terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Contagem regressiva: “Joyland” de Stephen King chegará ao Brasil em agosto de 2015



Quem é fã de carteirinha de Stephen King sabe o que é esperar por um lançamento do cara. Mêo! Só quem é, de fato, fanzaço do mestre do terror para entender todas as implicações e complicações dessa espera. Mistura-se de tudo um pouco. Desde ansiedade à unhas roídas, passando pela síndrome do calendário que nada mais é do que ficar cravando aquele X manjado, todo santo dia nos dias... Ihh, que confusão (rs). Galera, estou me referindo aos dias dos meses impressos no calendário. É isso.
Taí! Aguardar um lançamento literário de King é fóda. Desculpe o palavra chula, mas ela se encaixa perfeitamente nessa situação. É muita expectativa, é muita adrenalina. E a carga dessa adrenalina aumenta se o livro “na espera” for um lançamento. Entonce danou-se.
E acredito que os fãs do autor – assim como eu – estão com essa miríade de sintomas, tudo por culpa de “Joyland” que já teve o seu mês de lançamento confirmado: agosto de 2015. Se tudo correr como o previsto, a Suma de Letras deverá lançar a obra inédita de King já na primeira semana de agosto.
Agora, imagina se nós, “Kingnianos ao extremo”, não estamos dormindo com o calendário debaixo do travesseiro?
Depois de “Doutor Sono” que dominou as listas de discussões e comentários literários de 2014, finalmente chegou a vez de “Joyland” arrebentar a ‘boqueta’ do balão em 2015. Acredito que não surgirá nenhum adversário a altura capaz de desbancar o livro de King. E olha que digo isto, desprovido de toda aquela aura de fã incondicional do autor. Grande parte da crítica literária – quer seja dos meios de comunicação impressos ou virtuais – apostam que “Joyland” será soberano neste ano.
O novo livro de King é relativamente curto. A versão americana teve menos de 300 páginas. No enredo desenvolvido pelo autor, Devin Jones é um estudante de 21 anos que arruma um emprego de verão num parque de diversões chamado Joyland para conseguir dinheiro para os estudos e tentar esquecer a garota que partiu seu coração. Mas acaba encontrando algo mais terrível: o legado de um serial killer, o destino de uma criança a beira da morte e as verdades obscuras sobre a vida – sobre o que vem depois – e isso irá mudar seu mundo para sempre.
Após conseguir a vaga de emprego em Joyland como mascote onde tem que vestir uma fantasia para alegrar as crianças, Devin Jones encontra a vidente do parque que lhe revela que ele conhecerá duas crianças durante o verão, uma garota com um chapéu vermelho e um garoto com um cachorro, sendo que um deles possui a ‘Visão’, Devin não acredita na vidente e acaba deixando de lado aquela predição.
Em uma de suas apresentações usando a fantasia do mascote do parque, Devin salva a vida de uma garota que estava usando um chapéu vermelho, isso acaba trazendo mais clientes ao parque e o dono promete um aumento nos vencimentos de Devin. Logo após, ele conhece Mike, sua mãe Annie e seu cachorro, mostrando que afinal a vidente não era uma charlatã.
Mike é um garoto que sofre de distrofia muscular e por isso vive preso á uma cadeira de rodas, sua mãe Annie faz de tudo para tornar a vida do filho o mais confortável possível, uma vez que o garoto tem “Visão” e sabe que sua vida não é muito longa.
 Com muito custo, Devin consegue passar pelo bloqueio que Annie coloca ao redor de Mike e acaba se afeiçoando ao menino que também se afeiçoa á Devin. Em meio a tudo isso, King aproveita para narrar um brutal assassinato no Paraque Joyland, onde uma moça é morta com requintes de crueldade por um misterioso assassino, na realidade um serial killer.
Cara, nem preciso dizer que o tal serial killer irá cruzar a vida de Devin e também do garoto paranormal, sem mencionar aquelas emocionantes reviravoltas no enredo que só Stephen King tem o segredo de fazer.
Ufaaa... Só resta continuar no aguardo do tão esperado mês de agosto que, nesse caso, não terá nada de desgosto.


6 comentários:

  1. Puxa, pela forma como vc fez a sinopse, parece até que já leu o livro, Jam!

    Percebe-se que vc faz pesquisas minuciosamente detalhadas antes de escrever os posts. Espero que continue assim.

    Quanto ao livro, também estou na expectativa. Espero que a Suma de Letras não atrase.

    Abcs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Tex! Fico feliz que a resenha tenha lhe agradado. Quanto à expectativa da chegada do livro; eu tbém estou no mesmo barco.
      Abcs!

      Excluir
  2. Ansioso por esse e outros dois lançamentos do King por aqui: Full Dark, No Stars & On Writing. Este ano promete! Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é André, 2015 será o ano de Mister King. "Escuridão Total Sem Estrelas" (Full Dark, No Stars) e "Sobre a Escrita" (On Writing) devem chegar por aqui, já em abril. Sem dúvida alguma serão dois aperitivos de primeira, enquanto aguardamos o prato principal: "Joyland".
      Abcs!!

      Excluir
  3. Ótimo texto, só uma correção, se me permite, o dono do parque não oferece um aumento nos vencimentos de Devin, ele lhe promete um favor.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...