“A Máquina do Tempo” de H.G. Wells chega às bancas em edição luxuosa preparada pela Suma de Letras


Li “A Máquina do Tempo” de H.G. Wells há muitas décadas. Ainda era um pré-adolescente quando aquela edição de 1972 da Ediouro caiu em minhas mãos. Lembro-me de um professor de literatura que sempre dizia: “conhecemos uma boa história, quando os anos passam e ela fica em nossa memória”.
Pois é, acredito que “A Máquina do Tempo” se enquadra nessa categoria porque apesar dos anos passados, muitos trechos do enredo de Wells ainda estão guardados na minha cabeça. Tão bem guardados que após ter visto, recentemente, a adaptação cinematográfica de 2002 acabei exclamando no final da exibição: “Pera aí! Este filme não foi baseado no livro!!”.
Gostei tanto do livro que li nos meus 15 ou 16 anos que acabei comemorando -  e muito – a idéia da Suma de Letras em relançá-lo com uma nova roupagem. E quando digo nova roupagem estou me referindo a capa dura, páginas com textura de qualidade, ilustrações, nova tradução e outras  ‘cositas mas’.
O livro de Wells escrito em 1895 – que desembarca nas livrarias no dia 23 de junho - pode ser considerado o primeiro e o mais famoso sobre viagem no tempo. A trama gira em torno de um cientista, conhecido apenas com ‘viajante do tempo’, que vivia no final da época vitoriana e que após criar uma máquina do tempo decide viajar até o ano de 802.700, onde encontra um mundo completamente distópico.  Ele acaba indo parar numa época onde as criaturas parecem viver de maneira harmoniosa, bem diferente da sua época, ou seja, a Londres do século XIX. O cientista começa, então, a estudar as tais criaturas com o objetivo de desvendar-lhes os segredos e regressar logo em seguida para o seu tempo, mas... a sua máquina acaba sendo roubada, ‘entonce’ ... tudo se complica para o viajante do tempo.
Resumidamente, é este o enredo da obra que encantou gerações de leitores.
Wells aproveita esse mundo distópico para atiçar a nossa curiosidade: “ como seria o mundo num futuro distante?”.
A edição especial da Suma de Letras terá ilustrações inéditas, nova tradução, extras e prefácios e notas de Braulio Tavares.
Agora é só aguardar 28 de junho e fazer a festa!

Detalhes Técnicos
Título original: THE TIME MACHINE
Tradução: Braulio Tavares
Capa: Claudia Espínola de Carvalho
Páginas: 168
Formato: 16.10 X 23.60 cm
Peso: 0.417 kg
Acabamento: Capa dura
Lançamento: 18/06/2018
ISBN: 9788556510686
Selo: Suma de Letras


Nenhum comentário