domingo, 17 de junho de 2012

Trilogia polêmica de Anne Rice reescreve conto infantil dos Irmãos Grimm de maneira erotizada

Já foi há época em que Branca de Neve, Bela Adormecida e outros contos infantis embalavam o sono de inocentes crianças. Os tempos são outros e esses contos, outrora cheios de pudores, ganharam tintas bem mais pesadas por seus pintores; quer dizer, autores. Tintas tão pesadas que a sua leitura deixou de ser recomendada para “tenras” idades (rs). Mas não posso negar que apesar do contexto pesado e sombrio dessas obras, elas tem o seu valor, principalmente a trilogia sobre Bela Adormecida escrita pela conhecida autora norte-americana, Anne Rice que rompeu todos os paradigmas envolvendo o famoso conto infantil.
Fiquei surpreso com a ousadia da escritora em desmistificar, sem medo de ser apedrejada ou então queimada viva numa fogueira, o antológico e inocente conto dos Irmãos Grim, publicado em 1812.
Antes de escrever esse post, uma amiga de uma amiga minha, me disse que os Irmãos Grimm deviam estar se remexendo no túmulo por causa do ‘sacrilégio’ de uma autora libidinosa. Iahuuuu!! Gente, palavras dela heinn (rssss). E continuou: “Onde já viu uma coisa dessas! Transformar uma história tão pura e que encantou milhares de crianças numa pouca vergonha dessas!”. Essa amiga da minha amiga que é mãe e que também não é tão velha assim, ficou perto de sofrer um infarto quando lhe disse que havia lido o primeiro volume da trilogia. –“O queeee???!!!!!!. Nãoummmm acredito que você fez isso!!”
Quando vi que não iria valer a pena um debate sobre o assunto; já prevendo que a amiga puritana da minha amiga iria condenar a minha alma para o inferno, dei uma desculpa que o meu celular estava tocado (modo silencioso, é claro) e simplesmente caí fora...
Mas tenho certeza que essa pessoa não foi a única que excomungou Anne Rice por ter reescrito num tom erótico a fábula dos Irmãos Grimm. Muitas outras pessoas não aceitaram ver um conto que encantou milhares de crianças ser transformado numa ousada estória para maiores de 18 anos e bota 18 anos nisso!
Mas se fôssemos analisar o desenvolvimento do universo literário de um modo tão simplista, jamais teriam surgido tantas obras consideradas malditas em sua época, mas que com o passar do tempo acabaram sendo aceitas e respeitadas pela maioria das pessoas, que o diga “O Amante de Lady Chatterley” de D.H. Lawrence, escritor escorraçado em sua época, mas que neste novo milênio acabou ganhando o status de gênio. Quanto ao seu livro taxado em épocas idas de uma obra pornográfica sem nenhum valor, hoje é reconhecido como uma verdadeira obra prima.
Com relação a trilogia “Erótica”, de Anne Rice, lançada, recentemente, pela editora Rocco e composta pelos livros: “Os desejos da Bela Adormecida”, “A punição da Bela” e “A libertação da Bela”, considero, sem nenhum alarde puritano, uma reescritura adulta, muito bem feita, da fábula “A Bela Adormecida” e com um forte apelo erótico. Mas vale lembrar que há livros bem mais ‘erotizados’ do que esse, inclusive a obra de Lawrence.
No primeiro livro “Os desejos da Bela Adormecida”, ao invés do beijo inocente e puro dado pelo príncipe, a Bela  é despertada de seu sono de 100 anos através do ato sexual. Esse contato carnal entre dois abre as portas para a iniciação sexual da princesa que acaba sendo obrigada a pagar um alto preço por ter sido libertada do feitiço que a mantinha adormecida. O príncipe exige que Bela se torne a sua escrava sexual, ficando inteiramente submissa à ele. A jovem, então, é levada para o castelo do príncipe onde terá de se submeter a provações inimagináveis como prova da sua entrega e dedicação.
Neste primeiro volume, Anne Rice transporta o leitor para um mundo onde não há tabus sexuais e onde as idéias tradicionais de submissão e preferências sexuais são desprezadas.
No segundo livro da trilogia, “A punição de Bela”, a princesa mantida como escrava sexual passa de favorita do príncipe a renegada, depois de se envolver com Tristan, também escravo na corte. Vendidos para senhores diferentes, Bela e Tristan são então separados e, em meio a intensos jogos eróticos, se acostumam a castigos cada vez piores.
A “Trilogia Erótica” de Rice encerra-se com o volume “A libertação de Bela”. Neste livro temos a conclusão da saga de Bela e Tristan.  Depois do príncipe despertar a Bela Adormecida para um mundo infinito de sensações e prazer; depois de ser submetida aos jogos de crueldade, domínio e submissão com o Capitão da Guarda em “A Punição da Bela”, encontramos, agora, a princesa cativa de um sultão e prisioneira de um harém. No final, Bela encontra o verdadeiro amor, que nada mais é do que a sua libertação.
Portanto, não vejo motivo para tanto alarde em torno da trilogia de Rice. Para aqueles que, certamente, irão me questionar dizendo: “como pode o cara criticar, em seu blog, o livro “O Fã Clube” e depois exaltar a “Trilogia Erótica”. Primeiro: não estou exaltando a obra de Rice; só li o primeiro volume e prá ser sincero, não sei se irei incluir os outros dois em minha lista de leitura, já que tenho outras prioridades literárias. Apenas li e gostei, como gostei de outras trilogias, mas talvez não o suficiente para ter fôlego para ler os volumes seguintes. Segundo: “O Fã Clube” é uma aberração sadomasoquista sem nenhum sentido. Quase todo o livro se resume a uma atriz famosa, sequestrada por um grupo de fãs paranóicos, presa numa casa abandonada, a maior parte do tempo em uma cama, sendo obrigada a satisfazer os desejos sexuais de um bando de seqüestradores ensandecidos. Já, a obra de Rice, levando-se em conta “Os desejos da Bela Adormecida”, que eu li e também algumas críticas sobre os dois outros volumes seqüenciais, procura expor de uma maneira adulta o universo de fetiches e erotismo embutido na fábula dos Irmãos Grimm. E, diga-se de passagem, de uma maneira muito bem feita.

2 comentários:

  1. Não podemos esquecer que inicialmente os irmãos Grimm não escreveram esse conto ( e os demais) para crianças, essa adaptação aconteceu ao longo dos anos, por pessoas que recontaram os contos, de acordo com Marilena Chaui autora do livro Repressão Sexual, os autores tinham como objetivo escrever contos eróticos, na época em que escritos era normal esse tipo de demostração do que se sentia. Diga para a amiga da sua amiga, que a historia original é erotizada, e que a autora dos livros que você leu fez apenas relembrar o que ela realmente quer dizer. Vale a pena ler o livro da Chaui.

    ResponderExcluir
  2. Recomendo o livro Os Últimos Pores-do-Sol, que está para ser lançado daqui a duas semanas, aproximadamente. Trata-se do primeiro livro de uma trilogia, chamada A Saga do Pôr-do-Sol.

    Foi feito um teaser para o primeiro livro: http://www.youtube.com/watch?v=ALueAeThbOk

    Fanpage: http://www.facebook.com/asagadopordosol

    Site: http://www.asagadopordosol.com/ (Não deixe de ler o prólogo!)

    Agradeço a atenção!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...