quarta-feira, 23 de outubro de 2013

O Senhor dos Anéis: As Duas Torres (Livro II)



Costumo dizer que a “Trilogia Tolkniana” – como afirmava meu ex-professor – é ascendente, ou seja, um livro é melhor do que o outro: “ASociedade do Anel” é ótimo, “As Duas Torres”, excelente e por fim “O Retorno do Rei” que é formidável. E nada mais prazeroso do que uma leitura constante, sem altos e baixos, onde o enredo consegue manter o ritmo como um cavalo de corrida. Sei que a comparação pode parecer esdrúxula para algumas pessoas, mas é assim que vejo os três livros da saga “O Senhor dos Anéis”: um cavalo manga-larga que mantém o seu ritmo, sem diminuir a corrida.
“A Sociedade do Anel”- mesmo sendo um livro de introdução à saga, onde J.R.R Tolkien leva maior parte do tempo apresentando a Terra Média e descrevendo as características dos seus personagens principais – consegue manter aceso o interesse dos leitores. Frodo, Sam, Gandalf, Aragorn e Cia são por demais interessantes e ‘gastar’, ou melhor, ‘ganhar’ tempo descrevendo-os não é pecado nenhum.
Em “As Duas Torres”, Tolkien estava livre para mergulhar de cabeça nas aventuras e peripécias de seus personagens, pois tudo o que tinha de ser explicado sobre a Terra Média e seus habitantes foi feito em “A Sociedade do Anel”. Assim, as páginas de “As Duas Torres” oferece de bandeja para a galera batalhas épicas, com atos de bravura, heroísmo e redenção. A coisa pega quando o Mago Saruman resolve unir-se às forças de Sauron (O Senhor da Escuridão) para que juntos possam dominar a Terra Média.
Se em “A Sociedade do Anel” tínhamos apenas Sauron como vilão, em “As Duas Torres”, Tolkien brinda os seus leitores com os dois cascas grossas: Sauron e Saruman.
Após a ruptura da “Sociedade do Anel”, os seus membros se dividem em dois grupos que seguem caminhos diferentes. Esta foi a deixa para que Tolkien também optasse em dividir a história em duas partes. Por isso mesmo, “as Duas Torres” tem dois ‘capitulões’. O primeiro totalmente direcionado aos hobitts Merry e Pippin, juntamente com os seus amigos Legolas, Aragorn e Gimli; e o segundo ‘capitulão’ voltado  para Frodo e seu inseparável amigo Sam.
Na história, enquanto Frodo e Sam seguem juntos em direção à Mordor com o objetivo de destruir o anel que pode trazer a guerra para toda a Terra Média; Aragorn, Legolas e Gimli seguem em busca de Merrin e Pippin que foram seqüestrados pelos orcs,
Não posso também deixar de citar a presença de dois personagens especiais que contribuem para deixar o enredo ainda mais atrativa: Smeagol que passa a seguir Frodo e Sam em sua viagem à Montanha da Perdição em Mordor; e os Ents que se juntam a Merry e Pippin no combate à Saruman.
Não vou ficar entrando em detalhes da história, mesmo porque, com certeza, a maioria da galera já leu a trilogia completa de “O Senhor dos Anéis”, incluindo, é claro, “As Duas Torres”. Dessa maneira,basta dizer escrever apenas: “leiam e se realizem!”
Fui!

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...