sábado, 6 de outubro de 2012

Finalmente, após oito anos, Deixa Ela Entrar é lançado no Brasil



O que falar escrever de um livro que demorou oito anos para ser traduzido e lançado no Brasil?? Só isso; Iahuuuuuuuuuu!!!! Mas não um Iahu normal; estou me referindo a um absurdamente, descaradamente e desgraçadamente IAHUUUUUUU!! Com todas as letras maiúsculas. Um Iahuu capaz de me fazer esquecer o terror da cobertura das eleições 2012 que já está me tirando do sério. Mais do que isso... capaz de fazer com que eu deseje que haja eleições todos os meses só para que eu possa trabalhar como um camelo castigado à chibatadas pelo seu dono cruel.
Cara, não se espante com tanta euforia, não! Afinal de contas sabe o que é você ficar vasculhando um oceano de sites  - desde os mais conhecidos aos mais obscuros – na esperança de encontra um tal livro dos seus sonhos? Pois é, foi isso que aconteceu comigo. O nome do livro? “Deixa Ela Entrar”, do escritor sueco John Ajvide Lindqvist.
Mas porque esse livro me atraiu tanto? Por causa dos dois filmes baseados na obra literária de Lindqvist. Depois que assisti a “Deixa Ela Entrar” produção do cinema sueco de 2008 e, mais recentemente, “Deixe-me Entrar”, super-produção ‘hollywoodiana’ de 2010 e descobri, por meio da santa internet, que os dois filmes haviam sido baseados no sonhado livro, fiquei loko. Completamente loko atrás do livro. E assim começou a minha jornada de aproximadamente quatro anos.
Considero os dois filmes, com ênfase para a produção da terra dos Vikings, verdadeiras obras-primas, bem diferentes daquela ‘melosidade’ da saga Crepúsculo. Vou mais além: “Deixa Ela Entrar” – vou pegar esse filme como parâmetro já que é superior ao de 2010 – pode ser comparado a verdadeiros clássicos do gênero como “Nosferatu” e “Horror de Drácula” este último produzido nos áureos tempos da Hammer’s.
O filme baseado na obra de Lindqvist aborda o vampirismo de uma forma nua e crua, sem meias palavras, explicitando que o vampiro é mau, cruel e sanguinário. Isto fica evidente nos corpos pendurados, retalhados e expostos como porcos num açougue. Explora ainda em profusão de detalhes os mitos sobre o tema, entre os quais, aquele em que um vampiro só pode entrar em sua casa se for convidado; daí o título da obra. Além dessa temática, o autor aborda vários problemas comuns aos adolescentes do nosso milênio, principalmente o bullying do qual é vítima o protagonista do romance. Tudo isso tendo o vampirismo como pano de fundo.
Desde que assisti ao filme, há vários anos, me transformei num caçador da obra literária do escritor. E agora, finalmente, consegui localizá-la. Por isso: Iahuuuuuu!!, novamente.
A obra de 504, lançada pela editora Globo Livro já está à venda em várias livrarias virtuais ao preço de R$ 49,90.
“Deixa Ela Entrar” conta a história de um garoto, vítima de bullying em sua escola, que após comer o pão que o diabo amassou, acaba conhecendo uma estranha menina, quase da sua idade que se torna sua vizinha. Os dois ficam amigos inseparáveis, com a menina passando a protegê-lo. Só que o garoto não sabe que a sua nova amiga, na realidade é uma vampira sanguinária..,
Taí o resumo. Após ler o livro, prometo que estarei resenhando-o, com mais detalhes, nesse espaço. Prometo!
Inté.

6 comentários:

  1. Bom dia José,gostaria de saber quando vai sair a resenha? Li o livro que comprei no fim de 2012 e achei sensacional,envolve muito os leitores e os filmes feitos não chegam nem aos pés do livro.Se algum dos filmes feitos fossem realmente 100% fiel ao livro seria um filme muito chocante,concerteza a censura iria para os 18 anos,mais eu acharia interessante se em parceria com John Ajvide Lindqvist fizessem esse filme 100% fiel ao que é o livro e sua atmosfera sombria,ponto chave inicial pra mim era achar primeiro um ator andrógino pra fazer Eli. Atenção (SPOILER) do livro > Achei sensacional a parte no final do livro em que descreve como Eli fica no Banheiro quando está dormindo e que é numa banheira totalmente coberta por sangue,já em ambos os filmes aparece Eli só coberto por cobertores,por isso uma obra cinematográfica 100% fiel ao livro seria d+,outro ponto do livro que achei que poderia ter pelo menos no filme Suéco que é mil vezes melhor que o remake e que no livro é uma das partes mais engraçadas,é quando Eli e Oskar tiram sarro do Vendedor do Quiosque.Quando você fizer a resenha gostaria que tocasse nesse ponto também,de livro x filmes,pois em ambos os filmes tbm não retratam o castramento de Eli e que no livro é brutalmente descrito. E te faço uma pergunta José você acha que o John Lindqvist deveria escrever uma continuação para o “Deixa Ela Entrar” ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Wesley, como vai?
      A obra de John Lindqvist é a próxima na minha lista de leituras. Tão logo termine "Micro", de Michael Crichton, começarei a devorar as páginas de "Deixa Ela Entrar". Por enquanto, conheço apenas o filme. Por isso, fechei os olhos (rsss) para o spoiler que vc colocou em seu comentário. Tão logo conclua a leitura, farei a resenha. Qto ao merecimento de uma continuação, tenho que ler o livro para opinar. Como disse, farei isso em breve.
      Ah! Seu comentário favorável à obra me deixou ainda mais empolgado para lê-la.
      Abcs!

      Excluir
    2. Bom dia Jam,eu estou bem,valeu pela resposta =),to esperando a resenha aqui.Pensava que você já tivesse lido rsrs,mas o livro é fascinante e desenvolve muito bem as histórias dos outros personagens.

      Vou deixar aqui tbm um comentário que tem no site da livraria cultura que faz jus ao que é o livro.

      Mr.Louis
      (Fantástico esse livro, muito mais violento e perturbador que ambos os filmes, que também são muito bons. Extremamente recomendado para quem quer ler uma história madura sobre vampiros reais e mergulhar numa narrativa muito empolgante.)

      Excluir
  2. Ronaldo, ainda não conheço essa obra de John Ajvide Lindqvist. Pela sinopse da editora parece interessante.
    Abcs!

    ResponderExcluir
  3. Olá, filmes e livro são magníficos. Tive a oportunidade de conhecê-los em 2013 e me tornei fã. Estou retornando a pesquisar sobre o tema porque a TNT prepara uma série de TV baseada no livro. Inclusive criei uma página no Facebook para divulgar informações dessa produção: Let The Right One In Brasil. Abs!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...