sábado, 30 de janeiro de 2016

O Rock Errou?

Acredito que nunca li um livro tão rápido como esse.  Verdade! Foi “vapt-vupt’ como dizia o saudoso Chico Anysio na Escolinha do Professor Raimundo. As lendas urbanas e teorias da conspiração no mundo do rock descobertas e narradas por Sérgio Pereira Couto em “O Rock Errou?” são ‘viciantes’. A cada novidade ‘devorada’, você quer mais, mais e mais. Caraca, elas são o máximo. Tudo bem que algumas revelações chegam a beirar o surreal como o implante de uma língua de vaca na boca do líder e baixista do Kiss, Gene Simmons ou que Stevie Nicks, a diva e líder do grupo Fleetwood Mac seja, na realidade, uma bruxa; ocorre que esses boatos são descritos de uma maneira tão fluida e convincente que acabam conquistando o leitor.
Acredito que um dos trunfos usados pelo autor para não transformar esses tresloucados boatos em motivo de chacota foi o fato de apresentar os motivos que originaram essas teorias da conspiração. Por exemplo, vocês irão descobrir porque, de fato, a língua de Simmons é tão comprida; e porque a loiraça do Fleetwood Mac ganhou fama de bruxa nos bastidores do rock.
Sérgio Couto, primeiro joga o anzol, depois fisga o peixe, que somos nós. Golpaço de mestre do sujeito; não dá pra dizer outra coisa.
Mas enganam-se aqueles que pensam que “O Rock Errou?” se resume somente aos boatos e lendas envolvendo cantores e bandas do meio. A obra é muito mais profunda e serve também como fonte de informações históricas sobre os bastidores do rock. O autor conta como ocorreu o encontro entre Os Beatles e Elvis Presley nos anos 60 e ainda dá detalhes sobre as origens do mais famoso grupo de rock que o mundo já conheceu. Com relação a Elvis, Sérgio Couto dá detalhes importantes sobre a sua carreira nos anos 50, 60 e 70, incluindo a sua volta triunfal aos palcos que aconteceu em Las Vegas em 1969, após oito anos de afastamento voluntário.
O livro tem 13 capítulos. Os nove primeiros pertencem à personalidades lendárias do mundo do rock, incluindo Jim Morrison, John Lennon, Elvis Presley, Pink Ployd, entre outros.
Já os quatro últimos capítulos são dedicados a nomes, digo... menos lendários do rock, mas nem por isso menos importantes, como The Mamas and The Papas, Marylin Manson, Van Halem e Grace Slick, ex-vocalista do Jefferson Airplane.
Bem, agora para aguçar um pouco a curiosidade dos leitores vou citar algumas lendas urbanas que são exploradas no livro. Confiram aí;
·        Keith Richards trocou todo o sangue do corpo para desintoxicar-se das drogas pesadas que o estava matando
·        Elton John, Mick Jagger, Fred Mercury e outros poucos astros do rock são adeptos de uma mania conhecida por ‘bomba de estômago’. O que é isto? Cara, nem queira saber. Brrrrrrr!
·        Uma das vocalistas do grupo Mamas and The Papas morreu engasgada com uma coxa de frango, enquanto assistia televisão deitada em sua cama.
·        Jim Morrison do The Doors está vivo, já que simulou a própria morte porque não agüentava mais o universo do rock’n roll.
Cara, confesso que me deliciei com a leitura.

Valeu!

2 comentários:

  1. Nunca tinha ouvida falar desse livro, fiquei curioso!
    http://plataforma-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é muito bom. Com certeza, irá gostar.
      Abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...