo, eu mesmo desapareço misteriosamente num ‘grande finale’ macabro”.
Heloísa Seixas
Os 14 contos do autor organizados e traduzidos pela escritora e jornalista Heloísa Seixas são ótimos e acredito que ela deva ter escolhido o melhor de Bierce. Por que eu penso assim? Simples. Todos os 14 contos são de qualidade e conseguem prender a atenção do leitor com direito a arrepios e calafrios. E sabemos, que essa virtude é muito rara num livro de contos, onde nem todos conseguem se salvar. Outro detalhe que achei interessante nesta antologia de histórias curtas é que Seixas deu preferência para aqueles contos, que apesar de gelarem a espinha do leitor, também apresentam um enredo ou final sarcástico com Bierce muitas vezes zombando ou rindo de situações tétricas e horripilantes. Isto explica o subtítulo da obra: “Histórias de terror sarcástico”.
Vamos à um pequeno resumo dos 14 contos do livro que eu adorei.
01 – Um incidente na ponte de Owl Creek
Neste conto publicado pela primeira vez em 1890 no jornal ‘The San Francisco Examiner’, somos transportados para a época da Guerra Civil Americana, onde um homem está prestes a ser enforcado na ponte de Owl Creek. Com a corda no pesco, a vítima faz um flashback de sua vida, possibilitando que o leitor conheça os  motivos de sua prisão e condenação. Mas no momento da execução, a corda se rompe e o homem cai num rio e consegue escapar. Mas será que a corda, de fato se rompeu? Será que ele, de fato, conseguiu escapar? O final é surpreendente.
02 – Naufrágio virtual
Conto curtíssimo com menos de seis páginas, mas muito impactante. Um comerciante encontra-se com uma moça muito bonita num navio a vapor. Durante a viagem, a embarcação afunda e o rapaz acaba recendo uma estranha mensagem enviada telepaticamente pela moça. Somente no final é que ele vai descobrir quem é a misteriosa personagem e o significado da mensagem recebida.
03 – Luar sobre a estrada
Narra em epístolas a história de um crime passional. Um marido decide testar a fidelidade da esposa ao desconfiar que está sendo traído e acaba matando-a. A partir daí, os personagens envolvidos na trama – marido, filho e esposa assassinada – começam a descrever os fatos envolvendo a tragédia. No final, após o depoimento da mulher morta, ficamos sabendo o quanto o seu marido estava enganado.
04 – Aparições
Seleção de seis contos curtos que abordam tema semelhante: aparições. As histórias giram em torno de pessoas que já morreram e voltaram para assombrar os seus algozes ou então avisar algum amigo de um perigo eminente.
05 – O ambiente adequado
Um leitor é desafiado a ler uma obra de terror considerada a mais assustadora já escrita por determinador autor, amigo seu. Ocorre que ele é desafiado a ler esse livro à partir da meia-noite, sózinho e numa casa considerada mal assombrada, da qual todos os moradores da região passam longe, mesmo durante o dia. O final é fantástico. Algo assim: “nada é o que parece”. Um dos melhores contos do livro.
06 – Um dos gêmeos
Por serem muito parecidos, dois irmãos gêmeos tem o hábito de pregar peças em outras pessoas, mas no momento em que conhecem uma moça excepcionalmente bela, algo não muito agradável acaba acontecendo com um deles...
07 – No limiar do irreal
Cara, confesso que esse conto me perturbou. Fiquei com medo de algumas pessoas que se dizem hipnotizadoras, magos, mágicos ou o escambau a quatro. Eu heimm! Numa noite escura, um viajante decide dar carona para um sujeito chamado Dr. Dorrimore, o tal do hipnotizador. Meu, que cara mais sinistro! Vocês nem imaginam do que ele é capaz.
08 – Casas espectrais
Mais uma seleção de contos curtos de Bierce; sete ao todo. Como o próprio título diz, os contos se referem a casas mal assombradas e as conseqüências – quase sempre nada agradáveis – para aqueles que decidem explorá-las. Apesar de todas as histórias serem boas, três me agradaram muito: “A Janela Fechada” com um final surpreendente e sarcástico bem ao estilo de Bierce; “Na casa do velho Eckert” e “A Casa Assombrada” que aborda desaparecimentos misteriosos de pessoas que se aventuram nessas casas.
09 – Os Olhos da Pantera
É, na sua essência, uma história de loucura… ou talvez algo consideravelmente mais estranho. É, de qualquer das formas, um conto misterioso, com algumas surpresas, e que cativa principalmente pelo seu tom sombrio. Um rapaz se apaixona por uma mulher que carrega uma terrível maldição. Ele não irá descansar, enquanto não descobrir o medonho segredo de sua amada.
10 – O Segredo da Ravina Macarger
Outra narrativa de casa mal assombrada. Certa noite, um caçador muito cansado decide parar para repousar em uma casa abandonada localizada numa ravina distante da cidade. Durante a madrugada ele sonha com um misterioso casal que supostamente morava na casa quando ocorreu uma tragédia. No final do conto, ao se encontrar com um amigo que conhece a ravina, ele fica sabendo, com surpresa, quem é o casal e também detalhes da tragédia que aconteceu no local.
11 – O homem saindo do nariz
O tal homem mora numa casa semelhante a cabeça de uma pessoa, onde os olhos são duas janelas circulares, o nariz é a porta e a boca uma abertura logo abaixo, no local de onde foi retirada uma tabua de madeira. Todos os dias, no mesmo horário, esse homem sai pelo nariz... quer dizer, pela porta da casa para ir até uma rua e ficar observando, durante um longo período, uma antiga construção. O conto explica o motivo dessa atitude do personagem. Não se trata de uma história de terror, mas de sofrimento do personagem, nem por isso deixa de ser boa.
12 – A morte de Halpin Frayser
Um homem chamado Halpin Frayser se descobre perdido numa floresta e após explorar o lugar se vê face a face com uma ameaça tão mais assustadora do que a própria floresta. Esta nova ameaça não pertence ao mundo dos vivos. Um conto misterioso, envolvente e com um final onde o autor não se preocupa em explicar o inexplicável, deixando para os leitores tirar as suas próprias conclusões.
13 – Cruzando o umbral
Seleção de cinco contos que abordam o tema preferido de Bierce: desaparecimentos misteriosos. Parece que o autor parecia fixar-se em alguns assuntos, escrevendo por várias vezes histórias parecidas sobre um mesmo tema. Sua obsessão sobre desaparecimentos sem explicação chegou a tal ponto que, nos últimos anos de vida, colecionava relatos de sumiços misteriosos. Nesta coletânea, alguns contos metem um ‘medaço’ danado na gente; daqueles que provocam calafrios, apesar da dose de sarcasmo.
14 – Visões da Noite
Conto interessante onde Bierce narra em detalhes alguns de seus sonhos. Caraca, cada sonho macabro que o sujeito tinha! Destaque para o conto onde ele sonha com a própria morte.
Enfim, gostei demais do livro, pena que o mesmo já esteja esgotado em todas as livrarias e só possa ser encontrado nos sebos à preços bem salgados. No portal da Estante Virtual, por exemplo, só existem dois exemplares cadastrados (R$ 70,00 e R$ 83,63).
Ok, e como geralmente sempre temos o hábito de deixar as melhores notícias para o final, lá vai: recomendo para a galera que esteja interessada em adquirir “Visões da Noite – Histórias de Terror Sarcástico” - que já começa a entrar para o ról das obras em extinção – que dê uma olhadinha no Mercado Livre. Vi um exemplar por lá, enquanto escrevia esse post, por apenas R$ 50,00.
Valeu!

3 comentários

  1. Adquiri este livro na estante virtual faz uns 3, 4 anos por menos de 20 reais, mas ainda não o li !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que sorte, Maurilei!! Hoje, ele se transformou numa obra rara. Leia, é muito bom.
      Abcs!

      Excluir
    2. Já está na minha lista de leituras!!

      Excluir