sábado, 1 de setembro de 2012

Definida a data de lançamento no Brasil de “11/22/63” de Stephen King



Um dos livros mais aguardados de todos os tempos, pelo menos, para os fãs de Stephen King, já tem data definida de lançamento no Brasil. E lá “vamu nóis” de novo falar do mestre do terror. Caraca, acabei de escrever um post sobre o livro “Sombras da Noite”! Bem que eu poderia variar um pouco, escolher um assunto diferente; afinal de contas esse blog não é um espaço específico para a publicação ou divulgação de contextos literários “ Kinguinianos”. Mas quer saber de uma coisa? Os outros ‘temas diferentes’ que se danem! Vou atacar mesmo é de King! E não poderia ser diferente, já que o livro a que me refiro é o grande candidato à obra-prima do mestre: “11/22/63”. Vale a pena ou não??
Mas deixe-me parar com as divagações e voltar ao propósito desse post. “11/22/63” será lançado, aqui na terrinha, no segundo semestre de 2013. Pelo vasto material que já começou a ser despejado na mídia, tudo indica que o livro estará nas bancas – bonitinho, cheirando à novo e traduzido -  no começo de julho de 2013. E aí? Você, que certamente é fã de King, acha que o coração agüenta esperar quase um ano?
O livro será traduzido por Maria Beatriz de Medina e o lançamento deve sair, mesmo, pela Objetiva que é a editora que publica as obras do escritor em terras tupiniquins. “11/22/63” terá 849 páginas para deleite dos leitores que deverão devorá-las avidamente.
Neste livro King conta a história de um professor de inglês chamado Jake Epping que decide voltar no tempo com o firme propósito de evitar o assassinato do presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy que aconteceu em 22 de novembro de 1963. Daí o trocadilho com o título da obra.
Caprichando mais no resumo do romance, digamos que tudo não começa com Jake - que entra na história ‘meio’ por acaso - mas com um amigo seu de nome Al Templeton, dono de um restaurante. Certo dia, Templeton descobre no porão de seu estabelecimento um portal do tempo, mas um portal diferente daqueles que estamos acostumados a ver nas histórias de ficção cientifica. O portal descoberto não é capaz de transportar o ‘felizardo’ para qualquer época, mas somente para uma data específica: 09 de setembro de 1958.  Inicialmente, Templeton decide tirar proveito disso, passando a comprar carne bem mais barata para o preparo dos hambúrgueres vendidos em seu estabelecimento. Depois, ele tem uma idéia ambiciosa: evitar o assassinato de um dos presidentes americanos mais famosos de todos os tempos: John F. Kennedy.
Mas para colocar o seu plano em prática, Templeton descobre que tem dois empecilhos. O primeiro deles é que o portal só leva até o ano de 1958, por isso, ele teria de morar no passado durante cinco anos, ou seja, até 1963, ano em que Kennedy foi morto. O segundo problema é que ele descobre que está com câncer em sua fase terminal, podendo morrer em poucas semanas. É nesse momento que Jake Epping entra na história. O professor de inglês é o melhor amigo de Templeton e visita o seu restaurante todos os  dias; então o moribundo que já está com os seus dias de vida contados decide revelar o segredo da fenda do tempo que fica escondida nos fundos do seu comércio e também ‘abrir o jogo’ o seu ousado plano envolvendo o presidente americano.
A partir daí, Jake assume as rédeas da história, já que concorda ingressar no portal do tempo e morar por cinco anos no passado com o firme propósito de evitar o assassinato de JFK.
Mas a vida do professor não será tão fácil quanto se imagina. O primeiro obstáculo é o próprio portal, já que toda vez que ele entra na fenda, a linha do tempo é apagada. Explicando melhor: se ele volta para 1958 e mata alguém, no momento em que retorna ao presente, ele pode conferir no bom e velho Google os resultados de seu gesto; mas a partir do momento que ele decide retornar ao portal, o resultado de sua ação é resetado. Com isso, a pessoa que ele matou continuaria viva. A conclusão de Jake é que ele teria que agüentar firme os cinco anos no passado sem nada que o obrigasse a voltar “correndo” para o presente. Imagine só, o pobre coitado apronta alguma coisa grave a poucos dias de sua missão, em 1963, e com isso teria de retornar correndo para o nosso tempo. Na próxima vez, quando ele entrasse no portal, voltaria mais uma vez para 1958. Resultado: teria de ficar outros cinco anos por Lá!
Jake teria ainda muitos outros problemas, entre os quais a sua adaptação ao passado. Ele teria de conseguir um emprego, se adequar a novos costumes, refazer o seu circulo de amigos e por aí afora. Quer mais? Ok; localizar Lee Harvey Oswald, o homem que teria matado Kennedy. O professor teria de ter a certeza de que Oswald agiu sozinho e também esperar o momento certo, já que consta que o suposto assassino do presidente americano estava na Rússia em 1958, só tendo retornado para solo americano, pouco tempo antes de sua missão. Lembrando que uma viagem até a Rússia em busca do suposto assassino estaria completamente fora de questão pela dificuldade de locomoção que Jake encontraria naquela época.
Fico ainda imaginando com os meu botões, o dilema pelo qual passaria o professor. Já imaginaram,com o passar do tempo - com a aproximação de 22 de novembro de 1963 – o trevo em que se transformaria a sua cabeça? E se JFK não fosse morto, será que o mundo não estaria numa situação pior? Será que ele não teria tomado alguma decisão no passado que comprometeria toda a segurança nacional no futuro?
Você deve estar pensando agora: “Ué? Já que o portal apagaria toda a linha temporal se o sujeito retornasse por ele, bastaria apenas que Jake voltasse mais uma vez para 1958 para anular todas os seus atos anteriores feitos naquela época. Ocorre que pelas resenhas liberadas pela editora e também por quem já leu o livro, que já foi lançado na terra do Tio Sam, tudo leva a crer que King criou um personagem enigmático. Uma espécie de porteiro da fenda que em determinado momento da história pode complicar a entrada ou saída de Jake.
Bom, vamos aguardar para ver! Pelo pouco que sei, “11/22/63” tem todos os ingredientes para se tornar um grande arrassa-quarteirões da literatura.
Esperemos... esperemos.


3 comentários:

  1. Td bom José Antônio? Sou Editor do site Sintoniza. Adorei o seu blog e gostaria de fazer uma parceria. A ideia seria publicar o seu material no site, você entraria como colunista. Nada mudaria, a diferença seria uma maior visibilidade do seu trabalho.

    Não sei o seu e-mail, mas seria um prazer conversar um pouco mais sobre o assunto. Entra no site, talvez goste.

    Abraço e parabéns pelo blog.

    www.sintoniza.com.br
    Hugo Lamego (Editor)

    ResponderExcluir
  2. legal, com certeza vou comprar e ler... mas estou aguardando mesmo, o NOVO LIVRO DA TORRE NEGRA!! alguma previsao para lancamento deste??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O novo volume da Torre Negra foi lançado em abril nos 'states'; mas aqui no Brasil, a Editora Objetiva ainda não tem uma data definida.
      Abcs!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...