segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

O combate final do velho Kid



Olha, juro que não quero ser down ou então um atirador de baixo astral, mas infelizmente, a Morte à quem apelidei em meus posts de “Sênior Destino” nos deixa assim. Prometo que irei fazer de tudo para não estragar esse texto com linhas lamentosas, melodramáticas e chorosas, mas cara, vai ser muito difícil porque, afinal de contas perdi meu querido, meu velho, meu herói: o grande Kid Tourão que ao longo desse quatro anos de existência do “Livros e Opinião”, alegrou tantos posts.
O Kid já vinha duelando contra o temível “Sênior Destino” há vários anos e nesse período sempre levou a melhor. Foram lutas homéricas e que valeram várias balas sem seu corpo, algumas de raspão e outras quase certeiras, mas ele também deu o troco, com tiros doídos no inimigo, conseguindo assim, ludibriá-lo, pelo menos, até ontem quando o Kid Touro acabou sendo atingido mortalmente, não sem antes ter pregado uma boa peça no “Sênior Destino”.
Nosso herói começou a passar mal em casa de onde foi encaminhado praticamente nas últimas para o Hospital da Unimed em Bauru – cujo atendimento, principalmente no que se refere a chamada rede de informações “médico/enfermagem-familiares de paciente” deixou muito a desejar, um verdadeiro desastre – e depois disso, apesar dos esporádicos períodos de melhoria, a sua saúde só foi declinando.
Certa noite, antes de partir para os braços do Pai, ele disse que tinha praticamente morrido antes de dar entrada no hospital, mas havia voltado -ao menos um pouquinho - pelo amor que ele tinha em seus três filhos. Ele revelou no ouvido de minha sobrinha: “Carla, eu já tinha ido, mas voltei para ficar um pouco mais ao lado dos meus filhos. Sei que eles ainda precisam de mim por perto; pelo menos por alguns instantes”. Caramba!! Que drible no Senior Destino!!
Depois disso, no dia seguinte, ele se foi para sempre... partiu dormindo após uma luta de tantos anos contra o seu inimigo pistoleiro que o perseguiu durante muito tempo.
E como todo cowboy do ‘velho oeste da vida’ ele também foi um galanteador, mesmo delirando por causa do sofrimento de sua doença. Certa noite ao receber a visita de uma bonita enfermeira para checar os seus sinais vitais, ele soltou a pérola: “Quer tomar um vinho?”. Então, minha cunhada que estava cuidando dele falou: -” E eu? O senhor não vai convidar?”. Ele respondeu: - “Assim que acabar de tomar o vinho com ela, eu beberei um trago com você”.
- “Touro!!! Cachaça?!! Isso é convite que se faça para uma mulher!”
Todos riram. Foi um momento da mais pura descontração, algo típido do velho.
Mas a nossa vida tem aquele vicioso ciclo chamado: “nascer-viver-morrer” que deve ser cumprido; e o ciclo do nosso herói chegou ao fim.
Ficam agora as boas lembranças que marcaram a sua vida ao meu lado e também os posts desse blog que contaram com a sua presença.
Vaya com Dios El Kid!

4 comentários:

  1. José Antonio, eu não o conheço pessoalmente - assim como não conheci Kid Tourão - mas ao longo desses quase dois anos que sigo seu blog... bem, é quase como se fôssemos amigos íntimos - pelo menos para mim. Eu acompanhei atentamente todos os "boletins médicos" que você fazia sobre a saúde do seu pai com muita atenção. Fiquei verdadeiramente chocado quando li que ele havia partido.
    No entanto, por esse post, não acredito que ele tenha perdido a batalha para o Sênior Destino. Muito pelo contrário, ele venceu todas as batalhas, inclusive a mais valiosa de todas, a que ele se inspirou nos filhos para fazê-lo. Acredite, ele se foi simplesmente porque percebeu que havia cumprido sua missão. Quantas pessoas podem ir embora com o privilégio de dizer isso pra si mesmo? Ele é uma das poucas. Pode acreditar que foi embora extremamente feliz.

    Um grande abraço, meu amigo.

    Augusto Sales

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Augusto, obrigado pelas suas palavras e considere-me também seu grande amigo. Aliás, um amigo que torce como nunca pelo retorno do seu blog, o qual acompanhava com frequência. Quanto ao Touro....cara, confesso que tá sendo muito difícil para mim... Mêo, em cada canto que bato o olho, enxergo as suas lembranças, só boas lembranças.É incrível, mas todos que conviveram com ele se emocionaram com a sua partida, até mesmo uma enfermeira acostumada com a frieza de um hospital, teve de sair do quarto para poder chorar.
      Mas a vida prossegue não é mesmo? Então, vamos tentar 'arrumar a nossa bússola" e seguir a nossa jornada.
      Um grande abraço, amigo!

      Excluir
    2. Caro Jam...

      Devo dizer que fiquei extremamente triste ao ler este post. Perder alguém que gostamos muito é indescritivelmente difícil e irreparável.

      Sentirei saudades dos posts engraçados e impagáveis que o Kid Tourão protagonizava. Mas, como disse acima o amigo Augusto, também não creio que o velho Kid tenha perdido a batalha. Não. Ele é um vencedor. Afinal, quantas pessoas vc conhece que conseguiram chegar firmes e fortes aos 90 anos, ainda com humor, ironia e alegria para distribuir? Quem chega a essa idade, é porque teve uma vida saudável, feliz e repleta de emoções e alegrias.

      E o grande Kid Tourão conseguiu isso com certeza, tendo construído uma família unida. E agora certamente ele está em um lugar melhor.

      Em nome também do pessoal daqui de casa, deixo nossos sinceros pêsames a vc e a toda a sua família.

      Um forte abraço,
      Tex

      Excluir
    3. Obrigado, de coração, Tex. Cada dia estou subindo um degrau da imensa escada da superação, mas confesso que está sendo muito difícil...
      Abcs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...