terça-feira, 6 de março de 2012

Cinco bestsellers que não foram lançados no Brasil para a decepção de muitos leitores

Não há frustração maior para um leitor inveterado do que aguardar com expectativa o lançamento de um livro e ver com freqüência a frase: “Sem previsão de lançamento no Brasil”. É na Internet, é no jornal, é na revista, é e é e mais é! A tal frase inunda todos os meios de comunicação e então a ansiedade vai aumentando... aumentando e aumentando. As semanas vão passando, os meses também e os anos idem; e o tal do livro nada de ser lançado no Brasil. Então o frustrado leitor que já está à beira de uma síncope, cai na real de que a tal obra jamais ganhará uma tradução para o português.
Vocês já pararam para pensar quantos livros famosos, por algum motivo, deixaram de ser traduzidos para a nossa língua pátria? Imaginaram quantos pobres mortais sofreram com esse fato, ou melhor... continuam sofrendo, já que o desejo de ler tais livros continua acesso na alma.
Pois é, pode acreditar, os frustrados são muitos. E entre esses frustrados está um grande amigo meu, cuja situação, serviu de inspiração para pesquisar e escrever sobre esse tema.
Cara! Como o Romualdo sofreu! Pra ser sincero, continua sofrendo! O filme que marcou a sua vida  foi “Grito de Horror”, que passou nos cinemas, se não me engano, em 1981. Lembro que a produção foi dirigida pelo Joe Dante (o mesmo de Greemlins) e mostrava uma comunidade de lobisomens que vivia isolada numa cidade e que acabava sendo descoberta por uma repórter e apresentadora de TV. Essa mesma repórter, logo no início do filme, é atacada numa cabine telefônica por um serial killer com quem marca uma entrevista, sem saber, que o dito cujo é um lobisomem dessa comunidade. O Romualdo “chora” até hoje por não ter tido a oportunidade de ler o livro. Antes de escrever esse post, ele havia dito que descobriu o romance na estante virtual (um único exempla e em inglês, é claro) e que decidiu comprá-lo. Acredite: vai pagar à uma professora de inglês para fazer a tradução das páginas!!
Esta atitude do meu amigo do coração, serviu de inspiração para preparar esse post que com certeza, ‘calará fundo’ na alma de muitos internautas que vivem o mesmo drama do Romualdo, inclusive eu... Também, quem mandou ficar só no verbo “to be” e não aprender conversação num curso avançado de inglês? (rs).
Vamos conferir cinco livros interessantes, alguns deles, verdadeiras obras de arte, que por determinados motivos que fogem da nossa compreensão não foram lançados no Brasil. Começando pelo livro do Romualdo. Vamos lá.
01 – Grito de Horror (The Howling)
        Autor: Gary Brandner
Confesso que a ansiedade do Romualdo acabou por me contagiar. De tanto falar no livro “The Howling” decidi conferir a produção de Joe Dante baseada na obra escrita. Não me arrependi. O filme é simplesmente fantástico! Após pesquisar na net, fiquei sabendo que devido a fama do primeiro “Grito de Horror”, um bando de famigerados diretores e produtores caça-níqueis decidiram criar uma franquia com mais seis filmes: um pior do que o outro. No final, da franquia mal sucedida, só se salvou o primeiro filme, esse dirigido por Joe Dante em 1981.
Como já escrevi acima, o filme é sobre uma comunidade de lobisomens que acaba sendo descoberta por uma repórter e âncora de um programa jornalístico de TV. O final do filme é angustiante e antológico. Com toda sinceridade, fica gravado na memória; passe o tempo que for.
Como a maioria das pessoas não acredita na história da bela e estonteante apresentadora, ela decide tomar uma decisão inesperada durante a exibição do telejornal. Uhauuu! Cena mais do que marcante! Agradeço o Romualdo por ter me instigado à ver o filme.
 Cena final do filme "Grito de Horror", quando a apresentadora de um telejornal
resolve... bem, melhor deixar um gostinho de "quero mais".

Quanto ao livro de Gary Brandner, foi lançado em 1977 e fez tanto sucesso na Europa que o autor acabou escrevendo outras três sequências: “The Howling II” (1979), “The Howling III: Echoes” (1985) e “Howling IV: The Original Nightmare” (1988). À exemplo da franquia de filmes, as continuações escritas de “The Howling” também não agradou a maioria dos leitores.
Se você domina uma segunda língua – aquela do ‘Tio Sam’- e se interessou pela obra de Brandner, pode encontrar o livro “The Howling” no Mercado Livre e na amazon.com. Quanto a “Howling II”, descobri um exemplar no portal da Estante Virtual (www.estantevirtual.com.br). Com relação as outras duas sequencias: “The Howling III: Echoes” e Howling IV: The Original Nightmare”, esqueça; acredito que nem tenham chegado ao Brasil.
02 – Fogo no Céu (Fire in the Sky)
        Autor: Travis Walton
Se o filme produzido em 1993 já era considerado uma raridade – principalmente agora com o fechamento do site de downloads Megaupload – imagine então, o livro. Talvez, há quase duas décadas atrás, época em que o filme foi lançado nos cinemas, ainda seria possível encontrar o livro de Travis Walton em inglês; mas agora, após todo esse tempo, é melhor abandonar a idéia. O livro é um produto extinto aqui na terrinha. Vasculhei a Internet de “cabo a rabo”, incluindo: Amazon, Bondfaro, Mercado Livre e mais uma centena de sites de compras. Resultado: nada de nada. A melhor opção encontrada foi: “produto indisponível”, o que dá alguma esperança aos leitores  que estão as raias do desespero para conseguir o livro. Mas duvido que esse livro um dia se torne disponível; mas como a esperança é a última que morre...
No livro, Walton conta como foi abduzido para uma nave alienígena na década de 70. Tudo aconteceu mais ou menos assim: Travis Walton, que na época, era um lenhador, numa pequena cidade do Arizona, voltava para casa, após um dia de trabalho, juntamente com um grupo de lenhadores. Ele teria se deparado, então, com um forte clarão vindo do interior da mata. Apesar do pavor, a curiosidade foi maior e o lenhador resolveu ir verificar o estranho fenômeno. Nesse instante, ele teria sido atingido por um raio de luz e desaparecido. Muito assustados, os seus amigos que o acompanhavam e presenciaram o fato, retornaram para a cidade e deram os seus depoimentos para as autoridades.
Cena do filme " Fogo no Céu"
A polícia não acredita na história e suspeita que Walton, na realidade, tenha sido assassinado pelo grupo de lenhadores. Dessa maneira, eles acabam sendo acusados por homicídio. Então, cinco dias após o seu desaparecimento, de maneira surpreendente, Walton reaparece dizendo que teria sido abduzido para uma nave extra-terrestre onde passou por várias experiências com seres alienígenas.
No livro, ele relata tudo o que presenciou no interior da nave extra-terrestre, incluindo as experiências das quais teria sido cobaia.
“Fire in the Sky” fez tanto sucesso entre os leitores da terra do Tio Sam que acabou sendo adaptado parta os cinemas; e apesar do baixo orçamento, o filme recebeu críticas favoráveis, tornando-se “Cult”.
03 – Quem Vem Lá (Who Goes There?)
         Autor: John W. Campbell Jr.
O livro de Campbell deu origem à um dos filmes de terror mais cultuados dos últimos tempos: “Enigma do Outro Mundo” dirigido pelo mestre John Carpenter, em 1982. Pena que o livro não teve nenhuma edição traduzida para a nossa língua. Aqueles que desejarem ler essa obra prima do terror terão de apelar para a importação.
Na época de seu lançamento nos cinemas, há 29 anos, “Enigma do Outro Mundo” provocou um verdadeiro furor. As cenas gosmentas envolvendo estranhas mutações genéticas são lembradas até hoje pela ‘patota’ da minha geração ou será que você já se esqueceu daquela tomada em que a cabeça decepada de uma pobre vítima começa a criar pernas compridas, transformando-se numa medonha e apocalíptica aranha? Brrrrrrrrrrr.... Lembro que no momento em que aquele bichinho desengonçado começou a se arrastar pelo chão na telona fechei os olhos no escurinho do cinema. Depois tive de agüentar a ‘tiração’ de sarro de alguns amigos que estavam por perto e viram o meu susto (rs).
O filme de Campbell conta a história de uma criatura alienígena que ficou enterrada, por milhares de anos, numa placa de gelo no Círculo Polar Ártico. A estranha entidade tem o poder de se transformar numa cópia perfeita de suas vítimas. Após tomar a forma de um cachorro, ela acaba sendo recolhida por um grupo de cientistas e operários de uma base localizada na Antártica. A partir daí, o ser alienígena disfarçado num inocente cão, começa a dizimar os integrantes da base, transformando-se  numa cópia fiel da pessoa morta. Recordo que o slogan promocional do filme em 1982 era o seguinte: “Você seria capaz de confiar em alguém? De ficar sozinho com alguém?”
Cena antológica de "Enigma do Outro Mundo": cabeça de uma das
vítimas do ser alienígena se transformando numa horrenda aranha
Ao contrário do filme, no livro de Campbell, a criatura é bem mais detalhada, fazendo com que o leitor tenha uma noção exata de suas características físicas na forma alienígena. Quanto ao enredo, pelo que pesquisei na Net, as diferenças entre obra escrita e cinematográfica são ínfimas.
O livro serviu também de base para o “Monstro do Ártico” que estreou nos cinemas em 1951. Outro filme muito cultuado na época.
Campbell lançou o livro “Who Goes There?” em 1938, mas ao longo dos anos, a história ganhou inúmeras outras edições, mas nenhuma delas em português. O que foi, de fato, uma pena.
04 –  Caçador da Noite (The Night Stalker)
        Autor: Jeff Rice
O livro de Jeff Rice deu origem a uma série de TV que se tornou um verdadeiro ícone da cultura pop dos anos 70. Na minha fase de pré-adolescente não via a hora de chegar as sextas-feiras, perto da madrugada, para assistir à “Kolchak e os Demônios da Noite”. Ainda bem que os meus pais não se incomodavam que eu ficasse acordado até mais tarde.
Caramba! Como eu me deliciava com as peripécias daquele sujeito metido a jornalista – com terno branco amarrotado e chapéu da mesma cor - que saia à caça de histórias sobrenaturais com a intenção de faturar alguns dólares a mais. A mesma coisa acontecia com outro menino, também fã ardoroso desse seriado, mas com uma diferença: enquanto eu estava no Brasil, ele se encontrava do outro lado do planeta. Estou me referindo a Chris Carter, na época apenas um molequinho travesso, como eu, mas que anos depois se tornaria conhecido mundialmente como o criador da famosa série de TV: “Arquivo X”. Carter não esconde de ninguém que a sua inspiração para criar os personagens Fox Mulder e Dana Scully foi o repórter Kolchak e que o enredo dos três filmes baseados no livro de Rice, juntamente com os 20 episódios do seriado de TV, foram a inspiração para os temas dos episódios de Arquivo X. 
Darren McGavin na 'pele' do repórter Kolchak
É importante lembrar que antes de inspirar uma série de TV, a história de Rice deu origem à um longa metragem lançado apenas na TV e que chegou a despertar o interesse da crítica especializada. A produção agradou tanto que chegou ter mais duas sequências.
Bem, tudo começou em meados da década de 60 quando Jeff Rice  escreveu uma história sem maiores aspirações e decidiu publicá-la num jornal de um amigo. Bimba!! A publicação “bombou” entre os leitores e Rice decidiu mostrá-la para uma editora que apostou no projeto e acabou lançando a história no formato de livro de bolso. Nascia assim: “The Night Stalker”.
Rice contava as peripécias de um repórter de Las Vegas chamado Carl Kolchak que perseguia um serial killer que na verdade era um vampiro com o nome de Janos Skorzeny. O livro teve o mesmo destino das publicações no jornal e se tornou um grande Bestseller na época; só que... à exemplo das outras obras já citadas nesse post não chegaram ao Brasil.
Uma das muitas figuras bizarras e assustadoras
 que cruzaram o caminho de Kolchak em seu
seriado de televisão
Num belo dia (belo para Jeff Rice), o diretor Dan Curtis, após ler o livro, decidiu transformá-lo em um filme e para isso, contratou o consagrado diretor e escritor Richard Matheson – autor de “A Lenda”, entre outros clássicos, para dirigir a película. O filme exibido pela ABC deu origem a outras duas continuações.
Após o sucesso dos filmes, a ABC tomou a decisão de produzir uma série de TV. Os produtores do projeto dispensaram Matheson, por causa dos altos custos, e contrataram uma equipe de redatores para criar histórias com temas sobrenaturais, tendo, sempre, o cultuado repórter Kolchak como personagem principal. Durante os 20 episódios da série “Kolchak e os Dêmônios da Noite”, desfilaram uma coletânea de zumbis, vampiros, serial killers, monstros e etc. A série terminou deixando um gostinho de quero mais. Quanto ao livro se tornou um artigo em extinção para não dizer extinto.
05 – Blaze
       Autor: Stephen King
Blaze é considerado o último livro – pelo menos até agora – escrito por Stephen King com o pseudônimo de Richard Bachman. Por esse motivo, acredito que a obra é uma verdadeira jóia rara, já que o mestre do terror dificilmente voltará a usar o “codinome” Bachman. E justamente esse “tesouro” lançado em 2007 não conta com uma edição em português.
King escreveu Blaze bem antes de “Carrie”, lançada em 1974, mas conforme ele mesmo disse, em várias entrevistas, decidiu  guardar o original da história na gaveta por considerá-la sentimental demais. Em outras palavras, King não teria gostado do que escreveu. Mas em 2007, ele teria decidido mostrar para a sua grande legião de fãs esse trabalho considerado inédito. Sinceramente, não sei o motivo do livro não ter sido lançado no Brasil. Realmente, uma pena.
Stephen King conta a história de um criminoso com problemas mentais chamado Blaze. Um dia, ele resolve seqüestrar um bebê, filho de um milionário, para realizar o sonho do seu parceiro de crimes já falecido. Durante a fuga, Blaze é assombrado por seu passado e pela sua consciência, na forma de seu falecido amigo. Porém, acaba acontecendo um imprevisto: Blaze se apega ao bebê, sem saber direito o que fazer. Enquanto isso, o país inteiro se mobiliza para encontrar o bebê.
Com relação ao livro de King fica a pergunta no ar: será que após quase cinco anos, sobrou alguma esperança da Editora Objetiva (que publica os livros do autor por aqui) lançar uma edição em terras tupiniquins?
Como já cansei de repetir... “ esperança é a última que morre”.
Inté!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...