segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Apesar dos desafios e dificuldades, manter sozinho um blog é muito gratificante

Hoje não quero publicar resenhas ou dar dicas sobre lançamentos que estarão bombando, daqui há poucos ou muitos dias, nas livrarias. O assunto é outro, bem diferente. Hoje, quero falar sobre os blogueiros que lutam sozinhos para manter as suas páginas atualizadas.  Já há algum tempo vinha planejando prestar uma homenagem para essa turma – da qual também faço parte - que merece todo o nosso respeito.
Cara, manter um blog literário sem ajuda de ninguém, somente ‘euzinho’ ou ‘vocezinho’, é muito difícil, uma verdadeira luta de titãs. O blogueiro solitário tem que se transformar em Shiva – aquela deusa ou deus (cada um fala uma coisa) hindu de quatro braços – para escrever os posts, cuidar do layout da página, organizar as redes sociais (facebook, twitter , Google plus, instagram e outras), ler livros para resenhá-los depois, zapear a web atrás de assuntos interessantes que possam render um bom post, responder e-mails e comentários de leitores, interagir com os seguidores das redes. Ufaaa! Prá ser sincero, acho que nem Shiva com os seus quatro braços conseguiria fazer tudo isso. Então, por que será que será que nós, blogueiros solitários, conseguimos? Elementar meu caro Watson: nós adoramos ler e principalmente escrever. Só isso? Não. Nós também mantemos a nossa teimosia, vaidade e resiliência.

Ok, vamos por parte. Somos teimosos porque lutamos contra todas as probabilidades que podem levar a falência de um blog – lembre-se do “blogueiro-Shiva” que descrevi acima. Somos vaidosos porque cada vez que escrevemos um texto ou resenha viajamos até as nuvens ao saber que muitas pessoas na web estarão lendo o dito cujo; se recebemos comentários positivos, então... Nossa!! Das nuvens, passamos para a lua! E finalmente, somos resilientes porque apesar dos baixos acessos (algo normal para um blog que esteja no seu primeiro, segundo ou até terceiro ano de vida), algumas críticas esculhambadas, afazeres profissionais que nos obrigam a escrever textos somente durante a noite ou madrugada e das lambadas da vida que às vezes chegam de maneira inesperada, nós jamais pensamos em abandonar o nosso blog.

Mas de nada adiantaria ter o espírito de “blogueiro solitário” teimoso, vaidoso e resiliente se faltasse uma palavrinha chave em seu nosso dicionário chamada ‘organização’.
Para manter um blog sozinho, ‘na raça’, é preciso seguir certa metodologia. A primeira regra é que você não saia, desesperadamente, querendo abraçar todas as redes sociais. Mêo, é só você na labuta! Veja bem, o blogueiro tem que ler os livros de sua lista, preparar os posts, dar um up no visual da página e mais tudo aquilo que escrevi no início do texto. Caiu na real? E mesmo assim ainda quer agarrar a unhas um pacotaço incluindo o face, twitter, Goole plus e instagram?!! Se você insistir nessa missão impossível, com certeza, tudo será feito pela metade e desculpe-me o linguajar: nas coxas. O ideal é que você escolha no máaaaximo duas redes sociais e mesmos assim, pense muito bem antes. No meu caso, decide investir apenas no facebook; além do blog, é obvio. Direciono todas as minhas atenções para os dois.  Olha, posso garantir, estou muito feliz. Feliz, de fato. O número de seguidores da fanpage do Livros e Opinião foi conseguido após muito trabalho e dedicação, algo que não conseguiria se tivesse que dividir o meu tempo cuidando de outras rdes sociais.
Temos que entender que duas ou três pessoas conseguem cuidar sem dificuldades de um blog, além de várias redes sociais, sobrando ainda muito tempo para a leitura de suas obras preferidas.
Outro detalhe que deve ser seguido nessa metodologia é a criação de uma rotina de trabalho. Escolha os dias que você irá escrever os seus posts. Eu disse escrever e não publicar. Por exemplo, se você escrever quatro vezes na semana e publicar apenas duas, haverá sempre uma reserva de posts para a época das ‘vacas magras’. Guarde os textos de matérias frias – aquelas que podem esperar sem perder a atualidade – e ‘largue o pau’ nas outras, como por exemplo, posts de obras que estarão em pré-venda ou lançamento.
Se o blogueiro manter essa rotina de trabalho, o seu blog sempre estará atualizado e o mais importante, ele trabalhará com tranquilidade, sem estresse. E saiba que o estresse leva ao desânimo e o desânimo, por sua vez, leva ao fim de seu blog.
Outra dica de ouro no que se refere a metodologia é criar o hábito de ficar ‘fuçando’ na web. Visite páginas ou vídeos sobre noções de HTML, CSS, enfim, qualquer coisa que possibilite deixar a sua página mais bonita. Confira a opinião de blogueiros mais experientes. Tem muita gente ‘bam-bam-bam’ na blogosfera que faz questão de compartilhar os seus conhecimentos com a galera de primeira viagem. Aprendi muito com eles, mas para isso, você precisa ir atrás, visitando as suas páginas.
Se você conseguiu chegar até aqui, acredito que nesse exato momento, deve estar pensando seriamente em convidar novos administradores para lhe ajudar em seu blog literário. Man, calma. Conheço blogs que são administrados por apenas uma pessoa e que, sinceramente, engolem muitos outros considerados maiores. É o caso de “Biblioteca do Terror”, “PorqueLivro Nunca Enguiça”, “O Viajante das Estrelas” e o “Gaveta de Bagunças”. Todos eles mantidos por apenas um blogueiro, no caso: Rafa, Ronaldo, João Paulo e o Marcelo.
Entenda que não adianta absolutamente nada, um blog ter um template de última geração ou um layout sedutor, se os seus posts são vazios. É fácil copiar apenas informações que constem nas sobrecapas de livros ou então, escrever meia dúzias de elogios sobre determinada obra, baseados apenas nos releases de editoras. Difícil é ler o livro inteiro e depois resenhá-lo, dando a sua opinião sincera. É por isso que esses blogueiros que citei acima – além de muitos outros espalhados na Web e que fazem trabalho semelhante – tem todo o meu respeito e admiração.
Vocês não imaginam como fico down quando vejo um blog de qualidade suspender definitivamente as suas publicações, decretando a sua morte. Quando o “Gato Smucky” encerrou as suas atividades há aproximadamente dois anos (ainda encontrei um link da página na web, confiram aqui) fiquei muito triste e P.da vida com o Augusto Fernandes Sales, responsável pela página. Ele tem uma escrita fluida, além de ser um grande pesquisador literário, incluindo quadrinhos. Eu lia as suas postagens todos os dias e ainda hoje o ‘cutuco’ para voltar com o seu trabalho. Acredito que ele tenha deixado o blog para prosseguir com a sua carreira de cineasta, mas o cara é muito bom, uma pena ter desistido.
E a exemplo, do Augusto, há muitos outros blogueiros que por um motivo ou outro acabam abandonando seu trabalho na blogosfera. Mal sabiam eles que do ‘outro lado’ existia um grande numero de leitores fiéis que não perdiam, sequer, uma de suas postagens.
Administrar, individualmente, um blog tem muitas vantagens; a principal delas é ‘imprimir’ na página a sua personalidade. Os leitores saberão que encontrarão naquele espaço, um texto com as suas características. Não importa se as suas resenhas ou opiniões sejam postadas duas ou três vezes por semana; aqueles que a acessarem, terão a certeza de que estarão lendo artigos de qualidade, com a sua marca.
Enfim galera, é isso aí. Espero que esse post tenha convencido vários ‘blogueiros solitários’ a continuarem com o seu trabalho, independente das dificuldades que possam surgir ao longo da jornada.

Inté!

6 comentários:

  1. Jam, fiquei muito lisonjeado ao ser mencionado, tanto por esse reconhecimento vir de você, cujo trabalho admiro e acompanho, quanto por estar acompanhado de nomes como o do Rafa do Biblioteca do Terror. Os outros não conheço, mas vou visitar. Manter um blog sozinho é tarefa árdua mesmo, por isso também tenho me limitado apenas ao site, a página no face e ao skoob. Concordo que há muitos blogs vazios e outros com conteúdo, mas escravos das parcerias editoriais, se limitando a divulgar apenas lançamentos e ignorando tantas obras boas que ficaram pra trás. A literatura é um universo grande demais pra isso. Que bom que ao menos nós temos a liberdade de ler e escrever sobre o que nos dá vontade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O seu blog, o do Rafa e tbém outros que citei, de fato, merecem todo o nosso reconhecimento pque apesar de serem administrados por apenas uma pessoa são tão ou mais competitivos do que outros administrados por várias mãos. Continue com o trabalho que vem desenvolvendo à frente do blog. Parabéns!

      Excluir
  2. Aplaudo de pé este maravilhoso texto! Esse é um dos motivos que seu blog é um dos meus favoritos, além de ser um dos únicos onde consigo indicações de bons livros antigos, sempre tem bons textos sobre praticamente tudo!
    Realmente comandar um blog sozinho é bem difícil, mas é muito gratificante como fez questão de destacar, nesse ano eu estou envolvido com faculdade e emprego de um modo tão intrínseco que mal me sobra tempo para dormir, mas curiosamente sempre sobra um tempinho para escrever sobre livros, achei engraçado essa parte dos textos engavetados, porque apesar de postar pouco eu tenho dezenas de ideias que foram colocadas no "papel" mas não no blog. Muito obrigado pela citação.
    Força e sucesso na sua jornada :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Rafa, também estou constantemente visitando o "Biblioteca do Terror" e seguindo suas dicas valiosas na hora de adquirir alguma obra do gênero, principalmente as mais antigas. Com certeza o seu blog já pode ser considerado referência na categoria terror.
      Valeu!
      Grande abraço!

      Excluir
  3. O que dizer desse post? Ficou perfeito, Jam. Demonstrou de forma envolvente a relação de um blogueiro para com seu blog, bem como as dificuldades enfrentadas para mantê-lo.
    Jamais criei um blog, mas imagino não ser uma tarefa fácil.
    Felizmente, existem blogs como o seu, com conteúdo literário diversificado, textos bem escritos, notícias sobre os lançamentos e, o mais importante, resenhas sinceras.
    Saiba que é extremamente relaxante, entre a correria do cotidiano, poder abrir aquele blog nos favoritos e desfrutar da leitura de um novo post. Nem sempre é possível comentar, mas nós, leitores fiéis, estamos sempre lá. Tenha certeza disso.
    Forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank's!
      Tex, fico feliz em saber que o blog está cumprindo o seu papel. AH! E continue nos acompanhando sempre!
      Grande abraço :)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...