quarta-feira, 14 de maio de 2014

Chega às livrarias “A Culpa é das Estrelas” com a capa do filme


Nova capa baseada no cartaz do filme
Antes do assunto principal gostaria de avisar aos leitores do blog que o “Livros e Opinião” vai finalmente ter o seu domínio próprio. Após pouco mais de três décadas de existência ‘vamu atacar’ de ponto com ponto br. Mas isso é assunto para um outro post; espero que brevemente. Já adquiri o domínio, paguei, registrei. Tudo certinho, mas o maledeto “Erro 12” e a porca miséria do “Erro 14” estão me impedindo de colocar o blog já em sua nova casa. Tão logo consiga resolver esse problema poderei dar aquele grito gostoso e extasiante: Ihauuuuuuuuuu!! Por enquanto continuo com ele entalado na garganta, brigando e pedindo a colaboração da galera que entende códigos DNS. É assim mesmo que escreve? Putz, viram só como entendo do assunto?! (rsss) .
Mas vamos ao que interessa: falar escrever sobre o lançamento do livro “A Culpa é das Estrelas”. Calma aí pessoal, não se assustem não (rs). Tudo bem que o livro original já está há tempos nas livrarias, mas eu quero postar sobre o Best-Seller com a capa do filme que acabou de ser lançado. É verdade! Vocês estão sabendo que a Fox comprou os direitos de filmagem da obra de John Green? E que o filme será lançado, agora, no dia 5 de junho? Pois é; e a editora Intrínseca que não é boba, nem nada, decidiu lançar uma nova edição do livro, trazendo em sua capa uma reprodução do cartaz oficial do filme; assim como fez com outros de seus lançamentos, entre eles: Crepúsculo e A Menina que Roubava Livros..
Olha, cá entre nós, foi uma sábia idéia, já que a ‘capinha’ da primeira edição é bem brabinha! Agora, o layout da nova capa traz os atores Ansel Elgort e Shailene Woodley que interpretam os personagens Augustus Waters e Hazel Grace Lancaster deitados numa relva, um ao lado do outro, numa pose pra lá de romântica. Uma ‘capitcha’ imperdível para os colecionadores ou então para aqueles leitores que gostam de deixar as suas estantes sempre atualizadas.
Capa original da obra de John Green
Quanto a estrutura interna da obra de Green, não muda nada; continua tudo do mesmo jeito, ou seja, o mesmo número de páginas (288), as mesmas dedicatórias, os mesmos capítulos, enfim, a mesma história. Só muda a tal capa.
No meu caso, como considero a capa dos meus livros apenas um complemento, com certeza não estarei adquirindo essa nova edição, pois já comprei o livro poucos dias depois de seu lançamento.
Green conta a história de uma garota chamada Hazel que foi diagnosticada com câncer aos treze anos e agora, aos dezesseis, sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões. Ela sabe que sua doença é terminal e passa os dias vendo tevê e lendo Uma aflição Imperial, livro cujo autor deixou muitas perguntas sem resposta. Essa era sua rotina até ela conhecer Augustus Waters, um jovem de dezessete anos que perdeu uma perna devido a um osteosarcoma, em um Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Como Hazel, Gus é inteligente, tem senso de humor e gosta de ironizar os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Com a ajuda de uma instituição que se dedica a realizar o último desejo de crianças doentes, eles embarcam para Amsterdã para procurar Peter Van Houten, o autor de Uma aflição imperial, em busca das respostas que desejam.
Beleza galera? Aqueles que se interessarem fiquem à vontade para comprar o lançamento da Intrínseca que à bem da verdade não tem nada de lançamento, apenas... a capa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...