sábado, 24 de outubro de 2015

Harry Potter e a Pedra Filosofal

E como promessa é divida, certamente terei de cumpri-la, mas cumpri-la com louvor e feliz da vida. Há alguns dias publiquei um ‘mea-culpa na fanpage do blog, reconhecendo a minha omissão com relação a Harry Potter, uma das melhores sagas que já li em minha vida. Pois é, mesmo tendo amado os sete livros, não resenhei nenhum deles. Caramba, que falha! Por isso, para amenizar esse tremendo ‘furo n’água’ decidi fazer um desafio literário: ler de maneira dinâmica todos os livros do menino bruxo e depois publicar as respectivas resenhas. Nada mais justo, não é?. Sei lá, acredito que seja uma forma de espiar o meu ‘pecado mortal’... o da omissão (rs).
Quero aproveitar para agradecer o Príncipe Charles. É! Aquele mesmo que era casado com Diana Spencer ou simplesmente Lady Di (como era mais conhecida), que morreu num acidente de carro. Mas o que o Duque da Cornualha (ôooo nomezinho de cidade suspeito!) tem a ver com tudo isso. Simples galera. Foi o tal príncipe ou duque, tanto faz, que há aproximadamente uma década e meia me incentivou a ler Harry Potter. Lembro que na época o cara estava em alta na mídia. Só dava ele e a sua ‘mulher-princesa’. Certo dia, um jornal publicou a notícia que um dos livros de cabeceira do sujeito era “Harry Potter e A Pedra Filosofal”.
- Mil vezes caraca!! Como um príncipe, um homem tão austero e sério iria ler um livro desses – exclamei – já que na minha vã filosofia, Potter e toda a sua magia não passava de literatura infantil. Então, movido pela curiosidade, comprei o livro e embarquei na viagem ao mundo mágico de Hogwarts.
Cara, me surpreendi! “Zilhões de vezes obrigado grande príncipe da Cornualha!” (olha o nomezinho suspeito de novo aí!). “Harry Potter e a Pedra Filosofal” é fantástico. Depois de devorá-lo, não pensei duas vezes em adquirir os outros seis volumes que são tão fantásticos quanto o primeiro.
Costumo dizer que você não lê as aventuras de Harry Potter, mas simplesmente, as devora com avidez. Considero-me um leitor de sorte, já que li os sete livros da saga antes de assistir aos filmes. Portanto, pude aproveitar cada segredo contido nas entrelinhas das obras literárias, antes que as produções cinematográficas os detonassem com spoillers.
“Harry Potter e a Pedra Filosofal é o início de tudo. O livro serve de introdução aos personagens principais: Harry, Hermione Granger, Ron Weasley, Draco Malfoy, Severo Snape, Dumbledore, Voldemort e tantos outros. A leitura do livro é fundamental para que você possa seguir lendo os demais da saga, pois tudo começa nele, a infância de Harry, a tragédia envolvendo seus pais, sua iniciação na escola de bruxaria de Hogwarts, seus primeiros laços de amizade, o surgimento de Voldemort, etc. A autora britânica J.K. Rowling escreveu sete livros dependentes um do outro.
Harry Potter é um garoto comum de 11 anos que após a morte de seus pais passou a morar com os seus tios e o primo. Eles tratam Harry muito mal, como um verdadeiro estorvo, tanto é que ele vive num armário debaixo da escada da casa. Mas a sua vida muda quando ele é resgatado por uma coruja e levado para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Lá ele descobre tudo sobre a misteriosa morte de seus pais, além de aprender a jogar quadribol que é uma versão do jogo de futebol com os jogadores atuando sobre vassouras de bruxos.
Com ajuda de seus amigos Rony e Hermione ele enfrenta Lord Voldemort,  considerado o mais poderoso bruxo das trevas dos últimos tempos, que muitos anos antes matou os pais de Harry, e falhou quando tentou matar o garoto que na época tinha apenas um ano.

Um livraço para todas as idades!

2 comentários:

  1. Acho bacana essa ideia, Jam.

    Também tenho imensa vontade de reler a saga completa. Quem sabe quando o tempo permitir!

    Harry Potter, sem dúvida, serviu de influência para muitas pessoas que não liam e, após conhecerem a obra, tornaram-se leitoras assíduas.

    Só um adendo: o nome correto é Voldemort.

    Abraços, até a próxima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo adendo. De fato, o 'r' havia entrado no lugar errado do Voldemort enquanto digitava o texto. Concordo com você, Tex. Muitas pessoas ingressaram no mundo da leitura graças a saga criada por J.K. Rowling.
      E quando puder reler, faça isso. Vale a pena!
      Abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...