sexta-feira, 17 de julho de 2015

Novo livro de Harper Lee causa furor em vários países. Lançamento de “Go Set a Watchman” no Brasil deve ocorrer brevemente

O assunto do momento no mundo literário é o lançamento de  “Go Set a Watchman”, novo livro da escritora americana Harper Lee, autora de “O Sol é Para Todos”. As redes sociais, jornais, rádio e TV só falam nisso; também não é para menos, afinal de contas a autora de 89 anos que vive reclusa num asilo em sua cidade natal, decidiu lançar uma história que ela escreveu há mais de 60 anos e que nunca foi publicada. Os escritos estavam muito bem guardados. Quer mais? Então lá vai: “Go Set a Watchman” foi escrito bem antes de seu mega-sucesso: “O Sol é Para Todos”.
Ah! Pera aí. O que eu escrevi acima vale uma correção: na realidade, Harper  jamais pensou em lançar o seu novo livro; ela nunca desejou isso. Pelo menos é o que garante a maioria das notícias veiculadas nos meios de comunicação.
A ‘Rolling Stone’, cita uma entrevista que Charles Shields, principal biógrafo da autora, concedeu à Folha de São Paulo, onde afirmou que Harper estaria sendo manipulada por Tonja Carter, advogada dela, para divulgar o livro. Na entrevista, ele cita que a ganhadora do Pulitzer  por “O Sol é Para Todos está parcialmente cega e perdeu a capacidade auditiva, ficando inapta para tomar qualquer decisão importante.
Segundo Shields, a escritora sempre soube do paradeiro do rascunho e deixou claro em diversos momentos que não queria publicá-lo. Essa informação contradiz o depoimento de Tonja, que diz ter localizado o manuscrito recentemente e que a escritora aceitou publicá-lo.
Que coisa heimm galera?! Tá parecendo aquelas teorias de conspiração. A reportagem da Rolling Stones solta outra bomba ao expor que logo após o anuncio do lançamento de “Go Set a Watchman” algumas suspeitas começaram a circular na internet, entre as quais a relação entre a morte de Alice Lee, irmã de Harper, e a divulgação da obra.
Harper nos anos 50, época de "O Sol é Para Todos"
Vejam bem: Alice, além de irmã de Harper também era a advogada que cuidava de seus interesses pessoais e principalmente de sua obra. Reza a lenda que Alice cumpria a risca todas as exigências e pedidos da irmã, entre eles o de jamais publicar a história que ela havia escrito antes de “O Sol é Para Todos”. Falecida em novembro de 2014, aos 103 anos, Alice poderia ser um dos entraves para o acerto entre a editora e Haper, digo, Tonja, a sua nova advogada.
A reportagem termina afirmando que pessoas próximas à autora afirmam que ela sofre de senilidade e que há anos deixou de se preocupar com as cláusulas dos contratos propostos, o que teria facilitado o poder de cisão de Toja. PQP!! Se tudo isso se comprovar, essa tal Tonja é pior do que a Cruela!
Mas deixando esses questionamentos de lado e focando na obra, a expectativa dos leitores brasileiros com relação ao lançamento de  “Go Set a Watchman”, aqui na terrinha, é enorme. Os comentários são os de que o livro com tradução para o português deve sair em poucas semanas.
Enquanto isso, no exterior a loucura é total. Livrarias de diversos países passaram madrugadas abertas em 14 de julho, dia do lançamento da obra de Harper.
Nos Estados Unidos, a livraria Barnes and Noble, uma das maiores do país, confirma que  “Go Set a Watchman” bateu recorde de vendagens nesses primeiros dias superando “O Simbolo Perdido” (2009) de Dan Brown que vinha sendo o grande recordista até agora. Editores responsáveis pela publicação do segundo romance da autora de 89 anos acreditam que ele poderá chegar perto dos 30 milhões de exemplares vendidos e que foram traduzidos para 40 idiomas.
Para os leitores que estão explodindo de curiosidade, fica a dica de que o novo livro tem alguns dos mesmos personagens de "O Sol é Para Todos", incluindo o personagem principal, Scout, e seu pai, Atticus Finch.

Agora, só resta esperar a chegada do livro ao Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...