quarta-feira, 22 de abril de 2015

As temíveis parcerias entre blogs literários e editoras

Sei não... mas talvez ao escrever esse post, eu esteja mexendo num verdadeiro vespeiro e por isso, acabe ficando queimado com alguns colegas blogueiros e também com várias editoras. Quem sabe, me torne uma ovelha negra na lista mais negra ainda dessas editoras, enterrando qualquer possibilidade de uma futura parceria, mas prefiro correr o risco do que ser omisso em minhas opiniões.
Sempre fiz questão de afirmar que o mais importante na vida do “Livros e Opinião” são os seus seguidores, além dos internautas que diariamente vasculham dezenas de posts para se informar dos lançamentos, relíquias literárias ou então sobre aquela tradicional listinha de curiosidades. Aprendi a respeitar muito essa galera e não teria coragem de mentir ao publicar uma resenha. Cara, se eu gosto de um livro; eu gosto e pronto! Vou até o meu computador de mesa ou notebook e ressalto os seus pontos positivos; mas por outro lado, se a história me decepcionou, também tenho que ser sincero e escrever o que senti. Tenho arrepios só de imaginar escrever uma resenha que não condiz com aquilo que estou sentindo, tentando empurrar pelas goelas abaixo dos seguidores do meu blog verdadeiras bagaceiras literárias.  Bem, como diria mo saudoso Kid Tourão: “vendendo gato por lebre”.
Pois é, ‘embromei’ um pouquinho, mas cheguei onde queria: a proliferação desenfreada das temíveis parcerias entre editoras e blogs. Recentemente, as grandes editoras descobriram o mapa da mina para vender cada vez mais livros, sejam eles bons, ruins ou péssimos. Um mapa da mina preciosíssimo chamado blogs literários. Ao descobrirem o poder de fogo desses ‘espaços mágicos’ na internet, elas procuraram de todas as maneiras encontrar meios de ‘capturá-los’, prendê-los ou se preferirem um termo mais direto e franco: domesticá-los.
A fórmula encontrada para isso ficou conhecida como ‘parceria’. Um ‘golpaço’ de mestre! Afinal de contas quem não gosta de ganhar livros, aliás, muitos livros e... lançamentos! Assim, as editoras começaram a brindar os blogs parceiros com livros e mais livros para o deleite dessa galera; mas como tudo tem um preço, elas exigiam algo em troca: uma resenha opinativa dos livros doados. Fiuuuuuuuuuuuu!! Estas parcerias se tornaram um verdadeiro rabo de foguete para a maioria dos blogueiros que se viram num mato sem cachorro. As indagações são muitas: - “ Mêo! E se eu não gostar do livro? Será falta de educação criticá-lo? ou então – “E se eu criticar a obra e depois perder a parceria?!”. Entenderam, a sinuca de bico que esse acordo amigável entre blogs e editoras acabou gerando?
Infelizmente, muitos blogs – eu disse muitos, não todos – acabaram sucumbindo a tentação e ‘venderam as suas almas’ para as editoras. Isto fica evidente na mudança de comportamento dessas mídias sociais antes e depois das parcerias.
No momento em que escrevia esse post, reservei alguns dias para zapear na net alguns blogs que trabalham com o sistema de parcerias. Cara, é triste escrever isso, mas uma maioria esmagadora não tece nenhuma crítica aos livros das editoras das quais são parceiros. E o pior é que sabemos que algumas dessas obras são verdadeiros fiascos, com um índice de rejeição avassalador  nas redes sociais. Mas ‘entre mortos e feridos’, salvaram-se alguns porque  nem tudo foi uma decepção nessas zapeadas pelas madrugadas afora. Após garimpar bastante, consegui localizar blogs – poucos, mas consegui – que apesar de manter esse tipo de parceria não deixaram de se sinceros ao expressar a sua opinião sobre livros que julgavam bem fraquinhos. Caraca! Quando descobri a existência desses blogs, me deu uma vontade louca de comemorar com champanhe, cerveja, vodka, vinho ou até mesmo com aquela cachaça braba da muléstia! Considero essas mídias sociais verdadeiros diamantes lapidados e que merecem todo o respeito de nós, leitores.
É evidente que irei revelar os nomes desses quatro blogs que descobri em minhas zapeadas noturnas, pois não quero causar problemas para os seus donos, ‘melando’ as suas parcerias. ‘Vai que’ algum editor parceiro desses blogs, acabe lendo esse post e depois decida dar um ‘gêlo’ no blogueiro. Por isso, basta dizer que salvei essas páginas em meus favoritos, já que elas se tornaram para mim importantes referenciais na hora de comprar um livro.
Você deve estar pensando que sou ‘pinéu’ da cabeça, já que acabei de assinar a minha sentença de morte com relação à parcerias com editoras. Posso lhe responder, com toda certeza, que estou tranqüilo e que continuarei preenchendo os formulários de adesões dessas editoras, mas não fazendo disso a minha prioridade. Como já disse no início do post, o mais importante são as pessoas que acompanham o “Livros e Opinião” e a melhor parceria nesse caso se chama sinceridade: sinceridade nos meus comentários e sinceridade nos comentários dos meus leitores. Depois, tudo o que vier é lucro.
E se um dia ‘pintar’ uma parceria, não irei mudar a minha atitude. Se gostar da obra, gostei; se não gostar, não gostei. Simples, não? Caso, me decepcione com o enredo, não ficarei constrangido de opinar sobre o conteúdo e perder a parceria. Se acontecer, paciência.
Aliás, antes que me esqueça, sonho com um tipo diferente de parceria entre blogs literários e editoras, onde o blogueiro possa emitir as suas opiniões livremente, sem cabresto de nenhuma espécie. Neste caso, compraríamos os livros das editoras, que seriam nossos e dessa maneira, poderíamos opinar da forma que quiséssemos. Estas empresas literárias, por sua vez, ao invés de doarem livros, passariam a conceder descontos especiais ao blogueiro. Sei lá, algo em torno de 50% ou 70% por livro. Pelo menos, ele compraria o livro com o seu dinheiro, tendo maior liberdade para escrever a sua resenha.
Quem sabe um dia, teremos essa mudança de comportamento por parte das grandes editoras brasileiras, mudando, assim, toda a dinâmica de resenhas dos blogs... e para melhor.

Fui!

15 comentários:

  1. Se a função de meu blog fosse apenas a de conseguir uma futura parceria, eu já o teria excluído há muito tempo. Não vou ser hipócrita dizendo que não adoraria receber um catálogo enorme de livros, podendo escolher vários deles para receber de graça. Mas trair minha identidade é um preço muito alto. Me irrito demais com esses blogs propaganda. Ontem mesmo li uma resenha tecendo enormes elogios ao malfadado Três da Sartah Lotz. cara, 90 por cento das opiniões sobre esse livro no skoob são negativas e o dono do blog elogiou-o em todos os aspectos. Eu até pretendo preencher formulários quando tiver um nº expressivo de seguidores (que não significa nada, mas é exigência das editoras), mas não mudarei o perfil do meu blog. Quero continuar resenhando best sellers antigos, falando de livro desconhecidos, mas que foram importantes para mim e dizendo claramente quando não gostei de um livro. Eu até em sentiria mal em fazer alguém gastar dinheiro com um livro, sabendo que é ruim.

    http://porquelivronuncaenguica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ronaldo, parabéns pelo seu discernimento. Se essa maneira de pensar se expandisse, com certeza, muitos dos nossos blogs literários seriam mais independentes.
      Abcs!

      Excluir
  2. Texto realista e maravilhoso. Falou o que todo mundo pensa,mas poucos tem coragem de dizer. Os blogs literários servem para falarmos o que pensamos sobre os livros, não para ficarmos bajulando as editoras para ganhar livros gratuitos. Acabei de conhecer o blog, mas já virei fã.

    Se tiver tempo: opoemadofimdocaderno.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá adverbios! (rsss)
      Incrível o seu blog. Bom, mesmo. Vou visitá-lo mais vezes, com certeza :)
      Quanto ao post sobre parcerias, fico feliz que tenha gostado. Só resta torcer para que os blogs literários conquistem a sua independência, aceitando parcerias saudáveis com as editoras. Afinal, a verdade nos posts sempre deve prevalecer, caso contrário, esses blogs deixarão de ser referências para um grande número de leitores que estão em busca de sugestões para comprar um bom livro.
      Abcs!

      Excluir
  3. Nobre amigo, jamais tenha medo de expor suas opiniões. Verdades incomodam, mas precisam ser ditas. Gostei de tudo o que você e estou totalmente de acordo com o comentário do Ronaldo. Excelente post. Seguindo... João Paulo - O Viajante das Estrelas.

    ResponderExcluir
  4. Sou editor da Fênix Editorial... maravilha esse post...tudo apresentado com muito discernimento...estou reconstruindo todo o site da editora, estabelecendo uma nova politica de trabalho e com foco centralizado nos autores independentes... Estou para apresentar um novo projeto, mas...não posso deixar de compartilhar essa postagem... sei que vou perder amizade com alguns blogueiros... - Só resta torcer para que os blogs literários conquistem a sua independência, aceitando parcerias saudáveis com as editoras - não posso deixar de compartilhar... Um forte abraço do amigo Luciano...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano, vc não imagina como eu torço (há tempos) para que os blogs especializados em literatura - sejam eles grandes ou pequenos - conquistem a sua independência, deixando de exercer a função de relações publicas de grandes editoras. Entendo que esses blogs devem funcionar como verdadeiros parâmetros para que os leitores possam avaliar quais livros devem ou não adquirir.
      Quanto a perder amigos blogueiros por você discordar desse sistema de relacionamento "Blog x Editoras", penso que na realidade, vc não os estará perdendo, mas sim selecionando-os melhor.
      Fico feliz que tenha gostado do post.
      Grde e abraço e que tudo dê certo em seus novos projetos.

      Excluir
  5. Olá José, primeira vez que visito o blog, e cai bem em uma postagem "polêmica", mas quis deixar minha opinião, afinal todas são válidas. Acho que você toca em um ponto complicado (não querendo defender blogueiros "mentem" sobre sua opinião, porque deve existir), mas isso cai muito também no gosto da pessoa. Eu nunca falei em meu blog que um livro é ruim. E não é porque eu "omito" minha opinião, é porque simplesmente, um livro pode ser bom para algumas pessoas, e para outras não ser tanto (questão de gosto sabe?). Mas claro, nesses casos eu falo os pontos que "não me agradaram", situando o leitor do que ele pode ou não gostar. O que os blogueiros tem que entender é que a opinião critica não é opinião de gosto pessoal, e sim com base em argumentos.
    Eu super apoio os blogueiros apontarem se não gostaram de uma obra, mas também o blogueiro tem que fazer esses apontamentos de forma coerente e com justificativas/apontamentos, vamos dizer assim. Falar que está ruim e pronto, como do mesmo modo ao contrário, falar que é ótimo e pronto, não constrói para nenhum dos lados.

    Eu tenho parceria com algumas editoras, e nunca tive "medo" de expressar minha opinião. Mas o blogueiro tem que entender que tem que expressar de forma correta, assim ele perderá o medo. Acho que já falei de mais, mas queria finalizar dizendo, que acho que o problema até é outro.. Eu venho de mais de 10 anos de blog, a um tempo atrás, e nem faz muito, não existiam muitos blogs. Claro, hoje a informação voa, e é muito legal essa avalanche de conteúdos.. o problema, que essa disseminação/facilidade de se ter um blog, trouxe muitos blogueiros que não tem experiência/vivência ou expertise para falar sobre o assunto que aborda em seu blog (seja literário, de moda, etc), fazendo conteúdos superficiais, que muitas vezes nem entende (sobre o assunto). Acho que talvez são esses mesmos os blogueiros que tem "medo" de expressar sua opinião, ou quando expressam, fazem de modo errado. E acho que esse tipo de blogueiro a gente identifica só nos comentários que deixa em nossos próprios blogs.


    Pronto, terminei :)
    Até a próxima visita.
    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O que os blogueiros tem que entender é que a opinião critica não é opinião de gosto pessoal, e sim com base em argumentos."
      "Eu super apoio os blogueiros apontarem se não gostaram de uma obra, mas também o blogueiro tem que fazer esses apontamentos de forma coerente e com justificativas/apontamentos, vamos dizer assim. Falar que está ruim e pronto, como do mesmo modo ao contrário, falar que é ótimo e pronto, não constrói para nenhum dos lados."
      _____________________
      Monique, se vc segue essas diretrizes em seu trabalho como blogueira literária, voce está no caminho certo.O importante é que os blogs não exerçam um papel de relações públicas de editoras.Eles devem servir de parâmetros para os leitores no momento da escolha de um livro.
      Abraço e volte sempre!

      Excluir
  6. Olá meu amigo...bom dia...
    Enviei um e-mail para você pedindo seu tel. de contato...gostaria de trocar umas ideias com você... Esteja na paz e na luz de nossos corações, sempre...

    ResponderExcluir
  7. Podemos conversar sim, ma não recebi nenhum e-mail.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me envie seu contato pelo e-mail fenixprojetoeditorial@gmail.com
      Ficarei no aguardo...Forte abraço...

      Excluir
  8. Boa tarde meu caro. Pertenço a Livro Acústico Editora. Nosso segmento é o AUDIOLIVRO. Concordo plenamente com tudo q foi dito aqui. Temos que ser sinceros com nossas opiniões e não trair a confiança daqueles que nos seguem. Parabéns.

    ResponderExcluir
  9. Excelente texto. Eu sei bem o que é ver uma resenha super positiva, em algum blog, sobre alguma obra e quando vou ler é um fiasco. Antes de blogueiro, sou leitor e por isso tenho que ser sincero em minhas opiniões.

    naciadelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael, a situação é muito complicada e a bomba acaba estourando nas mãos dos leitores que são induzidos a comprar um livro que na realidade não é bom. Não conhecemos a obra, vemos várias criticas positivas em blogs lobistas e compramos. Pronto. Ganhamos uma decepção e um presente de grego. Conheco editoras que dão livre arbítrio aos seus parceiros no momento de preparar a resenha, sem pressioná-lo e tampouco prejudicá-lo, mas conheco tbém algumas outras que após a primeira critica negativa, cortam o envio de livros.
      Abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...