A volta de “A Metade Negra” e “Trocas Macabras” merecem vários novos posts


Está bem. Podem me chamar de chato, me taxar de blogueiro sem criatividade, gritar na minha orelha que eu só sei repetir posts. Falem o que quiser e gritem à vontade, mas mil perdões porque, novamente, irei ‘tocar’ num assunto que já abordei há pouco tempo no blog: os dois super relançamentos de Stephen King que a Suma de Letras prometeu para 2019. Sabem quais? Pera um pouquinho... deixe-me soltar, primeiramente, aquele prazeroso Iahuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!! Cara, estou me referindo à “Metade Negra” e “Trocas Macabras”. Simplesmente isto!
E podem continuar me excomungando porque até a chegada dessas duas obras nas livrarias, certamente, irei repetir o assunto em novos posts.
Só mesmo quem vive o “Universo Kingniano” para entender o motivo de tanta euforia e reiteração da parte desse humilde blogueiro. Os dois livros escritos pelo mestre do terror e lançados pela editora Francisco Alves no início dos anos 90 tornaram-se, atualmente, verdadeiras raridades. 
Até há pouco tempo, em minhas zapeadas pela ‘dona Web’ só havia conseguido localizar cinco exemplares de “Trocas Macabras” – dois na Estante Virtual e três no Mercado Livre. Os dois da Estante custavam R$ 437,00 e R$ 444,00, enquanto os do Mercado Livre estavam avaliados em R$ 250,00, R$ 500,00 e R$ 595,00. Com relação “A Metade Negra”, apesar de mais baratos, os preços dos únicos nove exemplares me assustaram: R$ 80,00 o mais barato e R$ 200,00 o mais caro. Deu pra entender a importância dos relançamentos dessas duas obras pela Suma? Deu pra captar o motivo de tanta euforia? Agora me respondam tenho ou não tenho o direito de escrever quantas vezes quiser sobre esse assunto?

Ontem, dei uma nova zapeada nas livrarias virtuais e descobri que os valores de “Trocas Macabras” – talvez por causa do anúncio dos relançamentos feitos pela Suma – sofreram uma pequena redução, mas mesmo assim, continuam salgados: o mais barato teve uma redução de R$ 101,00, passando dos amargos R$ 250,00 para os ainda amargos de R$ 149,00. Quanto ao mais caro, R$ 595,00, caiu para R$ 445,00. Acredito que futuramente quando a Suma de Letras começar investir forte na divulgação desses dois relançamentos, os preços dos livros antigos despencarão.
“Trocas Macabras” foi escrito originalmente em 1991e conta a história de um misterioso personagem chamado Leland Gaunt que decide abrir uma pequena loja na cidade de Castle Rock onde, em troca do objeto de desejo dos moradores, eles devem prestar um pequeno favor ao vendedor. Em pouco tempo fica evidente que nessas trocas macabras os preços pagos pelos moradores de Castle Rock serão altos demais.
“A Metade Negra” que será relançada com o título de “A Metade Sombria” foi escrito em 1989. King conta a saga do escritor Thad Beaumont, autor de uma série de sucesso assinada sob o pseudônimo de George Stark.  Decidido a abandonar a conhecida série de livros, Thad enterra seu pseudônimo, com direito a um velório e um túmulo no cemitério local. Mas quando pesadelos terríveis passam a atormentá-lo, além da ocorrência de assassinatos brutais que parecem querer vingar a morte do fictício  George Stark, Thad precisa descobrir por que é tão difícil manter enterrada a parte mais sombria de si mesmo.
A Suma não definiu as datas de lançamentos dessas duas preciosidades, só garantiu que elas chegam no começo de 2019. Que esse começo do próximo ano chegue logo.
Valeu galera! Tô aqui na expectativa.


2 comentários

  1. Trocas Macabras está entre os meus preferidos do mestre!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não tive oportunidade de ler nenhum dos dois (Trocas Macabras e A Metade Negra) ansioso pela vinda dos dois.

      Excluir