sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Sombras da Noite (Night Shift)



The Best. É assim que defino o livro “Sombras da Noite” que reúne uma coletânea de 20 contos do mestre do terror Stephen King. Com certeza, esse é o seu melhor livro de contos e uma das melhores obras já escrita por ele em toda a sua brilhante carreira.
Você sabe né, antologias de contos são complicadas; quase sempre tem umas historietas ruins prá caramba; e o que é pior; uns 30% dessas obras são recheadas com contos bobos ou estúpidos dos seus autores. E olha que isso é regra geral para todos os livros do gênero. Portanto, não espere comprar uma obra com 25 historias curtas escritas por um cara considerado ‘bam-bam’ pensando que as 25 serão fantásticas, de encher os olhos e a boca. Pensar dessa maneira é navegar contra a maré... é ser muito inocente, babaca, simplório e isso ou aquilo.
Bem, agora apague tudo isso que eu acabei de falar escrever, mas apague bem mesmo! Sabe por quê? Porque estou me referindo aos 20 contos de “Sombras da Noite”. Uma obra que foge totalmente do convencional, brindando os leitores com uma ‘tempestade’ de histórias incríveis, daquelas que ficam gravadas em nossa memória.
“Sombras da Noite”, simplesmente, não tem contos decepcionantes, todos eles conseguem satisfazer a legião de leitores de Stephen King. Ok, prá você não ficar pensando que estou sendo exageradamente otimista, vou dizer que dos 20 contos,  temos apenas dois medianos, mas mesmo assim, não desagradam.
Livrão, livraço, livro de aço; sei lá pessoal, definam da maneira que quiserem, o que sei é que “Sombras da Noite” é bom demais; definitivamente a melhor antologia de terror escrita por King ou... vou mais além... uma das melhores antologias de terror de todos os tempos.
Para que vocês tenham uma idéia da qualidade da obra, basta dizer que dos 20 contos, nove deles foram adaptados para o cinema: “O Ressalto” e “Ex-Fumantes Ltda, que fizeram parte do filme “Olhos de Gato”, de 1985;  “As Vezes Eles Voltam (1991), A Criatura do Cemitério (1990); O Passageiro do Futuro” (1992); Colheita Maldita (1984), adaptação do conto “As Crianças do Milharal”; Mangler – O Grito de Terror (1995); “Campo de Batalha” (na minissérie Nightmares & Dreamscapes – 2006) e Trucks – Comboio do Terror (1997).
Para que você tenha uma noção do enredo dos 20 contos do livro  resolvi publicar um pequeno resumo abaixo para ‘assanhar’ a curiosidade da moçada. Vamos lá!
01 – Jerusalem’s Lot
Conto escrito em epístolas, seguindo o mesmo exemplo de “Drácula”, de Bram Stoker. Em 1850, Charles Boone resolve se mudar para a localidade de Chapelwaite e vai morar numa casa que tem fama de mal assombra. Ele e seu criado começam a ouvir barulhos estranhos, principalmente nas paredes da casa. Boone narra, através de cartas, toda as suas experiencias  ao seu primo James, inclusive o momento em que ele decide explor o local e acaba indo parar num lugarejo chamado Jerusalém’s Lot. A partir daí o conto só vai crescendo em medo e terror até culminar com um final arrepiante... aliás, muito arrepiante... “Jerusalem’s Lot” está intimamente ligado a uma outra história famosa de King: “A Hora do Vampiro”.
02 – Turno de Cemitério
Fiquei impressionado com esse conto sobre ratos esquisitos e uma criatura maléfica que ocupam os porões de uma fábrica textil. Lembro que li o conto numa madrugada, sozinho em casa. Confesso que o negócio degringolou porque o medrosão aqui, não quis sequer se levantar da cama para ir ao banheiro fazer xixi. Ehehehe, pois é, tem contos que tem esse poder de persuassão. Na história de  King, um grupo de funcionários decide limpar os misteriosos porões da fábrica, afim de ganhar uma graninha extra. Já viu o que irá acontecer com o grupo de trabalhadores, né?
03 – Espuma Noturna
Kinga conta a história de um grupo de sobrevintes a um vírus letal que dizimou a maior parte da população mundial. Agora, eles terão de se unir para enfrentar inúmeros desafios – cada um mais perigoso que o outro – visando apenas a sua sobrevivencia neste mundo abandonado e solitário.
04 – Eu Sou o Umbral da Porta
Pretendo, brevemente, escrever um post sobre os dez contos de terror que mais me impressionaram durante toda a minha vida de leitor inveterado. Saiba que “Eu Sou o Portal” já tem presença garantida nessa lista. O conto provoca um terror visceral, daquele que prega em nosso corpo igual fumaça de churrasco e só vai sair dias depois. Creio que a história, após concluída, assustou até mesmo Stephen King. Um astronauta que voltou de uma viagem ao planeta Vênus acredita que um ser alienígencia-simbionte o está usando para sondar o planeta terra e se preparando para atacar. O tal organismo, habita o corpo do astronauta na forma de pequenos olhos em suas mãos. O homem fará de tudo para se livrar do terrível ser, nem que para isso, ele tenha que.... Bem, leia o livro é melhor!
05 – A Máquina de Passar Roupa
cartaz do filme baseado no conto de King
Ahahaha! A Marilda, empregada lá de casa, também é leitora viciada... viciada em tudo, desde Sabrina até King e passando por Nora Roberts. O motivo da graça é que certa noite em sua casa – como ela me disse – levou um baita susto quando o motor do tanquinho deu uma ‘bela’ raspada, fazendo um barulho pra lá de sinistro. Já era de noite – ela tem o hábito de lavar roupa nesse horário – e a pobre moça com o susto quebrou uma jarra novinha de cristal que escapou das suas mãos trêmulas, além de dar um grito  sufocado que mais parecia um grasnado, daqueles bem sofridos... Desculpem, mas não posso me conter ao lembrar como a Marilda me contou a sua breve aventura. É tiro e queda: caio na gargalhada! Motivo do susto da Marilda: o conto “A Máquina de Passar Roupa”. Ela tinha lido a conto no dia anterior. Mas, deixando as brincadeiras de lado, esse conto, realmente, assusta e muito! Uma máquina de passar roupa possuída decide aniquilar todos aqueles que chegam perto. Um policial descobre toda a verdade, mas ninguém acredita em sua história. Por isso, ele precisa ‘dar uma’ de Damien Karras e partir para o exorcismo contra a máquina!
06 – O Fantasma
Uma simples e inocente história de bicho-papão nas mãos de King pode provocar um medo horripilante. O conto “O Fantasma” é narrado pelo protagonista durante uma sessão com o psiquiatra. Ele procura o médico por que está atormentado pelas lembranças de um horrível monstro que se esconde de madrugada no guarda-roupa do quarto das crianças para matar os seus filhos. A história do personagem é tão absurda que o leitor pensa que o homem é louco. Todos os dias, ele se deita no divã do psiquiatra e despeja a sua história maluca. No final do conto de King, o leitor terá uma surpresa que jamais irá esperar. Algo incrível que irá gelar o sangue...
07 – Matéria Cinzenta
Inacreditávelll!!! King consegue transformar uma simples cerveja em algo assombroso, capaz de ‘botar’ medo no mais macho dos homens! Isso mesmo, aquela lourinha gelada tão desejada por todos nós, nas mãos do mestre do terror ‘vira’ uma coisa tenebrosa. PQP! O cara é bom mesmo! Nesse conto, um sujeito bebe uma cerveja num boteco, mas a dita cuja está com a data de validade vencida. O homem começa a passar mal e então vai para a sua casa, deixando para trás os amigos de bar. Ao chegar em seu lar, ele sofre uma estranha e aterradora metamorfose. É quando os seus amigos boêmios decidem sair em sua procura para saber o que aconteceu. No momento que um deles decide abrir a porta da casa do cara.... Ai... ai... ai... prepare-se para o inesperado... Depois desse conto, passei a conferir a data de validade de todas as loiras geladas que eu bebo...
08 – Campo de Batalha
Nunca me senti bem com bonequinhos homicidas. Deixe-me explicar melhor: histórias de soldadinhos, indiozinhos e o escambau a quatro que após ganharem vida saem por aí atormentado as suas vítimas de carne e osso. Esses contos me incomodam; não sei explicar o motivo, talvez porque em minha infância eu adorava brincar com esses infelizes bonequinhos e, assim, eles acabaram fazendo parte de uma fase da minha infância. Sei lá, a verdade é que essas  histórias me dão aquele friozinho na espinha. E foi isso o que aconteceu quando li “Campo de Batalha”, o oitavo conto do livro “Sombras da Noite”. Nele um assassino profissional após eliminar o seu alvo, volta para o seu apartamento e encontra um pacote com um baú de brinquedos contendo soldadinhos, tanques de guerra, mísseis, etc. O que o assassino não esperava é que esses bonecos pertenciam ao homem que ele eliminou e que agora ganham vida para vingar a morte de seu dono. O apartamento do assassino se transforma num campo de batalha e ele terá de utilizar todos os seus conhecimentos para tentar sair com vida desse pesadelo.
09 – Caminhões
`Cena do filme "Comboio do Terror"
Conto que deu origem ao filme “Comboio do Terror”, cujo roteiro para o cinema foi adaptado pelo próprio King. Imagine num belo dia, ao acordar, você descobre que o mundo dos humanos está sendo dominado por veículos! Prá ser exato: por caminhões, carretas, picapes, etc! Esses veículos ganham vida e então passam a perseguir e matar as pessoas. Em resumo esse é o tema de Caminhões. Neste conto, um grupo de pessoas fica sitiado numa loja de conveniência num posto de combustíveis, após os caminhões ganharem vida. Contexto, até certo ponto, violento, já que o autor descreve em detalhes os ‘homicídios’ cometidos pelos veículos que não perdoam e passam, literalmente, em cima de suas vítimas.
10 –As Vezes Eles Voltam
Assisti ao filme “As Vezes Eles Voltam” no início dos anos 90, em pleno advento do saudoso VHS. Êtcha nóiss! Que saudades da época da velha e boa fitona, que tínhamos de rebobinar após assistir aos filmes, já que era uma exigência da maioria das locadores de vídeo. Só fui ler o conto no qual o filme foi baseado há poucas semanas atrás. King conta a história de um professor que quando garoto ficou traumatizado ao ver o seu irmão mais velho ser espancado e morto por uma gangue. Alguns dias após o crime, todos os rapazes da gangue envolvidos no crime morreram num violento acidente. Agora, no presente, os alunos do professor começam a morrer misteriosamente e para cada aluno que morre, a vaga é preenchida por um dos assassinos do irmão do professor. O docente terá de enfrentar uma série de perigos para descobrir o mistério dessa gangue, pois só assim, terá tranqüilidade em sua vida.
11 – Primavera Vermelha
Em 1968, um assassino ataca várias garotas no campus da universidade de New Sharon, matando todas elas. Oito anos depois, o mesmo tipo de assassinato e com as mesmas características volta a acontecer no campus da escola. Tipo do conto onde o final reserva uma surpresa inesperada para o leitor. Pode conferir, vale a pena!
12 – O Ressalto
Cena de "O Ressalto", um dos contos do filme "Olhos de Gato" (1985)
O filme “Olhos de Gato” (1985), baseado em três contos de Stephen Kings, dos quais dois estão no livro “Sombras da Noite” marcou a minha geração. Assisti essa película quando era um pós-adolescente e até hoje não me esqueço das três histórias horripilantes que ainda provocam arrepios. A primeira história é sobre um grupo de fumantes anônimos que estarei comentando daqui a pouco, a segunda é sobre uma aposta completamente maluca e absurda e a última sobre um duende que todas as noites tenta roubar o ar dos pulmões de uma garotinha, mas encontra pela frente o heróico gatinho da menina que luta com garras e dentes contra o ser bestial. “O Ressalto” é a segunda história do filme “Olhos de Gato”. Um homem descobre que a sua mulher o está traindo com o seu professor de tênis. Então, ele manda o seu capanga prender o amante e levá-lo até o seu apartamento, onde oferece uma chance para o professor sair com vida. Ele terá que dar uma volta em torno de todo o 43ª andar do edifício onde o marido traído mora, se equilibrando sob o estreito ressalto do prédio. O final do conto reserva uma grande surpresa. Tipo da história, onde o leitor não consegue desgrudar os olhos das páginas.
13 – O Homem do Cortador de Grama
Achei esse conto muito bizarro, mas nem por isso, deixa de ser bom. Harold Parkette tem orgulho do jardim de sua casa e está a procura de um jardineiro que possa cuidar da área, já que a sua máquina de cortar grama está quebrada. Então, ele lê um anuncio no jornal publicado por um cidadão que se oferece para fazer esse tipo de serviço com todas as garantias. Imediatamente, ele contrata o sujeito que irá lhe deixa-lo completamente atordoado por causa do seus métodos incomuns de cortar a grama. A vida de Parkette irá se transformar num verdadeiro inferno e ele terá de lutar muito para sair com vida dessa confusão.
14 – Ex-Fumantes Ltda
James Wood (ao centro) em mais um conto do filme "Olhos de Gato"
Mais um conto que foi adaptado para o filme “Olhos de Gato”. Na minha opinião, a melhor história de “Sombras da Noite”. Um fumante inveterado resolve abandonar o vício do cigarro e para isso, procura uma agência chamada ‘Ex-Fumantes Ltda’ que utiliza métodos nada convencionais para os seus pacientes deixarem o tabagismo. Ele descobre que todos aqueles que ingressaram na agência para fazer o tratamento e acabaram tendo uma recaída sofreram conseqüências inimagináveis. Quando o vicio do desesperado fumante aperta, ele tenta ludibriar os profissionais da Ex-Fumantes Ltda, é então, que descobre o grave erro cometido.    
15 – Sei o que você precisa
Um rapaz nada atraente consegue encantar o coração de uma linda menina. Ele parece saber tudo o que a moça precisa, quais os seus gostos e os seus desejos, mas logo ela começa a desconfiar que isso não é normal, então a garota descobre o segredo do rapaz. Um segredo que faz a sua vida correr grande perigo.
16 – As Crianças do Milharal
Cen do filme "Colheita Maldita" (1984)
Conto que deu origem ao filme “Colheita Maldita”. Apesar de alguns críticos daquela época menosprezar a produção cinematográfica taxando-a de simplória, a verdade é que ela se tornou “Cult” e hoje, passou a ser encarada com outros olhos pela crítica. Estou se referindo ao filme original e não as ‘terribles’ sequencias que já devem beirar ‘umas’seis ou sete. Tanto livro quanto filme contam a história de uma cidade abandonada no meio-oeste americano, povoada por crianças psicopatas que tem como hobby eliminar todo e qualquer adulto que apareça pela frente. Nesta estranha cidade ninguém pode ultrapassar os 18 anos. Aqueles que atingem essa cidade são sacrificados. Então num belo dia, um casal em passeio de carro acaba se perdendo e vai parar na maldita cidade. Já viu o que os dois irão sofrer, não é?
17 – O Último Degrau da Escada
Conto que se enquadra melhor no gênero drama. Acho que nem poderíamos incluí-lo na categoria terror, o que prova a versatilidade de King. É a história de dois irmão que se amam e se respeitam mutuamente, mas um dia uma tragédia acaba colocando um fim nessa união. Muito bom! Gostei.
18 -  O Homem que Adorava Flores
Todos ficam admirados com um rapaz que passa pelas ruas cantarolando muito feliz e segurando um buquê de flores. Todos acreditam que ele vai ao encontro de sua amada. Será que vai mesmo??
19 – A Saideira
À exemplo de Jerusalem’s Lot, esse conto também tem ligação direta com “A Hora do Vampiro”, um dos grandes clássicos de King. Mas se Jerusalem’s acontece antes dos fatos de “A Hora do Vampiro”, funcionando muito bem como prólogo; o contexto de “A Saideira” se encaixa logo após a história do sanguessuga. Dois homens saem debaixo de uma terrível nevasca para resgatar uma família, então....
20 – A Mulher no Quarto
Esta história fecha com chave de ouro o ciclo de contos de “Sombras da Noite” e novamente, King deixa mais do que evidente toda a sua versatilidade, já que “A Mulher no Quarto” dificilmente se enquadra no gênero terror. Apesar disso, é um conto que prende o leitor da primeira a última página. Um drama agoniante. Nele, King conta o desespero de um filho que assiste a sua mãe morrer aos poucos num leito de hospital, sofrendo dores atrozes. Ele ama demais a mãe para vê-la nessa situação. Em certo ponto da história ele tem que tomar uma decisão: optar pela eutanásia ou deixar asua mãe viver...
Taí galera, um breve resumo dos 20 contos que fazem parte do livro “Sombras da Noite”. Como já disse, em minha humilde opinião, o melhor livro de contos do mestre do terror.
Você irá encontrar essa obra com facilidade em qualquer livraria, já que foi relançada pela Editora Objetiva há três anos, basta sair à caça.
Inté!

7 comentários:

  1. Meu, esbarrei com esse livro em uma Nobel anteontem. Não comprei por falta de dinheiro e agora me vem você dizendo que é a melhor coletânea do cara.

    Não cansa de ser tão cruel, não é?

    Abraço
    regthorpe.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Augusto,
      Empresta o dinheiro de alguém (tia, tio, namorada, amigo, amiga, etc) e corra para comprar o livro (rsssssss). Não vai se arrepender.
      Abcs!

      Excluir
  2. Sabe Jam, esse também é o meu preferido dos contos do King. É uma obra de arte. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aliás, uma grande obra de arte.
      Inté Bravo!

      Excluir
    2. Aqui tem todos os audiobooks desse livro que você pode ouvir onde quiser.
      https://www.youtube.com/watch?v=Bw4w_yO2TpM&t=25s&list=PLo5mYYH01mQAoQWmbtLUS3QfpDj2DfqSn&index=1

      Excluir
  3. Definitivamente vai entrar como próximo do King na minha lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos; leia sem receio, pois não se arrependerás.
      Abcs!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...