domingo, 28 de agosto de 2016

Novo Conceito lança seis livros em agosto e setembro. Tem histórias de amor, cinema e até as praguinhas do Pokemon Go

Na semana passada encontrei em meu email um release do Grupo Editorial Novo Conceito anunciando os seus lançamentos para agosto e setembro. Acredito que a mensagem tenha sido enviada para vários blogs que tiveram as suas parcerias aceitas e também para aqueles que tiveram o pedido rejeitado. O “Livros e Opinião”, infelizmente, pertence a segunda categoria. Já algum tempo o blog prestou o “vestibular das parcerias” mas foi reprovado. Nem por isso vou deixar de divulgar os lançamentos da Novo Conceito que é uma das empresas que mais respeito no meio editorial pela qualidade de seus lançamentos. Se bem que às vezes, saem do prelo alguns livros brabíssimos daqueles que transformam os leitores em verdadeiros mártires que  rezam o terço em cruz, todos os dias, ajoelhados em tampinhas de garrafas viradas para cima. Mas até agora, a maioria das obras da editora que tive a oportunidade de ler são boas ou regulares.
Ok, vamos falar escrever sobre os tais lançamentos.
Agosto
01 - As Letras do Amor (Paula Ottoni)
Nunca tinha ouvido falar de Paula Ottoni. Para mim era uma ‘ilustre’ desconhecida. Por isso, comecei a procurar algumas referencias na Web e confesso que fiquei surpreso com o que descobri. Cara, pelo jeito, a menina é fera. “Menina” porque ela ainda é uma menina ou será que as pessoas que nasceram em 1992 não pode ser chamados  de meninas ou meninos?
Apesar dos seus 24 anos, ela já conquistou ‘degraus’ que muitos escritores veteranos sequer começaram a galgar. Logo de cara ela conseguiu colocar o seu primeiro livro à venda nas principais livrarias do País. Marque aí: “A Destinada’ entrou com tudo nas estantes da Saraiva, Siciliano, Cultura e Fnac, na versão online. Uma conquista e tanto, já que Saraiva e Cultura não tem o perfil de livrarias que comercializam e-books; sinal de que o enredo de “A Destinada” agradou em cheio.
Em junho de 2010 teve um de seus contos (Projeto do Amor) publicado na revista Capricho e lido por Meg Cabot.  A autora da série “O Diário da Princesa” teceu uma gama de elogios para Ottoni.
A última conquista da garota que começou a escrever aos 13 anos foi ter conseguido fechar um contrato com o Grupo Editorial Novo Conceito onde publicou o seu primeiro livro de capa: “As Letras do Amor”.
Pelo que eu li da sinopse, trata-se de uma história de amor – não sei se daquelas melosas ou mais sérias – onde uma garota insatisfeita com o rumo de sua vida (pais divorciados, irmãos pequenos barulhentos, cursos que detesta e etc e mais etc) resolve seguir o namorado para Roma, onde ele vai abrir uma empresa. Só que depois de várias ‘pisadas na bola’ do namorado, ela conhecendo um outro cara. Entonce...
Sei lá, tá cheirando história de amor melosa, não é? Mas tudo bem, isso não tira os méritos das conquistas dessa jovem escritora brasileira.
·        Lançamento: 04/08/2016
·        Páginas: 224
·        Gênero: Ficção / Romance
·        Preço de capa: R$ 34,90

02 – O Que Te Move - Protagonismo Social, uma Revolução Silenciosa (Fernando Moraes)
Parece que a editora Novo Conceito está apostando muitas de suas fichas em autores nacionais. Ainda bem. Depois de Paula Ottoni, temos o lançamento do livro de Fernando Moraes. Ele cursou Ciências Sociais, Filosofia, Teologia e Direito. É especialista em Elaboração e Gerenciamento de Projetos Sociais e professor universitário. Já realizou muitos trabalhos no campo missionário em comunidades pobres, destacando-se a África — especialmente Angola e Moçambique.
Movimentar-se para não ficar aprisionado à zona de conforto é um dos grandes desafios nos tempos modernos, destaca Fernando Moraes. “Quando a abundância impera, certamente a visão de futuro fica mais comprometida, por isso se faz necessário nos movermos para ter propósitos, sonhos e esperança de dias melhores. Saindo do estado conformista, que anula as possibilidades e nos imobiliza por causa do imediatismo, ser protagonista é mais do que ser o ator principal de tudo aquilo que envolve a nossa vida”, diz o autor.
Neste livro, Moraes convida o leitor a se mover em busca de novos desafios, a ter atitudes que inspiram grandes transformações e a certeza de que cada pessoa é capaz de fazer e refazer caminhos em busca da felicidade.
·        Lançamento: 04/08/2016
·        Páginas: 160
·        Gênero: Não Ficção / Comportamento
·        Preço de capa: R$ 29,90
03 – Pipocando (Rolandinho e Bruno Bock)
Cara, ser youtuber na vida está virando o maior negócio! Kéfera, Jout Jout, Bel e Fran, PC Siqueira e tantos outros que o digam. Devido ao sucesso de seus canais no Youtube, essa galera despertou o interesse das grandes editoras que os contrataram a peso de ouro.
Rolandinho e Bruno Bock fazem parte desse time. Eles são os responsáveis pelo “Pipocando” considerado o maior canal de cinema da América Latina. Conheço o canal – aliás, sou grande fã – por isso, posso dizer sem medo de errar que os seus criadores mereciam, há algum tempo, uma oportunidade de ter  um livro sobre o seu canal.
A dupla de youtubers analisa com propriedade desde filmes a séries, passando ainda por desenhos de todos os gêneros. Em apenas dois anos de existência, o “Pipocando” conseguiu agregar 1,8 milhão de inscritos e mais de 150 milhões de visualizações. Quer saber mais? Eles conseguiram, até mesmo, entrevistar Quentin Tarantino e participar da transmissão do Oscar deste ano pelo canal do YouTube da TNT.
No livro lançado no dia 22 de agosto, eles contam os desafios que enfrentaram para transformar o Pipocando no maior canal de cinema da América Latina. Revelam ainda histórias de bastidores, vídeos polêmicos que não foram levados ao ar e muitas outras novidades.
Estou pensando seriamente em comprar esse livro.
·        Lançamento: 22/08/2016
·        Páginas: 224
·        Gênero: Não Ficção / Literatura Nacional
·        Preço de capa: R$ 29,90
Setembro
01 – Pokemon Go – De Treinador a Mestre (Emanuel Hallef)
E chegamos aos lançamentos de novembro do Grupo Editorial Novo Conceito. E começamos com essa praga chamada Pokemon Go. Praga porque o tal jogo está se disseminando por todo o Brasil como uma verdadeira praga. Uai?! Tem pessoas que estão caçando Pokemons nos lugares mais improváveis e sem nenhum receio de quebrarem regras, correrem perigo ou enfrentarem situações rídiculas. O importante é ‘pegar’ esses bichinhos.
Na minha cidade tem um sujeito que ficou tão desvairado com os seus Pokemons que chegou ao ponto de querer escalar a torre da Igreja para agarrar as praguinhas. Foi preciso o padre dar uns berros com o ‘sem noção’ para que ele voltasse ao seu juízo normal.
Tá bom! Depois dessa coqueluche, você ainda achava que nenhuma editora teria a idéia de lançar um livro sobre o assunto? Cara, cai na real. Muuuuiiiitas tiveram! A editora Novo Conceito faz parte desse listão.
“Pokemon Go – De Treinador a Mestre” é um guia sobre  os conceitos fundamentais do jogo, desde mecanismos básicos até recursos mais avançados, inclusive segredos e melhores estratégias para que você se torne um mestre Pokémon. O release da editora dá alguns exemplos: Como configurar corretamente sua conta; - Uma lista completa com todos os lugares para encontrar os Pokémon com maiores CP; - Como capturar monstrinhos poderosos com apenas um arremesso; - Como subir para o nível 20 em apenas um dia, sem trapacear; - Como elevar o nível dos seus Pokémon em pouco tempo e com recursos mínimos; - Tabela com as recompensas que você ganhará até o nível 20; - Os melhores golpes para seus Pokémon, deixando-os mais resistentes; - Uma lista completa com o número máximo de CP que cada Pokémon pode atingir no jogo e muitas outras dicas.
Olha... sinceramente não me atraiu. Como não caço monstrinhos, o livro de Hallef, com certeza, não irá para a minha estante.
·        Lançamento: 01/09/2016
·        Páginas: 144
·        Gênero: Não Ficção / Literatura Nacional
·        Preço de capa: R$ 19,90
02 – Sete Minutos Depois da Meia-Noite (Patrick Ness)
Patrick Ness escreveu este livro inspirado numa idéia original da escritora Siobhan Down  que morreu de cancro em 2007, deixando para trás uma escassa mas recomendada obra. Mas quem é Siobhan Down? Trata-se de uma escritora mais conhecida pelos leitores americanos. Ela escreveu livros que foram verdadeiros BestSellers na Terra do Tio Sam e que tocaram profundamente os adolescentes. Com relação a “Sete Minutos Depois da Meia Noite”, a autora já tinha escrito o começo da obra, cerca de mil palavras, tendo uma idéia para a estrutura da narrativa e desenhado alguns personagens. Foi quando Ness assumiu a história. Ele foi escolhido por ser um grande fã declarado de Siobhan e também por ter um estilo semelhante ao dela.
O livro mistura fantasia e realidade, lidando com os sentimentos de perda, medo e solidão e também da coragem e da compaixão. “Sete Minutos Depois da Meia-Noite” é a história de Cooper, um menino de doze anos de idade, que luta para aceitar a doença da mãe com a ajuda de um monstro que o visita no meio da noite. 
Novidade para a galera. O livro já foi adaptado para o cinema. A sua estréia no Brasil está prevista para 27 de outubro. O elenco conta com as feras Liam Neeson e Sigourney Weaver.
Tudo indica que seja um livraço.
·        Lançamento: 20/09/2016
·        Páginas: 160
·        Gênero: Ficção / Drama
·        Preço de capa: R$ 29,90
03 – Três Vezes Nós (Laura Barnett)
Mais uma história de amor. Quando os caminhos  de Eva e Jim se cruzam, em 1958,  eles são apenas  dois jovens estudantes de Cambridge.  Jim passeia tranquilamente na rua quando Eva, que se aproxima de bicicleta, dá uma guinada para se desviar de um cão. O que acontece a seguir determinará as suas vidas.
A história de amor dos dois personagens segue diferentes percursos e reviravoltas até chegar ao desfecho, em 2014.
De acordo com o release da editora,  “Três Vezes Nós”  é um romance notável sobre as decisões que tomamos e os diferentes caminhos que as nossas vidas podem seguir. E se uma pequena escolha pudesse alterar a sua vida para sempre?
Pois é, será que o livro é, mesmo, notável? Só lendo para saber.
·        Lançamento: 20/09/2016
·        Páginas: 384
·        Gênero: Ficção / Drama
·        Preço de capa: R$ 37,90

Por hoje é só!

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Em novo livro, Turma da Mônica vai visitar o Papa Francisco

Man, sou fã do Papa Francisco. Além de estar levando temas tabus para serem discutidos dentro da Igreja, ele é carismático, atencioso e nada frio, bem diferente de alguns de seus antecessores – excetuando, é claro o lendário João Paulo II. Ele não tem medo de tocar em assuntos tradicionalmente polêmicos para a instituição e com isso, vai conquistando o respeito cada vez maior de um grande número pessoas, sejam católicos ou não.
Com certeza, o Papa Francisco tem muitos fãs famosos aqui no Brasil; um deles é Maurício de Souza. O criador da Turma da Mônica deixou isso evidente após incluir o Papa argentino em seu novo livro.
Pois é galera, agora, a conhecida ‘tchurma’ formada por Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali e tantos outros vão fazer uma visita muito especial. Eles estarão se encontrando com o Papa Francisco na Praça de São Pedro, no Vaticano.
O livro será lançado no dia 3 de setembro na Bienal do Livro. Segundo Maurício de Souza, esse encontro inusitado será uma forma divertida de ensinar religião para tantos baixinhos, fazendo com que essa galerinha passe a se interessar pelo assunto.
Mas e as outras religiões? Muitos leitores desse post devem estar fazendo, agora, esse questionamento. Calma gente. Não é intenção do criador da Turma da Mônica levar as crianças apenas para a Igreja Católica. Para ele, todas as religiões são importantes. Prova disso é que em 2014 foi lançado pela Editora Boa Nova, o livro “Meu Pequeno Evangelho”, onde Cebolinha, Cascão, Magali, Anjinho e Penadinho se familiarizam com os ensinamentos de Jesus que estão no Evangelho segundo o espiritismo.
O encontro da “Turma da Mônica com o Papa Francisco” faz parte da série “Turma da Mônica Visita”, a mesma coleção que já levou Mônica, Cebolinha e seus amigos a outros destinos religiosos importantes para católicos no Brasil, como ao Santuário de Aparecida (SP), à cidade de Trindade (GO) e à festa do Círio de Nazaré, em Belém (PA).
A publicação é uma parceria da Maurício de Sousa Produções e a editora Santuário.
O lançamento oficial da obra contará com a presença da filha do desenhista, Mônica Sousa, autografando os livros e conversando com os leitores. Além dela, os personagens da Turma da Mônica também marcarão presença no stand. 

Uma boa pedida para a garotada.

sábado, 20 de agosto de 2016

Anjos e Demônios

Se você gostou de  “Código da Vinci” e “Inferno” – esqueça a bomba “O Símbolo Perdido”, acho que Dan Brown estava de ressaca quando escreveu esse livro – com certeza, “Anjos e Demônios” fará a sua cabeça. O livro lançado em 2004 e que também virou um filmaço tem um Brown em seus melhores dias. Cada capítulo é uma montanha russa com enigmas, traições, perseguições, enfim, um enredo que vicia o leitor, evitando que fique longe do livro por muito tempo.
Li “Anjos e Demônios” há algum tempo, mas ainda me lembro que não conseguia abandonar as suas páginas. Levava o romance para todos os lugares: no trabalho, no busão, no banheiro, na fila de banco, enfim, onde quer que eu fosse.
Man, o enredo tem muitos mistérios! E no final... todos eles são se cruzam de uma maneira bombástica deixando os leitores boquiabertos.
“Anjos e Demônios’ é considerada a primeira aventura de Robert Langdon, o famoso professor de simbologia de Harvard, onde ele tenta impedir que uma antiga sociedade secreta destrua a Cidade do Vaticano.
Às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa, o emblemático professor é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça. Ele descobre indícios de algo inimaginável: a assinatura macabra no corpo da vítima - um ambigrama que pode ser lido tanto de cabeça para cima quanto de cabeça para baixo - é dos Illuminati, uma poderosa fraternidade considerada extinta há quatrocentos anos.
A antiga sociedade ressurgiu disposta a levar a cabo a lendária vingança contra a Igreja Católica, seu inimigo mais odiado. De posse de uma nova arma devastadora, roubada do centro de pesquisas, ela ameaça explodir a Cidade do Vaticano e matar os quatro cardeais mais cotados para a sucessão papal.
Correndo contra o tempo, Langdon voa para Roma junto com Vittoria Vetra, uma bela cientista italiana. Numa caçada frenética por criptas, igrejas e catedrais, os dois desvendam enigmas e seguem uma trilha que pode levar ao covil dos Illuminati - um refúgio secreto onde está a única esperança de salvação da Igreja nesta guerra entre ciência e religião.
Em Anjos e Demônios, Brown novamente utiliza a sua marca registrada: trabalhar com símbolos ocultos que vão sendo desvendados aos poucos por Langdon, levando-o cada vez mais perto da verdade, uma verdade que pode ser sinônimo de tragédia.
Um livro para não ser lido, mas devorado.


terça-feira, 16 de agosto de 2016

O Animal de Estimação e outros contos

“O Animal de Estimação e outros contos” do escritor mineiro Raphael Gomes é fantástico para aqueles que curtem a literatura fantástica. Trocadilhos à parte, como sou fã do gênero, amei o livro. Mas, novamente, alerto os leitores incautos: você tem que ser fã desse estilo literário.
Para aqueles que pensam que o “fantástico” na literatura ou no cinema são apenas fantasmas, assombrações, objetos que mexem sozinhos e por aí afora, se faz necessário esclarecer que o ‘buraco é mais em cima’.  Todo texto fantástico, desde comédias até terror e passando pelo humor negro, podem ter elementos inverossímeis, imaginários, distantes da realidade dos homens. Vamos lá, falando escrevendo mais claramente: mortos andando entre os vivos; árvores, pedras e animais que falam; pernas que andam  e raciocinam sem um corpo e etc e mais etc. Poderia ocupar esse espaço dando milhares de exemplos, mas acho que esses já bastam.
O livro de Gomes explora esse estilo com perfeição. Confesso que antes de ler fiquei um pouco temeroso por ser o fantástico um dos gêneros literários mais difíceis de escrever. Man, se o autor não dominar os fundamentos do estilo, com certeza, vai dar merda. É constrangedor, pelo menos para mim, ler algo que tão inverossímil que acabe se tornando patético. Muitas vezes, os autores se empolgam com os rudimentos do fantástico e se que esquecem que mesmo o inconcebível, precisa de um enredo e personagens críveis para sobreviver.
Por isso, passei a admirar esse autor porque ele conseguiu ‘rasgar o verbo’ no fantástico – mas rasgar de uma maneira exageradamente exagerada – sem foder todo o enredo. Os contos do livro de Gomes, mesmo tendo cabeças que vivem sem corpo, mulher minúscula que mora no armário de um homem, bebê que já nasce falando, um homem que é transformado em carvão para um churrasco entre a família, não caem no ridículo. A narrativa das histórias, algumas bem curtas,  fazem com que você se envolva com o personagem, sentindo a sua agonia ou então torcendo contra ou a favor. E conseguir esse feedback com os leitores quando se trabalha com elementos fantásticos é muito difícil, principalmente se o autor resolve ‘caprichar’ na dose do inacreditável, como fez Gomes.
No conto “Isabel A. Oliveira” me senti na pele daquela mulher que só tinha a sua cabeça! Pensei comigo: “Mêo, imagine eu acordando num hospital, após um grave acidente e percebendo que o meu corpo não existe mais, sobrando apenas a cabeça. Caraca! Que mal estar!
Em “O Animal de Estimação” que dá título ao livro, torci para que o dono de um bicho – sabe-se lá qual – encontrasse uma solução para evitar que o monstrengo continuasse crescendo de maneira incontrolável.
E o sujeito que descobriu que tinha ratos nascendo na cabeça! Imagine só, você  acordando e ao passar as mãos na cabeça descobre que ela se transformou num criadouro de roedores. Brrrr...
A obra tem 29 contos ligados pela temática do fantástico e do absurdo e com enredos que vão do humorístico ao onírico e ao angustiante. Prestem, também, atenção nas metáforas do absurdo real existentes em nosso dia a dia e que não vemos. Elas estão, digamos... embutidas nos contos. É o caso do cara pobre que só passa a ter importância na comunidade em que vive, após conseguir algum bem de consumo de valor ou então o individualismo crescente que faz com que só pensemos em nossos problemas, esquecendo de outras adversidades bem mais complicadas enfrentadas por pessoas próximas e etc.
Se você é fã do fantástico, leia. Com certeza irá gostar. De quebra ainda poderá refletir a respeito de preconceitos que estão arraigados em nossa cultura.

Inté!