Cinco livros que serão lançados em 2021 com expectativa de sucesso

Nenhum comentário

Cara, bêbado como um peru, com uma ressaca desnorteadora. Daquelas que te deixam tonto com a sensação de uma zambumba vomitando uma batucada loucamente frenética há milímetros de sua orelha. É assim que me sinto neste final de ano. Caráculas! Caiu tudo de uma vez! Prazo de migração de AM para FM, da empresa onde trabalho, quase estourando; redução do quadro de funcionários e consequentemente aumento de trabalho para aqueles que foram salvos pelo gongo; elaboração de novos programas jornalísticos; reuniões e mais reuniões, tanto presenciais quanto  virtuais; tudo isso regado há muita tensão. E advinha quem mais sofreu as consequências dessa avalanche de... não de problemas, mas digamos de... situações imprevistas e tensas? Se você respondeu que foi o blog, acertou na lata.

Peço mil perdões para todos que acompanham esse espaço há quase dez anos, mas não tive tempo sequer para abrir a interface do Livros e Opinião ou então a caixa de e-mail para interagir com os leitores que sempre escrevem comentando sobre as minhas postagens. Escrever um post, então, nem pensar. Já estava prevendo de que tudo isso iria acontecer neste mês, tanto é que cheguei a avisar a galera de que postaria menos em dezembro (ver aqui), mas não imaginava que o menos seria tão menos assim,

Mas o tempo de sufoco está terminando. O ritmo em meu trabalho está voltando, aos poucos, ao normal e se Deus quiser, a partir de janeiro recuperarei o ritmo normal de postagens no Livros e Opinião, publicando em torno de dois ou três posts por semana, como de hábito.

Neste domingo, quando acordei, disse para Lulu que precisava escrever alguma coisa no blog, apesar da conclusão pendente de um projeto profissional que tenho de terminar ainda hoje, de qualquer maneira. Por isso, estou aqui digitando essas linhas e confesso que me sinto muito bem: leve, tranquilo, nada tenso, pois estou fazendo algo que gosto muito. Tão logo conclua essa postagem, estarei interagindo com os leitores do Livros e Opinião que enviaram os seus comentários, críticas e sugestões no email ou no blog, prometo. Mas vamos ao que interessa. No texto de hoje vou falar escrever sobre cinco livros que serão lançados em 2021 com chances de se tornarem grandes sucessos de vendas. Vamos a eles?

01 – É Assim Que se Perde a Guerra do Tempo (Amal El-Mohtar e Max Gladstone)

Este livro da escritora canadense Amal El-Mohtar e do escritor americano Max Gladstone arrancou rasgados elogios da crítica americana. Lançado nos States em meados de 2019, É Assim Que se Perde a Guerra do Tempo se tornou em período recorde um dos livros mais vendidos nos Estados Unidos e agora, a editora Companhia das Letras através do seu selo Suma traz para o Brasil, com lançamento previsto para 8 de fevereiro. A obra chegará chic nu urtimo, toda em capa dura; projeto gráfico especial, incluindo páginas com papel de altíssima qualidade; além de um pôster de brinde. Uma edição que irá agradar em cheio os colecionadores.

Este livro de ficção científica venceu os prêmios Hugo, Nebula e Locus provando todo o seu poder de fogo.

Os autores narram o destino de duas viajantes do tempo rivais, conhecidas apenas como Vermelho e Azul, que se apaixonam e precisam mudar o passado para garantir um futuro juntas. Elas viajam de um lado para outro no tempo, alterando a história de múltiplos universos em nome de seus impérios guerreiros. No início, Vermelho e Azul são rivais aguerridas, mas depois ambas acabam se apaixonando até que o comandante de uma delas descobre e então determina a execução da rival. Mas muitas surpresas e reviravoltas estão reservadas nesse enredo.

Ficha Técnica

Data de Lançamento: 8 de fevereiro de 2021

Editora: Suma

Autores: Amal El-Mohtar e Max Gladstone

Tipo de Capa: Dura

Páginas 192

02 – Rosa da Meia-Noite (Lucinda Riley)

Tudo bem que não se trata de uma novidade literária já que o livro foi publicado há seis ano pela editora Novo Conceito, mas agora, Rosa da Meia-Noite chega como diz o velho ditado: babando. Em 2014, a obra não tinha capa dura e muito menos, marcador de página em metal; agora tem.

À exemplo de É Assim Que se Perde a Guerra do Tempo, o relançamento da Arqueiro também é uma verdadeira obra de colecionador para se destacar em qualquer estante de livros.

Confira a sinopse fornecida pela editora: “Vinda de uma família nobre mas empobrecida, Anahita nutre uma forte amizade com a obstinada princesa Indira, filha do marajá. Escolhida para ser sua acompanhante oficial, ela vai para a Inglaterra com a amiga logo antes do início da Primeira Guerra. Lá, conhece Donald Astbury – o relutante herdeiro de uma magnífica propriedade – e sua mãe manipuladora.

Noventa anos depois, Rebecca Bradley é uma estrela de cinema americana reverenciada por todos. Quando seu turbulento relacionamento com o namorado famoso toma um rumo inesperado, ela fica aliviada por poder se refugiar da mídia em Dartmoor, uma remota região britânica, para gravar seu novo filme.

Logo após o início do trabalho no decadente casarão de Astbury Hall, chega à locação Ari Malik, bisneto de Anahita, buscando investigar o passado de sua família. É então que ele e Rebecca começam a desvendar os segredos sombrios que há tempos assombram a dinastia de Astbury...”

Não lhes parecem aqueles romances épicos que atravessam gerações com o poder de tirar o fôlego dos leitores? Pois é, vamos aguardar a chegada de 15 de janeiro para conferir.

Ficha Técnica

Data de Lançamento: 15 de janeiro de 2021

Editora: Arqueiro

Autora: Lucinda Riley

Tipo de Capa: Dura

Páginas 544 páginas

03 – A Alpinista: Sexo e Corrupção na Alemanha Nazista (Márcio Pitliuk)

Márcio Pitliuk é um profundo conhecedor da II Guerra Mundial e um dos maiores especialistas brasileiros do Holocausto. Também realiza encontros com Sobreviventes do Holocausto, Ciclos de Debates e escreve artigos para veículos de comunicação.

Em 2011 foi o idealizador e co-autor do longa metragem “Marcha da Vida”. Dois anos depois, foi roteirista, co-diretor e co-produtor do filme “Sobrevivi ao Holocausto” muito elogiado pela crítica.

É um dos maiores especialistas no Brasil sobre o Holocausto, tendo realizado mais de 100 palestras sobre o tema.

No romance ficcional A Alpinista: Sexo e Corrupção na Alemanha Nazista, Pitliuk narra a saga da personagem Hannelore Schultz que é dona de uma beleza e de um poder de sedução incomparáveis. De origem humilde e com grandes ambições, desde muito cedo lança mão desses atributos para, degrau por degrau, alcançar seus objetivos. Sua longa e perigosa escalada a leva do pequeno vilarejo alemão onde nasceu para a capital Berlim, onde se vê envolvida com altos oficiais do Terceiro Reich. A Segunda Guerra, Berlim e os campos de extermínio são alguns dos cenários desse romance sensual e cheio de reviravoltas.

Ficha Técnica

Data de Lançamento: 28 de janeiro de 2021

Editora: Vestígio

Autor: Márcio Pitliuk

Tipo de Capa: brochura

Páginas 240 páginas

04 - Clube do Livros dos Homens (Lyssa Kay Adams)

O enredo de Clube do Livro dos Homens escrito por Lyssa Kay Adams foi elogiado pela crítica literária do jornal The New York Times que o classificou como “uma história linda, um retrato honesto e esperançoso do empenho para se manter um casamento.”

Adams conta as peripécias de Gavin Scott, um astro do beisebol, devotado ao esporte. No auge de sua carreira, ele descobre um segredo humilhante: a esposa, Thea, sempre fingiu ter prazer na cama. Magoado, Gavin para de falar com ela e acaba piorando o relacionamento, que já vinha se deteriorando. Quando Thea pede o divórcio, ele percebe que o orgulho e o medo podem fazê-lo perder tudo.

Desesperado, Gavin encontra ajuda onde menos espera: um clube secreto de romances, composto por alguns dos seus colegas de time. Para salvar seu casamento, eles recorrem à leitura de uma sensual trama de época, ‘Cortejando a condessa’. Só que vai ser preciso muito mais do que palavras floreadas e gestos grandiosos para que Gavin recupere a confiança da esposa.

Ficha Técnica

Data de Lançamento: 15 de janeiro de 2021

Editora: Arqueiro

Autora: Lyssa Kay Adams

Tipo de Capa: brochura

Páginas 320 páginas

05 - O Conde Que Eu Arruinei (Scarlett Peckham)

Algumas pessoas que leram O Duque Que Eu Conquistei, primeiro livro da série Os Segredos de Charlotte Street, chegaram a compará-lo com 50 Tons de Cinza, pelo menos nas cenas de sexo, o que, cá entre nós, foi um verdadeiro chamariz para alavancar as vendas da obra que explodiu em vários países, incluindo o Brasil. Resultado: super-animada com o sucesso de vendas de O Duque Que Eu Conquistei, a autora Scarlett Peckham não dormiu no ponto e em pouco tempo lançou o segundo livro da série intitulado O Conde Que Eu Arruinei que chega nas livrarias brasileiras em janeiro.

Peckham dá sequência à história do casal Lady Constance Stonewell e Julian Haywood, o conde de Apthorp. Neste segundo livro, após, sem querer, ter arruinado o futuro de Julian, com sua coluna de fofocas, Constance faz a única coisa que resta a uma dama honrada: se oferece para casar com ele. Ou, pelo menos, para encenar um noivado às pressas e, assim, salvar a reputação do coitado.

Mesmo que isso signifique passar um mês inteiro na companhia do sujeito mais sem graça da Inglaterra, um homem que condena todos os prazeres que ela mais adora.

Agora os dois têm um mês para limpar o nome dele e convencer a sociedade de que estão perdidamente apaixonados. Ao longo desse tempo, Constance percebe que, por trás da fachada tediosa, seu falso pretendido é muito mais interessante do que ela poderia imaginar.

Só que conseguir o perdão dele e convencê-lo a levar o teatrinho para a vida real vai ser o plano mais difícil de todos os que Constance já criou. E, segundo a sinopse da editora, o mais delicioso também.

Detalhes: as leitoras vão adorar o brinde que acompanha o livro da Arqueiro. Anotem aí: um colar com dois pingentes. Chic, não é mesmo?

Ficha Técnica

Data de Lançamento: 15 de janeiro de 2021

Editora: Arqueiro

Autora: Scarlett Peckham

Tipo de Capa: Brochura

Páginas 320 páginas

Taí galera, espero que tenha ajudado com essas sugestões de leitura para 2021. Ah! E desculpem, novamente, pelo atraso nas postagens neste mês de dezembro.

Inté!

 

Nenhum comentário